Como um ano sabático pode revitalizar sua carreira

Sabe aquela sensação de desgaste intenso por estar correndo de um lado para outro no trabalho, sem conseguir alcançar suas metas, nem avançar na carreira?

É possível que você esteja necessitando de um período sabático.

Originário do hebraico shabat (descanso, inatividade ou batizado de gap year em inglês) esse hábito é razoavelmente difundido na Europa e Estados Unidos, mas ainda pouco praticado no Brasil.

Desfrutar um período sabático não é o mesmo que tirar férias. Requer que se separe 3, 6 ou 12 meses para sair da rotina e não apenas os 30 dias que a legislação concede.

Muita gente, inclusive, costuma passar seus períodos sabáticos no exterior. Ao passar por experiências completamente diferentes da rotina, a pessoa terá uma chance preciosa de repensar sua vida, carreira, valores e prioridades.

Naturalmente, boas doses de planejamento e organização serão fundamentais para se dar bem. Ter uma reserva financeira suficiente para bancar suas necessidades é um fator crítico. Sem ela, não há período sabático que resista.

Além disso, pense bem a respeito de quais atividades você se dedicará: escrever um livro, aprender um idioma, se matricular num curso, conhecer lugares novos, dedicar-se a um projeto social, idealizar um negócio próprio, dedicar-se à família… De preferência escolha mais de uma.

É preciso saber muito bem o que se deseja para não sofrer o tédio de não ter nada para fazer ou a solidão de viver isolado num lugar distante de casa.

Em geral, quando esse tempo de afastamento se encerra, o profissional volta energizado, bem mais maduro, cheio de ideias e pronto para retomar a carreira em condições muito melhores daquelas anteriores ao período sabático.

O que você está esperando para começar a projetar o seu?