Corrida atrapalha a hipertrofia?

Correr atrapalha a hipertrofia? Esta é uma pergunta simples, mas cuja resposta é complexa.

Antes de mais nada, é preciso definir o tipo de corrida em questão e qual é exatamente o seu objetivo em relação à hipertrofia.

Basicamente, quanto mais forte foi o seu treino aeróbico, maior será o gasto de energia. É necessário, portanto, aumentar o seu consumo calórico na alimentação para gerar um balanço energético positivo para a construção da massa muscular.

Outro ponto é que, se você colocar muito foco na corrida, seu corpo terá menos tempo para descansar da musculação. Isso pode comprometer o seu processo de recuperação e é durante ele que os músculos crescem.

Há, no entanto, outros fatores que devem ser levados em conta. Vejamos.

1# TIPO DO TREINO

Caminhada: Ninguém vai ser proibido de andar, seja na esteira, no parque, ou no shopping, mas tudo depende do volume. Um carteiro, por exemplo, vai ter dificuldade de hipertrofia. Agora, se for o tradicional de 30-60 minutos, isso não irá prejudicar ninguém no processo de hipertrofia.

Trote: Ao aumentar a intensidade, tanto o gasto energético quanto o desgaste começam a atrapalhar na recuperação. O dia e horário que você irá realizar esse treino em relação ao treino de musculação é de grande relevância.

Forte ou Intervalada: Salvo com o objetivo de condicionamento ou de queima de gordura, esse tipo de corrida irá prejudicar seus ganhos de massa muscular. Mas não quer dizer que irá lhe fazer mal à sua saúde.

2# FREQUÊNCIA DO TREINO

Antes ou depois do treino: Isso prejudicará seus ganhos. Se você correr antes do treino de musculação, seu treinamento será atrapalhado pelo elevado gasto energético da corrida. Se for depois, irá prejudicar o processo de recuperação.

Em outro momento no mesmo dia: Isso prejudicará muito pouco, a não ser que a corrida seja realizada no período noturno e a musculação no período matutino.

Em dias alternados aos dos treinos: Desta forma você corre o risco de prejudicar o processo de hipertrofia dos membros inferiores, mas muito pouco, especialmente com um intervalo de pelo menos 24 horas do treino de pernas.

3# VOLUME DO TREINO

Tempo: É importante que o volume esteja de acordo com seu nível de treinamento. Começar correndo uma hora é um erro; o ideal é começar com tempos menores como 20-30 minutos. Dessa forma não prejudicará nem a massa muscular e nem as demais atividades do dia-a-dia por dores musculares.