A ideia por trás do Tinder é simples: procurar mulheres que usam o aplicativo e que estejam próximas a você. Se você curtir a garota e for correspondido, é feito um match. Neste ponto o chat é desbloqueado, então vocês podem conversar à vontade dentro do próprio software.

Quando baixei o Tinder, ele me pediu para logar pela minha conta do Facebook. O app deixou bem claro que não colocaria nada no meu Timeline; sigilo absoluto. Aceitei. De cara já apareceu onde eu estava em São Paulo e, em volta do mapa, uma animação. Era algo que indicava que ele estava trabalhando para me mostrar as beldades perto de mim.

Depois de alguns segundos de espera, uma foto apareceu, com nome e idade estampados na base. Marina, 22. Ela não era muito atraente. Com um simples deslizar para a esquerda na tela do meu smartphone, um carimbo mostrou que eu não tinha gostado do que havia visto. Fiz o mesmo movimento algumas vezes, até me deparar com uma loira bem interessante. Desta vez, o meu dedo deslizou para a direita e um carimbo verde com a palavra like apareceu.

Depois de várias mulheres passando e eu as julgando pela beleza, a lista acabou sem nenhum match. Pois é: nenhuma das mulheres que eu selecionei deram um like de volta. Foi um pouco frustrante. Não sei se foi por que eu estava usando o app havia pouco tempo — ou se meus amigos estavam certos quando me chamavam de “vômito de babuíno”.

Algumas horas depois, porém, meu celular apitou: “Você tem um match!” A partir daí Natália, 24, apareceu no chat. Após alguns minutos de conversa furada, nos despedimos. Não rolou uma atração mútua entre nós, mas caso tivesse acontecido, seria simples adicioná-la no Facebook e, quem sabe, convidá-la para um café.

Enfim, deixando minha experiência de lado, vamos falar mais um pouco do Tinder. Segundo a empresa, cerca de 1,5 milhão de matches são feitos diariamente no programa e o número de usuários já ultrapassou os 35 milhões.

A razão de seu sucesso talvez seja a sutilidade; a maioria dos sites ou apps que prometem juntar casais costuma ter um tom machista e diretamente ligado a sexo, o que repele as mulheres. O Tinder apresenta as pessoas de uma maneira mais inocente, digamos assim, apesar do objetivo final ser aquele que já sabemos.

O Tinder possui uma interface direta, simples e fácil de usar. Outro ponto positivo do app é que ele mostra pouquíssimas informações suas, mantendo assim a privacidade dos usuários. Apenas algumas fotos do seu perfil do Facebook, sua idade, interesses iguais e amigos em comum são revelados.

Quando comecei a usar o app, achei que somente mulheres desesperadas estariam utilizado deste meio para não ficar para titia. Não foi o caso, para a minha surpresa. Passei por muitas fotos de mulheres bonitas. Se você está solteiro, portando, deveria testá-lo. Quem sabe não tem uma mulher linda a dois quarteirões de você, louca para conhecer algum cara bacana?