fbpx
O craque do Manchester é o novo integrante

13 gols antológicos marcados do meio-campo

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

Em homenagem à pintura de Wayne Rooney sábado contra o West Ham, decidimos fazer uma lista dos halfway heroes.

O craque do Manchester é o novo integrante
O craque inglês é o novo integrante deste seleto grupo

O fim de semana foi um prato cheio para quem gosta de futebol. Houve a surpreendente goleada do Chelsea por 6×0 sobre o Arsenal; um épico duelo entre Barcelona e Real Madrid que terminou em 4×3 para os catalães; e um gol de Wayne Rooney do meio-campo, contra o West Ham, que já entrou para a antologia do futebol inglês. Em homenagem à pintura do craque do Manchester United, decidimos reunir 13 gols de longa distância que, além de garantir um tento a seus respectivos times, cravaram também um lugar na história do esporte.

13# Wayne Rooney (Manchester vs West Ham)

A temporada não está sendo das melhores para Rooney e o Manchester United. Eles estão em sétimo lugar na Premier League e a 11 pontos da zona de classificação da Champions League. Mas o golaço de sábado, que ajudou o time a vencer o West Ham por 2×0, foi tão impressionante que fez a torcida esquecer os problemas — pelo menos por alguns instantes.

12# Roger (Fluminense vs São Paulo)

No torneio Rio-São Paulo de 2002, Roger realizou o sonho de todo torcedor que já viu Rogério Ceni marcar um gol de falta contra seu time: uma saída rápida e bola na rede do tricolor, enquanto goleiro adversário ainda comemorava o seu feito.

11# Jone Samuelsen (Odd Grenland vs Tromso)

Este gol aconteceu no campeonato norueguês de 2011 e se destaca dos outros da lista por um simples motivo: ele foi marcado de cabeça. Apenas vendo para entender o lance.

10# Sebastian Langkamp (Karlsruher vs Bayer Leverkusen)

Difícil dizer o que é mais impressionante: o gol de carrinho que Sebastian Langkamp fez do meio-campo na Bundesliga de 2009 ou a apresentadora da ESPN chamando a jogada de “horrível” por não entender nada de futebol.

9# Marcos Senna (Villarreal vs Betis)

Marcos Senna ficou nada menos do que 11 temporadas no Villarreal. Mas não há discussão: o ponto alto de sua longa passagem pelo time espanhol foi este golaço contra o Betis em 2008.

8# Rivaldo (Mogi-Mirim vs Noroeste)

Antes de despontar como um dos maiores craques do país, Rivaldo teve uma passagem pelo Mogi-Mirim no início da década de 1990. Este gol marcado em 1993, pelo Paulistão, certamente foi um dos fatores que levaram o Corinthians a contratá-lo.

7# David Beckham (LA Galaxy vs Kansas City Wizards)

Você deve estar pensando: “Ué, mas o gol do meio-campo que o Beckham fez não foi pelo Manchester?” Sim, e vamos falar dele mais para frente. Mas em 2008, durante sua passagem pelo Major League Soccer, ele repetiu a dose.

6# Dejan Stanković (Inter de Milão vs Genoa)

Assim como Beckham e Rivaldo, o sérvio Dejan Stanković aparece nesta lista com dois gols. Este é o primeiro deles, numa partida do italiano em 2009. Detalhe para Balotelli, que na época era seu colega na Inter de Milão e hoje virou casaca, atuando pelo rival Milan.

5# Rivaldo (Barcelona vs Atlético de Madrid)

Entre 1997 e 2002, Rivaldo esteve no auge de sua carreira atuando pelo Barcelona, onde fez uma respeitável marca de 86 gols em 157 jogos. Sem dúvida o mais memorável deles foi este, contra o Atlético de Madrid, na temporada 97/98 do espanhol.

4# David Beckham (Manchester vs Wimbledon)

Este não é, necessariamente, o gol mas belo desta lista. Mas, certamente, é o mais famoso. O ano era 1993 e Beckham estava na sua primeira temporada pelo Manchester United. A jogada o transformou automaticamente num ídolo do time, onde ele viria a ganhar nade menos do que seis títulos da Premier League e um da Champions League.

3# Diego Souza (Palmeiras vs Atlético-MG)

Desta cena os palmeirenses não vão se esquecer tão cedo: Diego Souza pegou um rebote de primeira contra o Atlético-MG, dentro do círculo central, e encobriu o goleiro adversário, pelo Brasileirão de 2009, num dos gols mais bonitos nos 99 anos de história do clube.

2# Xabi Alonso (Liverpool vs Newcastle)

Em seus 5 anos de Liverpool, o volante espanhol Xabi Alonso não fez muitos gols: foram apenas 15 em 143 jogos. Mas a média foi recompensada pelos seus passes precisos, desarmes calculados — e esta pintura contra o Newcastle, no campeonato inglês de 2006. No ano seguinte ele repetiria a dose contra o Luton, pela FA Cup. Mas como temos uma fixação pelo número 13, a exemplo de Zagallo, tivemos que deixá-lo de fora da lista para não zicar o Brasil na Copa do Mundo. De nada.

1# Dejan Stanković (Inter de Milão vs Schalke 04)

Deixamos o melhor para o final. Este gol de Stanković não apenas foi marcado de (1) voleio, (2) primeira, (3) no meio-campo e (4) com um chute estiloso, como também (5) na Champions League, o torneio de clubes mais importante do planeta. É o único desta lista realizado numa competição continental, contra o Schalke 04 em 2011.

Menção Honrosa: Pelé (Brasil vs Tchecoslováquia)

Qualquer lista desta natureza estaria incompleta sem o famoso “gol que Pelé não fez”. Muitos jogadores inferiores ao Rei viriam a fazê-lo nas décadas seguintes. Mas Pelé que popularizou a jogada — e, isso, em plena Copa do Mundo, contra a Tchecoslováquia em 1970. A bola pode ter passado a alguns centímetros da trave. Mas, ainda assim, merece nosso respeito.