5 lições de vida com o Professor de “La Casa de Papel”

Se eu tivesse que listar as minhas Top 5 séries preferidas, sei que quatro estariam garantidas: (1) “Game of Thones”, (2) “Breaking Bad”, (3) “Mad Men” e (4) “Westworld”. Mas para a quinta posição, eu ficaria num grande dilema entre “Peaky Blinders” e minha obsessão mais recente: “La Casa de Papel”.

Acho que ela foi a série mais viciante que já assisti. Dá para ver tranquilamente meia-dúzia de episódios seguidos sem ficar cansado. Apesar dos episódios terem 45 minutos, a impressão é de que se passaram apenas 15 minutos, de tão envolvente e dinâmica que é a história.

“La Casa de Papel” foi a maior febre do Netflix em 2018 e, inclusive, virou a série de língua não-inglesa mais vista do serviço de streaming. Se você ainda não assistiu, recomendo reservar algumas horas deste fim-de-semana para fazê-lo. Você não vai se arrepender, eu garanto.

Além de ser uma série incrível, ela oferece várias lições de vida para quem assiste, porque seu personagem principal – o Professor – é um verdadeiro gênio. Bora dar uma olhada? Fique tranquilo, porque tive o maior cuidado possível para não dar spoilers da história.

1# PLANEJAMENTO DETALHADO

A chave do roubo orquestrado pelo Professor é o planejamento. Ele passou anos bolando um plano perfeito para assaltar a Casa da Moeda. Estudou nos mínimos detalhes o funcionamento do banco; montou a equipe ideal, com perfis complementares; analisou os procedimentos que a polícia toma nessas situações; e muito mais.

Se não fosse por essa preparação toda, o assalto iria durar menos tempo do que um espirro. Isso serve para a nossa vida, também. Quando vamos abrir um negócio ou montar um projeto, é preciso estudar exaustivamente e se planejar o máximo possível, para assim aumentar as chances de sucesso.

2# ANTECIPAÇÃO DE CENÁRIOS

O Professor é um jogador de xadrez, no sentido figurado e no literal, porque o tabuleiro aparece algumas vezes na série. Por isso ele sabe a importância da antecipação. Por mais que você faça um planejamento cuidadoso, existe um fator de imprevisibilidade na vida. Não dá para prever com 100% de precisão as coisas que vão acontecer.

Por isso o Professor trabalha sempre em cima de diferentes cenários. Se eu fizer a ação “A”, a polícia pode responder da maneira “B”, “C” ou “D”. Se eles apostarem na “B”, aí farei “E”. Se for “C”, vou ter um plano “F”. No caso de “D”, seguirei na “G”.

Aí se eu fizer “A” e eles “B” e eu “E”, talvez eles venham com “H” ou “I”, etc etc.

Bom, talvez essa sopa de letrinhas tenha ficado confusa, mas deu para entender o espírito, né? E essa antecipação ainda vai longe, porque ele tem que fazer planos para todas as possibilidades futuras. Só assim para não ser pego de surpresa.

3# CAPACIDADE DE IMPROVISAÇÃO

Beleza. Aí você faz o planejamento perfeito; antecipa todos os cenários que pode imaginar; mas pinta uma situação inesperada. O que fazer? Agora é a hora de improvisar.

Mas não se engane: improvisação requer, também, habilidade e conhecimento. Tente improvisar um drible e peça ao Messi para fazer o mesmo. Deu para entender a ideia? Quando você tem domínio do que faz, consegue improvisar com destreza. Por isso você tem que estudar a sua área de atuação ao máximo, cobrindo todas as vertentes possíveis.

4# RAZÃO VS EMOÇÃO

Não é nenhum spoiler, mas sempre que alguma coisa dá errado no assalto, é porque alguém deixou a emoção falar mais alto do que a razão. Óbvio que não somos robôs para agir com uma frieza absoluta. Mas na hora de tomar uma decisão importante que diz respeito a um negócio – especialmente no qual outras pessoas estão envolvidas – temos que pensar mais com a cabeça, menos com o coração.

5# INTEGRIDADE ACIMA DE TUDO

Para fechar com chave de ouro, não dá para deixar de citar uma das grandes virtudes do Professor: a integridade. Ok, ele está organizando um assalto a banco, o que não é exatamente uma ação honesta. Mas ele nunca deixa os seus princípios de lado. Por exemplo, respeitar vida das pessoas acima de tudo, mesmo que isso coloque os planos em risco.

O Professor tem um grande senso de honra. Sabe quais são os limites que não deve cruzar e os respeita sempre. A grande lição que isso nos mostra? Ter sucesso é ótimo, mas não a qualquer preço. Existem coisas mais importantes, como seguir seus princípios.

VÍDEO EM DESTAQUE