fbpx

8 novos artistas que precisam entrar no seu radar em 2015

Um novo ano sempre começa com resoluções que com certeza vamos quebrar. Com novas tendências que vão durar até a chegada da próxima estação. E com novas músicas e artistas que, sem dúvida, vão dominar os nosso feeds ao longo da temporada.

2015 promete ser um belo ano quando o assunto é música. Temos novos lançamentos de Kanye West, Radiohead, Adele, Frank Ocean e Fleetwood Mac, só para citar alguns. Para além deles, no entanto, há uma série talentosos nomes que andam rondando os nossos ouvidos com a promessa de que, muito em breve, estarão junto do acima mencionado primeiro escalão sonoro.

Quem vai ser o próximo grande sucesso na música?

Eis uma seleção de novas bandas e artistas que devem nos acompanhar ao longo desse novo ano e que você precisa conhecer.

Years & Years

years-years-el-hombre

O trio Years & Years bebe em uma grande variedade de influências (de Flying Lotus a Radiohead e TLC) para criar um elegante e divertido pop eletrônico. De Times a Buzzfeed, passando por The Guardian e Huffington Post, os caras são considerados promessa por todo o tipo de publicação, em todos os cantos do planeta.

Há uma curiosidade que ajuda: o vocalista Olly Alexander também é ator, figura carimbada no famoso seriado britânico Skins. Carismático, Olly lidera a banda com uma voz suave, pronta para cair nas graças da mulherada.

Repleto de sintetizadores futuristas e versos que grudam na orelha, além de um belo contrato com a gravadora Polydor, o Years & Years está no páreo para se tornar o next big thing do pop muito em breve.

Ryn Weaver

ryn-weaver-el-hombre

Essa cantora de San Diego, na Califórnia, surgiu literalmente do nada em junho do ano passado com o single “OctaHate”. Música marcante, de bom apelo pop e inteligente, “OctaHate” alcançou 3 milhões de plays no Soundcloud, levando Ryn Weaver para o número 1 da Billboard em sua parada de “artistas que prometem”.

Detalhe: tudo aconteceu antes mesmo de Weaver ter feito o seu primeiro show oficial.

Pois a moça viralizou. Cravou o seu nome no mapa.

Esse ano deve lançar o seu primeiro disco, e assim partir de “promessa” para conquistar as massas.

Rae Sremmurd

rae-sremmurd-el-hombre

Quando você finalmente descobrir como pronunciar corretamente o nome, também vai descobrir que esse duo do Mississippi está fazendo uma das melhores músicas rap-pop do momento.

O Rae Sremmurd é, basicamente, os irmãos Swae Lee e Slim Jimmy, de 19 e 21 anos, respectivamente. E, apesar de realmente novos no cenário, já tiveram o single “No Type” alcançando o número 16 da Billboard Hot 100, a cobiçada parada musical norte-americana.

Ah, reparou que Rae Sremmurd é “Drummers Ear” (ou Ouvido de Baterista) ao contrário?

Dônica

donica-el-hombre

Esses cariocas não têm medo de misturar o improvável. Com Tom Veloso (sim, o filho do velho Caetano) como o principal compositor, o grupo vai de Clube da Esquina a Pink Floyd em um piscar de olhos.

Ainda em 2014 o Dônica lançou o seu primeiro EP. Na cola, assinaram contrato com a Sony Music. Em março, prometem lançar o álbum de estreia com a expectativa de fincar a bandeira no mainstream.

Se você curte uma “bixo grilagem” com um quê de mineirice e malemolência carioca, esse é um prato cheio.

James Bay

james-bay-el-hombre

Diz a lenda que James Bay foi descoberto depois que um fã subiu na internet um vídeo dele se apresentando em um pub de Kentish Town, Londres. A partir dali, foi só alegria.

James conquistou uma bela base de fãs na capital inglesa. Foi convidado a abrir um show dos Rolling Stones no famoso Hyde Park. Mais recentemente, foi eleito pela BBC como uma de suas apostas para esse ano de 2015.

“Eu adoro o timbre da sua voz e a emoção que ele transmite nas músicas. E ele é um cara cool, tem um estilo genuíno”, avalia o apresentador da BBC Dean Jackson.

Depois de três EPs bem recebidos pela crítica britânica, Bay lança em março o seu álbum de estreia, Chaos And The Calm.

Ella Henderson

ella-hundersen-el-hombre

Ok, esse nome você já deve ter ouvido por aí…

Dois anos depois de ter sido finalista no X Factor britânico Ella Henderson assinou contrato com a SYCO, gravadora do big boss do reality show, Simon Cowell. De contrato assinado, Ella lançou o single “Ghost”, que foi direto ao topo das paradas inglesas e virou hit também na Bélgica, Alemanha e Austrália.

É difícil falar de Ella Henderson e não lembrar da semelhança que ela divide com outra grande voz britânica (sim, estamos falando da Adele). Se a comparação incomoda a moça? “Se eu alcançar metade do sucesso dela, já é um sonho realizado”, diz Ella.

  • Comece ouvindo: “Ghost

Tink

tink-el-hombre

Desde Lauryn Hill que uma cantora não redesenha com tanta maestria as regras do hip hop, combinando letras inteligentes e provocadoras com música que expande as fronteiras sonoras do gênero.

Não por acaso, essa rapper de apenas 19 anos conquistou os ouvidos do renomado produtor Timbaland, que já fez explodir a carreira de nomes como Missy Elliott, Beyoncé, Justin Timberlake e Rihanna. E que, junto de Tink, está criando o seu trabalho mais relevante em anos – em novembro, por exemplo, o cara lançou uma versão para “Movin’ Bass”, da dupla Jay Z e Rick Ross, que tornou a #thinktink trending topic.

Com um álbum completo produzido por Timbaland a ser lançado em breve, Tink está prestes a se tornar a mulher mais badalada do hip hop em 2015.

Raury

raury-el-hombre

Se ser convidado pessoalmente para conhecer Kanye West não é o suficiente para comprovar o talento da promessa que é Raury, então tire alguns minutos para conhecer o seu primeiro projeto: Indigo Child.

Esse garoto de Atlanta, de apenas 18 anos, quer se tornar o salvador da música (sim, ele parece compartilhar do complexo megalomaníaco do mentor Kanye West).

O fato é que Raury, cantor, compositor, guitarrista e produtor, faz uma música difícil de classificar, e por isso mesmo perfeita para uma geração YouTube que aprendeu a ouvir Nirvana e Three Six Mafia tudo-ao-mesmo-tempo-agora.

Músicas como “God’s Whisper” conquistaram fãs como Lorde, enquanto Andre 3000 convidou pessoalmente o cara para abrir um show do Outkast.

“Eu vou dizer: eu vou me tornar um dos maiores letristas que existem por aí”, disse Raury em recente entrevista a Billboard.

Se depender de confiança e auto-estima, o cara já é sucesso garantido.

Afrobombas

afrobambas-el-hombre

Jorge Du Peixe, o cara à frente da Nação Zumbi, se uniu a única filha de Chico Science e criou o Afrobombas. Ou seja, se a música já é bacana, há toda uma aura pairando no ar.

Lula Taynã é a filha do grande Chico, e com sotaque pernambucano trafega suavemente para reafirmar suas origens: “Minha liberdade começa no mar e vai até o sol‘, canta ela em “A Pedra Que Andou”. A música, aliás, ganhou clipe em novembro. E tem rendido bons elogios ao grupo.

Ah, a banda ainda tem o filho do próprio Jorge Du Peixe entre os integrantes (Ramon Lira), assim como o excelente trompetista e produtor Guizado.

Shamir

shamir-el-hombre

Yes, yes, I’m the best. Fuck what you heard / Anything less is obviously absurd,” (“Sim, sim, eu sou o melhor. Foda-se o que você ouve / Qualquer coisa menor do que isso é obviamente um absurdo) canta Shamir no primeiro verso de “On The Regular”. Sim, soa um tanto quanto arrogante. Mas a considerar pelo single e até mesmo outras canções lançadas por ele até aqui, o cara não está lá tão enganado assim.

Shamir é de Las Vegas, mas mistura funk, hip hop e R&B para criar um groove que soa como um primo próximo de Michael Jackson ou Prince.

Ainda no ano passado, o EP Northtown provocou grande buzz em blogs e sites especializados, o que levou ele a assinar contrato com a conceituada gravadora XL – a mesma de Adele, The White Stripes e M.I.A., por exemplo.

O disco de estreia de Shamir chega às prateleiras nesse ano. E deve apresentar o cara as massas.