2014 é ano de Copa do Mundo. E, de 4 em 4 anos, desde 1930 é assim, como você bem sabe. Mas quem viveu na época entre 1939 e 1949 não teve este mesmo privilégio de curtir a disputa do torneio mais empolgante do mundo em virtude da 2ª Guerra Mundial (1939 até 1945). Foi preciso esperar 11 anos.

Entretanto, o que poucos sabem é que houve um campeonato entre times mundiais durante esse período, obviamente sem tanto alarde e sem nomes renomados das principais seleções. Nós, do El Hombre, resgatamos esta curiosa história para você.

A edição de 1942 da Copa Mundo, que tinha tudo para ser realizada no Brasil, e a de 1946 oficialmente não existiram. Porém, a guerra não impediu que campeonatos de futebol fossem disputados nesse período. Teve um campeonato em especial que chama mais atenção dentre todos. Neste, o Brasil teve uma grande parcela de participação na conquista do título.

Soldados em combate por gols e por um caneco

Na fase final da Segunda Guerra, entre o fim de 1944 e o início de 1945, quando a batalha já estava praticamente definida, os comandos dos exércitos Aliados (Estados Unidos, Reino Unido e União Soviética), que lutavam contra a Alemanha nazista, se juntaram e organizaram um campeonato de futebol entre os países do grupo .

Onde o Brasil entra nesta história? Com soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Cedemos soldados para o time dos EUA, integrante do 5º Exército Americano. Alguns destes caras “emprestados” representaram também o Brasil na Copa do Mundo de 1938, disputada no Uruguai.

Vale o destaque para o lateral Bidon, que tinha sido titular do São Cristóvão (clube que revelou o Fenômeno Ronaldo), time tradicional carioca, que disputava na época o estudal com os grandes Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo. Outro nome importante na disputa foi o meia Perácio, um dos maiores ídolos da história do Botafogo, que havia sido titular da Seleção Brasileira na Copa de 1938, na França. Além destes dois grandes nomes brasileiros da época, Walter, atacante da categoria de base do Corinthians, também disputou o torneio.

Com o sangue brasileiro na seleção americana o resultado não podia ser diferente: o time do 5ª Exército Americano reforçado foi o campeão. Temos poucos registros do episódio, somente com alguns dados históricos no Museu da Força Expedicionária Brasileira, situado em Minas Gerais.

A Copa do Mundo voltou a ser disputada em 1950 e aí todos nós sabemos o que aconteceu naquele mundial: Uruguai campeão em cima da seleção brasileira no Maracanã. Este ano, mais uma vez, a Copa será disputada no Brasil. Teremos, portanto, mais uma chance de ver a competição no solo sagrado do futebol. E tomara que desta vez seja com um final igual ao do campeonato no período que não teve Copa do Mundo – e que não culmine num “Maracanazo”.