Mulher Maravilha

“Mulher Maravilha 1984” é uma obra cinematográfica necessária!

O ano tinha tudo para ser um dos maiores já vistos – cinematograficamente falando. Estreias aguardadas como “Velozes e Furiosos 9”, “Caça-Fantasmas: Mais Além”, “007 – Sem Tempo Para Morrer”, “Um Lugar Silencioso – Parte 2 e “Mulher Maravilha 1984” estavam no topo da lista dos mais desejados de 2020. Com a pandemia ainda presente no mundo todo, a maioria dos filmes deste ano foram passados para 2021, mas podendo sofrer alterações devido aos próximos capítulos do Covid-19. Mas nem tudo são más notícias. Alguns cinemas espalhados pelo país estão abrindo suas portas seguindo os protocolos de segurança, fazendo com que o público possa voltar a se divertir na sala escura, mas com toda proteção necessária.

Com a retomada dos cinemas, a Warner Bros Pictures nos convidou para conferir em primeira mão “Mulher Maravilha 1984”, sendo este um dos melhores filmes do ano e totalmente necessário! Mas calma, já já vamos te explicar tudo (sem spoilers!) porque o filme já é uma obra cinematográfica que vai encantar gerações.

A HISTÓRIA DO FILME

Diana tem super poderes extraordinários, podendo ser a heroína mais forte do mundo. Em 1984, ela trabalha como arqueóloga no museu Smithsonian. O que ela não espera é o surgimento de um desesperador perigo mortal na face de uma enorme conspiração do empresário Max, que canta alto para satisfazer os desejos das pessoas, e uma inimiga misteriosa, a Mulher Leopardo (Kristen Wiig). A grande pergunta é: Mulher Maravilha pode impedir o colapso do mundo sozinha?

Continuando o sucesso do primeiro filme, temos novamente na direção Patty Jenkins e a atriz Gal Gadot sendo a Mulher Maravilha. Completando o time de atores, temos a volta de Chris Pine como Steve Trevor, e as novidades ficam por conta de Kristen Wiig como Mulher Leopardo e Pedro Pascal como Max Lord.

Mulher Maravilha
Mulher Maravilha usando o novo traje dourado, em cena do filme

O PODER DE UM PERSONAGEM EM NOSSAS VIDAS

Em 2017 o mundo ficou apaixonado pela Mulher Maravilha de Gal Gadot e pela forma que a diretora Patty Jenkins trouxe a heroína para as telonas. Se tornou facilmente uma personagem fonte de inspiração para crianças e adultos, mostrando que força é um “super poder” que está em cada um de nós. Em “Mulher Maravilha 1984” – que chega aos cinemas dia 17 de dezembro – não é diferente. Só que desta vez, somos presenteados com uma história tão emocionante e cativante, que será impossivel conter as lágrimas. Em determinado momento ouvimos a frase “O mundo precisa de você”, e sim, precisamos de uma Mulher Maravilha para nos dar forças e continuar a lutar pela vida, pela verdade e pelo bem maior. E cá entre nós, é exatamente o que precisamos no atual momento.

É simplesmente maravilhoso quando um filme te “laça” e conquista pelos valores apresentados. Sim meus amigos, é possível aprender através de filmes e não há vergonha nenhuma com isso. Valores tão simples, mas que aplicados em nossas vidas da forma correta, se tornam grandiosos. E é isso que o filme quer passar, fazendo dele um longa cheio de emoção com uma mensagem poderosa.

Mulher Maravilha
Mulher Maravilha pede “segredo” a criança após salvá-la

NOSTALGIA, HUMOR E AÇÃO NA DOSE CERTA!

Mesmo com as importantes mensagens que o filme apresenta, sobra espaço para cenas de tirar o fôlego que entrarão para a lista das mais incríveis do Universo DC no cinema. Uma destas, por exemplo é a cena inicial na ilha de Themyscira, onde voltamos no passado e vemos um pouco do treinamento de Diana ainda criança competindo contra as Amazonas adultas. É um deslumbre visual que certamente deixará todos grudados na cadeira apreensivos.

Além disso, o longa conta com pequenos – mas engraçadíssimos – momentos de humor que fazem toda diferença. O ponto alto é ver Steve Trevor descobrindo as tecnologias dos anos 80. Um humor simples e inofensivo que arrancará boas gargalhas. Aliás, o tom do filme desta vez é bem mais leve em comparação com o primeiro, tornando tudo mais divertido de se acompanhar.

Agora para os fãs de carteirinha, se preparem! O filme guardou MUITAS surpresas que certamente fará os mais apaixonados pela heroína e suas aventuras entrarem em êxtase! Sem dar muitos detalhes (para não gerar spoilers) só digo que tem ótimas e lindas referências às HQ’s. Uma delas, que já foi apresentada nos materiais de divulgação, é a Armadura da Águia Dourada. Sua primeira aparição foi em 1996 no “O Reino do Amanhã” com ilustração do grande Alex Ross. No filme, temos uma história de origem para a armadura, que faz todo sentido dentro do universo das Amazonas. E pode acreditar, tem mais homenagens para os fãs se emocionarem!

Mulher Maravilha
Gal Gadot em cena como Mulher Maravilha mostrando todo seu poder

OS ANOS 80 VIVE!

No primeiro filme acompanhamos a trajetória de Diana durante a Primeira Guerra Mundial, mostrando o verdadeiro valor da coragem e do amor, mesmo em um campo de batalha cinzento. Agora, em “Mulher Maravilha 1984” temos como ambiente os anos 80, repleto de cores e ambições grandiosas, que podem facilmente serem comparadas com os dias de hoje. Falando nisso, o maior acerto do filme é tratar sobre um assunto tão atual de uma forma tão clara, que em determinados momentos você jura que o filme se passa de verdade em 2020.

É engraçado falar isso, mas o fato do filme se passar nos anos 80 e se parecer tanto com a atualidade é algo louvável. O filme imprime essa década com cores que gritam em tela, em acessórios e até “novidades” daquela época. E o mais interessante é ver a possível brincadeira que o filme faz conosco, mostrando que mesmo com toda a nossa tecnologia atual, os anos 80 era bem mais divertido. Para os saudosos de plantão, será um deleite aos olhos! #AsPochetesVoltaram

OS VILÕES DE “MULHER MARAVILHA 1984”

Não é spoiler dizer que o filme conta com dois vilões bem definidos. Uma delas, é Barbara Minerva (interpretada de forma majestosa por Kristen Wiig), sendo uma atrapalhada arqueóloga que só quer ser forte e linda, assim como Diana. De outro lado, temos o Max Lord (interpretado por Pedro Pascal – sim, o ator de “The Mandalorian”) que está fadado ao fracasso, mesmo vendendo uma imagem totalmente diferente na TV. Não sei se você notou, mas percebeu que ambos querem ser algo que não são? Pois bem, é ai que entra a questão do filme e um grande segredo (que não irei revelar) que faz a conexão entre todos os personagens.

Mas algo tem que ser dito: ambos personagens são PERFEITOS quando estão em tela juntos. Cada um tem seu próprio brilho e rouba a atenção do telespectador quando surgem em tela. Max Lord parece mais um destes gananciosos lideres que querem o mundo. Já Barbara Minerva é a mulher que ainda não descobriu seu verdadeiro potencial e acha que precisa ser linda para ser atraente, quando na verdade a beleza está dentro dela mesmo.

Mulher Maravilha
Kristen Wiig como Barbara Minerva e Pedro Pascal como Lord Max em cena hilária do filme

OS SEGREDOS DO FILME (MAS SEM SPOILERS)

Quando começou a surgir informações sobre o filme, logo foi revelado que o Steve Trevor iria voltar para esta continuação! Isso gerou muitas dúvidas e até surgiu teorias de como seria seu ressurgimento. A questão é: a volta do personagem faz todo sentido para apresentar essa nova aventura de Diana e faz com que tudo seja explicado de uma forma coesa e sem mágicas. Tudo tem um real motivo e é bem explicado. Afinal de contas, trazer um personagem morto anos atrás precisa de ao menos alguma explicação plausível, e o filme faz isso! E melhor ainda, insere sua volta como parte essencial na trama para dar mais ênfase na mensagem que o filme quer passar! É de arrepiar!

Mulher Maravilha
Diana e Steve Trevor em cena do filme

AFINAL DE CONTAS, “MULHER MARAVILHA 1984” É BOM?

Seja você o mais fanático fã ou não, certamente o filme irá mexer com você. Apresentando mais uma vez a força da atriz Gal Gadot na pele da Mulher Maravilha, sentimos de perto as alegrias e as dores de sua personagem. Ver Diana salvando crianças no shopping e pessoas despercebidas na rua nos dá a percepção de que podemos fazer isso também. Pra ser herói, não é necessário enfrentar aliens ou seres gigantes de outros planetas. É necessário apenas querer e ser sincero consigo mesmo e com os outros. Por mais que doa, a verdade precisa ser encarada, para lá na frente você se sentir bem com você mesmo.

“Mulher Maravilha 1984” é o filme que vem para dar esperança em um momento tão dificil que passamos. Nos faz acreditar que ainda temos chances de vencer um “grande inimigo” se lutarmos juntos para isso. E o melhor de tudo, é que não precisamos de Laço da Verdade e nem Armadura da Águia Dourada para alcançar dias coloridos e maravilhosos novamente, basta cada um fazer sua parte.

Não se esqueça, “Mulher Maravilha 1984” estreia nos cinemas nacionais dia 17 de Dezembro de 2020!