Sexo bêbado ou chapado? A ciência responde qual é melhor

Há quem não beba, há quem não fume, há quem não transe — mas há quem faça tudo isso. E aí a pergunta de muitos é: o que é melhor, fazer sexo bêbado ou chapado?

Para responder a esse questionamento, alguns pesquisadores da Universidade de Nova York colocaram suas habilidades em prática e realizaram um estudo que analisou o comportamento dos participantes antes, durante e depois do sexo, sob o efeito das duas drogas separadamente (vamos considerar a bebida uma droga, ok?).

E quais foram as conclusões? Bom, várias. O pessoal da Maxim reuniu-as em cinco tópicos. Aqui vai:

1# A escolha do parceiro

sexo6

Diferente da maconha, o álcool está diretamente associado a bares, baladas e festas, e, no geral, está presente em nosso convívio social, que é onde conhecemos pessoas. Além disso, ele facilita — e muito — o contato com potenciais parceiros sexuais.

Os participantes do estudo em sua maioria afirmaram que o uso do álcool afetou negativamente na escolha de seus parceiros. Tanto homens quanto mulheres alegaram que a bebida fez com que seus critérios diminuíssem, levando-os a relações sexuais com pessoas que se estivessem sóbrios não teria rolado.

Em compensação, com a maconha as chances de você acordar e tomar um susto com a pessoa ao lado são menores. “Com maconha eu sei ao lado de quem vou acordar. Com o álcool, você não sabe. Uma vez que você começa a beber, todos parecem atraentes”, disse um dos participantes.

O estudo descobriu também que, diferente da bebida, os participantes que fumam maconha normalmente se relacionam com pessoas que já conheciam (como namorados e namoradas ou amigos e amigas coloridos), mas não com pessoas aleatórias.

2# O arrependimento

sexo5

O estudo revelou que o sentimento mais comum após fazer sexo bêbado é o de arrependimento. Tanto os homens quanto as mulheres afirmaram que os sentimentos de arrependimento, vergonha e constrangimento após o sexo estão associados ao uso do álcool, e que esses sentimentos foram raramente registrados com o uso da maconha.

“Quando estou chapado, eu tenho vontade de cozinhar algo para pessoa depois do sexo” disse um dos participantes. “Quando estou bêbado, é tipo ‘preciso sair daqui’. Ou ‘fique longe de mim!'”. Eis ai uma bela deferença de humor pós sexo.

3# Os efeitos negativos

sexo3

Fazer sexo sob o efeito do álcool pode ser realmente desastroso. Além de as probabilidades de impotência serem grandes entre os homens, você pode ter tonturas, enjoo, pode querer vomitar ou ter um apagão no meio do sexo.

Apesar de nada disso ocorrer durante a transa quando se está chapado, foi relatado que a maconha pode deixar a vagina seca. E isso, meu amigo, é algo que você não vai querer que aconteça.

4# As sensações

sexo4

O estudo mostrou que fazer sexo chapado pode ser bem mais prazeroso do que fazê-lo bêbado.

O álcool meio que anestesia suas sensações, enquanto que a maconha intensifica. Aí a preferência vai de cada um. Se você estiver muito bêbado, é possivel que transe como se estivesse em uma maratona e assim mesmo não chegue nos finalmentes.

Ao contrário, se você estiver fumado o sexo tende a ser mais suave, envolver mais sensações e sensualidade. Além disso, tanto homens quanto mulheres relataram ter orgamos mais explosivos e duradouros.

5# O risco

sexo2

Com relação aos fatores de risco, a maioria dos participantes considerou que o sexo sob a influencia do álcool é mais perigoso do que sob os efeitos da maconha. Eles afirmaram que quando bêbados não tinham julgamento algum, sem muitas vezes saber nas calças de quem estavam se metendo ou se ao menos usaram camisinha.

Já os que fumaram maconha disseram que se sentiam no controle e que não tinham relações de risco. Afinal, o sexo quando se está chapado tende a ser com alguém que a pessoa já conhece, como mencionamos acima, enquanto que o sexo alcoolizado normalmente acontece com um estranho.

Agora tire suas próprias conclusões e seja feliz. A nossa? Faça sexo sóbrio: tanto você quanto sua parceira vão aproveitar cada segundo, além de praticar o sexo seguro. E o principal, sem sustos no dia seguinte e muito menos amnésia.