fbpx

Sua parceira merece gozar tanto quanto você

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

A sua parceira merece gozar mais. Muito mais. Quer uma medida mais exata? Ela merece gozar tanto quanto você. É uma frequência simples de ser alcançada, se colocarmos em números. Uma transa, um orgasmo. Não é nenhuma física quântica, né? Afinal de contas, é o mesmo padrão que usamos para nós próprios. Então por que, até hoje, ainda existem homens que veem o orgasmo feminino como um bônus sexual, não uma etapa essencial da transa?

Aproveitando que hoje é o Dia da Mulher, achei que era importante levantar este debate aqui no El Hombre. Tenho certeza que muitos leitores concordam comigo e, inclusive, já botam isso em prática faz tempo. Mas se você é do tipo que andou pecando nesse quesito, relaxa. Antes tarde do que mais tarde, como dizem os filósofos.

E a culpa não é inteiramente sua, afinal. Como você definiria uma transa, levando em conta a interpretação que centenas de filmes e séries usam há décadas? Cada cena pode ter as suas particularidades, mas o final é quase sempre o mesmo: um heroico orgasmo masculino. Aprendemos desde cedo que o sexo é um ato com começo, meio e fim, sendo que o fim é invariavelmente o nosso fim.

Cadê o fim delas, senhores? Lógico que, depois que terminamos a nossa parte, há uma impossibilidade física de continuar a penetração. Mas quem disse que o sexo se resume a penetração? Muito pelo contrário. A maioria das mulheres precisa de estímulo direto no clitóris para gozar. Cabe a nós, então, botar dedos e língua para trabalhar nessa justa causa.

yIUn2CrRQMCzIN6twlLc_Chronic-Pain--5-Ways-Cannabis-Help-Sex-Life-Subhead-Partnered-Foreplay

Um parêntese? Em geral, as mulheres demoram mais para gozar do que os homens. Às vezes bem mais. Só que “pressa” e “satisfação” são duas palavras que não combinam no sexo. E se está difícil dela chegar lá, talvez o problema esteja na comunicação. Deixe a vaidade de lado e pergunte a ela suas preferências sexuais.

Eu diria que a regra básica do cavalheirismo — “primeiro as damas, depois os cavalheiros” — também se aplica ao sexo. Seja com sexo oral, masturbação ou penetração, o primeiro tempo da partida deve ter como foco o orgasmo feminino. Depois temos toda a segunda etapa para fazer o nosso gol. Ops, não deu para segurar e você gozou antes da hora? Tudo bem, a prorrogação está aí para tirar sua parceira do empate.

Coloque-se no lugar dela. Você sairia satisfeito de uma relação sem chegar ao orgasmo? Acho difícil. Então por que não estender a mesma cortesia à sua parceira? Dificilmente você encontrará um dever tão prazeiroso de cumprir como este na sua vida.

POST PRODUZIDO EM PARCERIA COM PRESERV

Ao longo das próximas semanas, a Preserv trará aos leitores do El Hombre uma série de posts focados em sexo seguro e prazeroso. Eles estão com um novo conceito de preservativo que você escolhe pelo diâmetro, garantindo assim adequação total às suas necessidades. Visite o site www.preserv.com.br para maiores informações.

preserv-selo-2