Não tenha medo de fracassar, tenha medo de não tentar

Uma das coisas que os homens mais têm medo na vida, nos mais diferentes tipos de situação, é de fracassar.

Fracassar ao chegar numa mulher. Fracassar ao abrir um negócio. Fracassar ao tentar qualquer coisa e não conseguir.

Mas nós deveríamos ter medo, na verdade, de não tentar. De ficar preso na zona de conforto. De viver sem riscos.

Gravei a seguinte mensagem no meu braço em minha tatuagem mais recente: “Tenta. Fracassa. Não importa. Tenta outra vez. Fracassa de novo. Fracassa melhor.”

A primeira vez que vi essa frase foi no braço do tenista suíço Stan Wawrinka, um guerreiro do esporte.

Gosto dela por dois motivos. Primeiro, incentiva o risco. Em segundo, desmistifica aquela história de que “errar é humano, errar duas vezes é burrice”.

Essa máxima é de uma ignorância tremenda, porque cada pessoa e missão tem um ritmo diferente.

A tatuagem de Wawrinka

Por isso admiro a frase que vi tatuada em Wawrinka e reproduzi em mim. Você pode, sim, errar quantas vezes quiser, o segredo é ter persistência e crescer a cada erro.

Já que estamos falando de esporte, vou aproveitar para citar uma frase sábia dita por um atleta icônico:

Errei mais de 9 mil cestas e perdi quase 300 jogos. Em 26 finais de partidas fui encarregado de jogar a bola que venceria o jogo e falhei. Eu tenho uma história repleta de falhas e fracassos em minha vida. E é exatamente por isso que sou um sucesso.”

Sabe quem disse isso? Michael Jordan, o maior jogador de basquete de todos os tempos. “Você erra todo arremesso que não tenta”, ele afirmou em outra ocasião.

Grandes empreendedores da história, como Walt Disney e Steve Jobs, amarguraram falências e demissões ao longo de suas trajetórias. Por que com nós seria diferente?

Não tenham medo de fracassar na vida, senhores. Tenham medo de não tentar. Isso sim é o verdadeiro fracasso.

VÍDEOS EM DESTAQUE