Como escolher o shampoo ideal para o seu cabelo

A sabedoria popular diz que para achar o melhor shampoo para o seu cabelo o único jeito é testar produto por produto até encontrar um que funcione bem. E então, a partir desse momento, usar sempre o mesmo.

Existe bastante verdade nisso, já que o cabelo de cada pessoa tem suas próprias características e necessidades. Mas, com tanta opção de shampoo nas prateleiras e e-commerces da vida, ter a sorte de se deparar com o produto certo nas primeiras tentativas anda mais difícil do que ganhar na Mega-Sena.

Como a gente não quer que você perca meses nessa pesquisa desagradável, montamos uma lista de sugestões com produtos que são bastante elogiados por cabeleireiros e consumidores e os separamos por categorias. Assim fica mais fácil você saber por onde começar a busca pelo shampoo ideal. Não existe fórmula mágica, mas pode ter certeza que esse texto vai te poupar bastante tempo e dinheiro.

Antes de mais nada, você precisa conhecer bem sua juba. Como esse papo de cuidados capilares ainda é meio novo para nós, homens, muitas vezes a gente nem sabe qual nosso tipo de cabelo. Você sabe? Se não, existem algumas dicas que podem ajudá-lo a descobrir.

  • Em geral, cabelos encaracolados são mais ressecados devido a própria estrutura do fio. Se o seu cabelo vai de ondulado a crespo, eis um bom ponto de partida para achar um shampoo adequado.
  • Para saber se os seus fios são finos demais, preste atenção no tempo que ele demora para secar naturalmente. Se em 15 ou 20 minutos depois do banho o cabelo já está seco, talvez os seus fios sejam mais finos que o normal. Outro indicativo de espessura abaixo da média: ter bastante cabelo e ainda assim conseguir enxergar o couro cabeludo com facilidade.
  • Se você toma um banho de manhã e lá para o final do dia o cabelo já ta com aquela aparência sujinha e pesada, te deixando com vontade de entrar no chuveiro de novo só pra lavar a cabeça, há grandes chances de o seu cabelo ser oleoso.

Mesmo com essas dicas, vale dar uma perguntada para o seu cabeleireiro no próximo corte qual o seu tipo de cabelo, já que quem ganha a vida com isso consegue tirar essa questão de letra.

É importante lembrar que o seu cabelo não precisa ser oleoso, seco ou ter qualquer outro tipo de especificidade para merecer um shampoo ideal. Cabelos normais, com um couro cabeludo que já mantém naturalmente um bom equilíbrio de oleosidade, também precisam de produtos apropriados, caso contrário esse equilíbrio é atrapalhado e acaba havendo problema para os seus fios.

Dito isso, vamos aos shampoos.

1# Para cabelos normais: Já que, nesse caso, não é preciso resolver um problema (e sim manter o estado natural do cabelo), os produtos ideais são aqueles que lavam os fios de maneira mais “gentil”, sem muita química e sem retirar os óleos naturais (e necessários) de nossa cabeleira. Boas opções são o Shampoo One (R$33,93), da Paul Mitchell – uma das primeiras fórmulas criadas pelo badalado cabeleireiro nos anos 80, e que permanece praticamente inalterada até hoje – e o Daily Use (R$54,90), da Keune.

2# Para cabelos levemente ressecados: Como esse papo capilar não é preto-no-branco, existe o meio termo entre fios normais e ressecados. Aqui se encaixam normalmente os homens com cabelo sutilmente ondulado, que começa a formar aquelas curvinhas só quando fica maior. Nesse caso, a melhor pedida é o Clear Moisture (R$72,49), da Redken.

3# Para cabelos ressecados: Os shampoos hidratantes são formulados para adicionar umidade ao cabelo e ao couro cabeludo, ajudando o fio a reter moléculas de água em sua estrutura. Para quem é desse time, vale testar o Ressurection (R$69,86), da TIGI Bed Head, com um arsenal poderoso de ingredientes que promete triplicar a hidratação do cabelo, e o Superbly Smoothing Argan (R$77), da Kiehl’s, com quantidades generosas do famoso óleo de argan. Para cabelos desse tipo, usar um bom condicionador é essencial para finalizar a lavagem.

4# Para cabelos levemente oleosos: O cabelo fica oleoso quando as glândulas do couro cabeludo produzem mais sebo do que deveriam. Para compensar esse excesso de óleos, existem shampoos anti-oleosidade que empreendem uma limpeza mais profunda nos fios. Nessa categoria, existem opções mais suaves, como o Shampoo de Arnica (R$19,79), da Bio Extratus Botanica, o Pure Resource Citramine (R$65,90), da L’Óreal Professionnel, e o Clean Brew (R$61,90), da Redken, desenvolvido especialmente para homens e que leva leveduras de cerveja em sua fórmula (não, hombre, nem pense em bebê-lo).

5# Para cabelos oleosos e muito oleosos: Quando o cabelo é realmente oleoso, é necessário lançar mão de produtos que promovam uma limpeza bem caprichada dos fios, retirando todo o excesso de oleosidade. Para não ter o efeito inverso (e indesejado) de ressecamento, é importante ter em mãos uma fórmula de qualidade. Nesses você pode confiar sem medo no Deep Cleansing (R$59,90), da alemã Bonacure, no Shampoo Sebo Corretor (R$55,90), da Vichy, e no Bain Clarifiant (R$102,60), da Kérastase.

6# Para cabelos finos: O problema dos fios finos é que eles deixam o cabelo enfraquecido, quebradiço e sem volume. Existem shampoos especiais que, além de trazer nutrientes para o cabelo nascer mais forte, também mascaram a espessura do fio, fazendo ele parecer mais grosso. Vale a pena conhecer o Densify (R$98,90), da Redken, e o Shampoo Estruturante (R$57,90) da Alva, que usa cafeína para estimular o bulbo capilar, dando mais força e prolongando a vida do fio. (Dica: para um melhora mais visível no volume, é legal usar um spray na hora de montar o penteado.)

Agora eu revelo um segredo para ter um cabelo saudável: você não deve ter só um tipo de shampoo no box do chuveiro. Não entendeu? É que normalmente o seu cabelo vai ter pelo menos duas necessidade diferentes, então é legal alternar o uso de shampoos específicos para cada uma delas.

Por exemplo, se o seu cabelo é fino e grisalho, você pode alternar o uso dos produtos que a gente recomendou acima com um shampoo violeta para dar brilho e cuidar dos fios brancos, como o Silver Brightening (R$69,87), da L’anza. Se você pratica natação, independente do tipo de cabelo, é uma boa ideia revezar o seu shampoo do dia-a-dia com um anti-resíduos que retira o cloro do cabelo, até uma vez por semana – experimente o Shampoo Three (R$43,95), da Paul Mitchell. Tem caspa? Toma muito sol? Pintou o cabelo? Por aí vai…

Ainda sobre shampoos, faz diferença (e muita) a quantidade de vezes que você lava a cabeça por semana. Mas isso é assunto pra um próximo post. Até lá.