Krav Maga, a arte de defesa pessoal mais letal do mundo

Estou com um projeto particular de desenvolvimento pessoal rápido, pois sou daqueles que odeiam perder tempo.

Como eu estava com certo tempo livre durante meu dia, decidi que deveria preenchê-lo praticando alguma luta. Afinal, é um bom jeito de trabalhar seu corpo, mente e alma numa tacada só.

Depois de muito tempo de pesquisa, encontrei e me interessei pelo Krav Maga, a arte marcial/defesa pessoal mais letal do planeta. Ela é utilizada por diversas forças militares de elite, como o Serviço Secreto de Israel, a britânica SAS e o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos.

Decidi então trazer algumas curiosidades para vocês, leitores, caso tenham interesse em saber mais sobre essa arte.

SURGIMENTO

O Krav Maga surgiu em meados dos anos 1930/40. Seu criador foi Imi Lichtenfeld, judeu-húngaro que viveu muitos anos na Eslováquia e que mais tarde se tornaria israelense.

Ele criou o Krav Maga como uma forma de defender a comunidade judaica durante uma época de ativismo anti-semita na Bratislava, que ficava na antiga Tchecoslováquia, atual Eslováquia.

Lichtenfeld chegou a ser campeão nacional de wrestling e boxe, mas percebeu que numa briga de rua, tais modalidades eram pouco efetivas perto da brutalidade de seus agressores.

Então ele desenvolveu o Krav Maga usando como base diferentes artes marciais (como boxe, wrestling, aikido, judô e karatê) para se defender dos anti-semitas de maneira mais eficaz.

Imi Lichtenfeld, o criador do Krav Maga

FILOSOFIA

A filosofia do Krav Maga se baseia na neutralização rápida de ameaças, estejam elas armadas ou não.

A ideia principal é que qualquer pessoa seja capaz de se defender de qualquer tipo de agressor em qualquer situação, prezando o direito à vida.

No Krav Maga, não existem competições ou regras, pois o objetivo é atingir pontos vitais do corpo do adversário como o pescoço, genitálias e outras.

Todo e qualquer golpe pode ser usado para que a vítima mantenha sua integridade física intacta.

DESENVOLVIMENTO

Quando o criador do Krav Maga migrou para o Estado de Israel, ele apresentou sua ideologia e técnica para o governo, que prontamente adotou o Krav Maga como arte de “combate” principal para suas forças de elite.

Até 1964, o Krav Maga era restrito apenas à elite das forças armadas israelenses. Depois, foi liberado para o restante do exército e para os civis.

Mas foi só a partir de 1987 que o governo israelense permitiu que o Krav Maga fosse divulgado em todo o mundo.

CHEGADA AO BRASIL

O Krav Maga chegou ao Brasil pelas mãos de Kobi Lichtenstein, que foi incubido pelo próprio mestre Imi de trazer a arte para a América do Sul, no ano de 1990, na cidade do Rio de Janeiro.

Se você tem interesse em se sentir mais confiante e seguro de si, o Krav Maga é recomendado para você. Lembrando apenas que o ideal é fugir dos conflitos físicos, deixando para brigar só em casos de necessidade extrema.

Afinal, nunca se sabe o dia de amanhã. É sempre bom estar preparado em todas as suas esferas humanas (espiritual, mental e física) para qualquer tipo de situação.

VÍDEOS EM DESTAQUE