Toyota

Toyota supera Volkswagen e se torna líder global de automóveis

Hoje a Toyota ultrapassou a Volkswagen e recuperou a liderança das vendas mundiais de automóveis em 2020, quatro anos após ter perdido o posto. A montadora japonesa vendeu 9,5 milhões de veículos em todo o mundo, o que representa uma queda de 11% em relação a 2019. Mas o número foi suficiente para superar a concorrente, uma vez que a queda da Volkswagen foi maior: 15%, fechando o ano com 9,3 milhões de carros comercializados.

A liderança da Toyota pode ser pequena, mas sua capacidade de ultrapassar a Volkswagen reforça aquilo que já sabíamos: a relevância da China e dos Estados Unidos no mercado global. A Volkswagen é a maior montadora estrangeira de automóveis na China, mas suas vendas lá caíram no ano passado, enquanto da Toyota no país asiático aumentaram 17%. Nos EUA, onde a Volkswagen é um participante de nicho, a Toyota viu as vendas aumentarem 20%. Com isso, a Volkswagen foi prejudicada pela queda nas vendas na China e na Europa, seus principais mercados, e pela pouca exposição aos EUA.

AS EXPECTATIVAS PARA O FUTURO

Segundo previsões da IHS Markit (que analisa informações globais de diversos setores), a tendência é de que a Volkswagen supere a Toyota novamente em 2021. Mas, após esse período, a projeção é de que a Toyota volte a liderar consecutivamente de 2022 até 2025. Para o analista Yoshiaki Kawano, a iniciativa da Volkswagen em aumentar a produção de veículos elétricos deve impulsionar as vendas este ano. Mas as medidas de lockdown na Europa, o que resultou em muitas lojas concessionárias, pode causar um impacto adverso ao esperado.