fbpx

11 dicas para andar de bicicleta na chuva

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Parcerias

Aos poucos as desculpas para não andar de bicicleta estão ficando cada vez mais escassas. Alguns grandes centros urbanos estão valorizando esse meio de transporte, enxergando nele a saída mais viável e interessante para os problemas de mobilidade.

E a inauguração da ciclovia da Avenida Paulista, em São Paulo, no dia 28 de junho foi um marco para a cidade – e, por que não, para o país? – nesse assunto.

Contudo, há um fator que faz a maioria das pessoas pensar duas vezes antes de sair pedalando pelas ruas: a chuva. Se somada ao frio, então, faz as pessoas nem considerarem tirar a magrela da garagem.

Mas, pode ter certeza, não há porque temer a chuva ao andar de bicicleta. Na verdade, é uma delícia, é libertador! Depois que você já está na pedalada, não ousaria fazer outra opção.

Carro naquele trânsito infernal de dia chuvoso? Ônibus com todas as janelas fechadas e mal dando para respirar?

De jeito nenhum!

O único “problema” que você vai ter é um trabalho a mais para vestir e carregar roupas. De resto, basta ter atenção.

Então separamos 11 dicas para você andar de bike em dias chuvosos – e especialmente muito frios! Lembrando que aqui estamos falando de pedalada cotidiana, e não de treino de ciclismo.

bike-el-hombre
Não precisa ter medo da chuva

1# Se proteja da chuva

Comecemos pelo básico: evite a água. Para isso, você vai precisar de algumas peças de roupas específicas para a situação. Compre um casaco impermeável e uma calça impermeável. Opte por peças que sejam desenhadas para ciclistas, caso contrário não haverá espaço para saída de ar e o corpo, que estará se exercitando, não respirará, o que vai fazer com que você soe muito. Esqueça as capas de chuvas – são péssimas para pedalar.

Compre algo para proteger os pés os pés também. Depois de procurar bastante, encontrei duas opções: capa para os tênis ou bota de mergulhar. Bota tipo galocha nem considerei, pois deve ser muito desconfortável pedalar com uma.

Eu utilizo uma bota de mergulhar que funciona muito bem. Quando a chuva é muito intensa a água acaba escorregando um pouco para os pés, mas calçar meias resolve esse problema, pois a água para por aí. Além disso, se você estiver de calça, essa vai por cima da bota.

Não escolhi pelas capas de tênis por achar que elas ficariam deslocando durante a pedalada, uma vez que não fixam com firmeza.

Dica: ande sempre com sacolas plásticas na bicicleta. Se por acaso você sair de casa sem a bota ou a capa e começar a chover, você cobre os tênis com as sacolas.

2# Proteja os utensílios

Você também precisará isolar da chuva o que estiver levando consigo. Os equipamentos da bicicleta como luzes e bolsas de selim ou de quadro não precisa se preocupar, pois são feitas para isso também. O que você precisa proteger é a mochila ou bolsa.

Andar de bicicleta com mochila nas costas não é o ideal, então instale um bagageiro na bike, assim você pode amarrá-la e se livrar do peso nas costas.

Para proteger a mochila, basta colocá-la num saco plástico de lixo (os grandes, de 100 litros). Isso isolará sua bolsa de qualquer chuva em qualquer nível. Mesmo que ela seja impermeável, use o saco de lixo. Já tive mochilas que diziam ser impermeáveis e que não resistiram a chuvas muito intensas.

pedalar-na-chuva-6-el-hombre
Pode ser uma diversão – se você quiser

3# Use luvas

Em dias de muito frio uma luva é muito bem vinda. Você pode estar bem agasalhado, mas se a mão passar frio você vai passar frio.

Para dias chuvosos, use uma luva impermeável também. Apenas fique atento para não comprar uma luva muito grossa que limite os movimentos de suas mãos.

Essas peças também são boas para ajudar na aderência das mãos ao guidão.

4# Ande com sacolas plásticas

As sacolas plásticas não vão servir apenas para cobrir os sapatos em casos de emergência, mas para você colocar as roupas molhadas quando chegar num destino onde não possa deixá-las secar penduradas.

5# Redobre a atenção

Tudo pronto com a vestimenta, você não pode ignorar a própria pedalada. Em dias de chuva a pista fica bastante traiçoeira. Lugares que você passa diariamente sem se preocupar se tornam focos que necessitam atenção redobrada.

Evite a todo custo freadas bruscas. Para isso, não pedale com pressa. Evite também curvas muito fechadas e em alta velocidade.

Fique muito atento com três coisas em específico:

  1. Bueiros e placas metálicas (aquelas que tampam buracos em locais de manutenção de pista);
  2. Pinturas no chão como a faixa de pedestre;
  3. Óleo.

O óleo se reconhece quando se observa uma poça colorida no chão. Nesses três casos, passe sem frear e sem mudar de direção.

6# Cuidado com poças

As poças se formam onde há buracos. Óbvio. Então tome cuidado. Mesmo que você conheça muito bem o caminho, não confie nisso. Muitos buracos se formam da noite para o dia, até mesmo aqueles que podem causar grandes problemas a um ciclista. Fique ligado.

pedalar-na-chuva-4-el-hombre
Olhe bem para o chão

7# Não confie nos freios

Na chuva os freios perdem muito de sua eficiência. Não confie neles! Ande com calma e sempre calculando os momentos futuros para não ser obrigado a usar o freio com força. Até porque, se isso acontecer, a chance de você derrapar é enorme.

Isso se sua bicicleta utilizar sapatas de borracha como mecanismo de freio. Se sua bike for de freio à disco, então é mais tranquilo (mas não abuse para não derrapar).

8# Não se impressione com a intensidade da chuva

Quando você está fora da chuva ela parece muito mais intensa do que quando você está dentro. Não se impressione, portanto, antes de sair de casa. Se proteja e vá em paz.

9# Use lente de contato

Óculos não é uma boa na chuva. Primeiro que ele embaça facilmente e segundo que não há para brisa para óculos. Portanto, o melhor é apostar na lente mesmo.

10# Acenda as luzes

Mesmo que seja dia, acenda suas luzes para chamar a atenção dos motoristas. Não se esqueça que em dias de chuva a visibilidade fica prejudicada. Então tudo o que você puder fazer para ser visto faça!

11# Lave a bicicleta após a chuva

A água da chuva contém bastante impurezas. Não exatamente a da chuva, mas a do chão, que é jogada pelos pneus em boa parte da sua bicicleta, principalmente aquelas mais delicadas, como a correia, as marchas, os freios e etc.

Portanto, é muito recomendado que se lave a bicicleta após pedalar na chuva. Você pode levar para uma manutenção em loja especializada ou pode fazer em casa, se preferir. Mas, atenção, lavar uma bike não é tão simples quanto possa parecer.

Há muitos detalhes que precisam ser atendidos para não prejudicar o funcionamento da magrela. Na internet se acha bons direcionamentos para lavar a bike numa boa.

pedalar-na-chuva-3-el-hombre
De fora, a chuva parece mais forte do que é