9 colaborações entre música e moda que fizeram grande sucesso

Chegou a ver que beleza as fotos da Iggy Azalea para nova campanha da Forever 21? E a Beyoncé, que está lançando uma coleção esporte em parceria com a gigante Top Shop?

Não, elas não abandonaram a música. Música e moda, na verdade, sempre mantiveram uma intensa relação de amor.

Seja na figura do guitarrista do The Kills Jamie Hince virando maridão da top Kate Moss ou em Kanye West sentando na primeira fila de todo e qualquer desfile de Tóquio a Nova York, a moda sempre encontra uma forma de tirar uma casquinha da música. E vice-versa. Afinal, quando os dois mundos se encontram o buzz é imbatível – e o resultado, quase sempre animador.

Se designers e músicos costumam se identificar entre os seus valores criativos, por que não trabalhar juntos? Não há dúvida de que toda e qualquer pessoa adoraria trabalhar com os amigos – ou, pelo menos, com pessoas que têm uma visão de mundo semelhante.

Iggy Azalea e Beyoncé são os novos personagens da música encontrando a moda, mas estão longe de ser os únicos.

Conheça 10 grandes casos de músicos-que-viraram-designers. E que renderam coleções para não esquecer jamais.

Daft Punk x Saint Laurent Paris

daft-punk-el-hombre

Diretor criativo por trás da Saint Laurent, o designer Hedi Slimane abraçou de vez a música com o Saint Laurent Music Project.

Em 2013, quando o Daft Punk estava por lançar o seu aguardado quarto álbum, Random Access Memories, Slimane convocou o duo para assinar a trilha de um desfile. A parceria, no entanto, acabou indo além: meses depois, a grife lançaria uma linha exclusiva assinada pelo Daft Punk.

Rihanna x River Island

Rihanna-el-hombre

“Eu só queria criar roupas que eu realmente gostaria de usar.”

Foi assim que Rihanna descreveu a sua parceria com a fast fashion britânica River Island, que rendeu duas coleções assinadas pela cantora.

Na última, lançada em 2013, Rihanna lançou até mesmo uma série de calcinhas que lembram cuecas masculinas – e que levam o seu apelido, RiRi, bordado nos elásticos. Que tal?

Kanye West x Louis Vuitton

keny-el-ohombre

2009 foi o ano que Kanye West tirou para mergulhar no mundo dos sneakers. Como se não bastasse o sucesso do Nike Air Yeezy, o rapper ainda lançou naquela temporada a sua linha de tênis para a Louis Vuitton.

Cada modelo era nomeado a partir das músicas do badalado disco, Yeezy: The Don, The Jasper, The Mr. Hudson… e West trabalhou de perto com o diretor de calçados da grife, Fabrizio Vitti, para garantir que tudo estaria dentro dos conformes.

Gwen Stefani x L.A.M.B.

gwen-el-hombre

A parceria entre L.A.M.B. e Gwen Stefani deu tão certo que está aí, firme e forte, desde 2004.

Ela começou como um reflexo da cantora em sua época de Rock Steady, aquele bem sucedido álbum do No Doubt, com pitadas rastafari e muitas estampas, mas evoluiu junto com Stefani.

A coleção mais recente, por exemplo, segue combinando o estilo urbano que marca Gwen Stefani e a própria marca, mas já apresenta ideais mais refinados.

Blondie x Marc Jacobs

BLONDIE-EL-HOMBRE

Se você é um dos grandes designers do mundo e amigo de Debbie Harry, por que não abrir uma loja dedica ao Blondie? Foi o que pensou Marc Jacobs.

Em setembro de 2011, quando a banda estava prestes a lançar novo álbum, Jacobs transformou a sua loja da Bleeker Street, em Nova York, em uma pop-store da Blondie. Por lá, vendeu uma porrada de t-shirts à 35 doletas, com as vendas destinadas a organização beneficente, Riverkeeper.

Wu Tang Clan x Wu Wear

rap-el-hombre

O lendário grupo de hip hop Wu Tang Clan foi além do tradicional formato colaborativo entre música e moda: abriu a sua própria marca de roupas.

A Wu Wear começou em 1995 como uma reposta a enorme demanda por camisetas da banda, e eventualmente evoluiu para coleções completas de roupas e acessórios.

Para muitos, foi esse movimento o que abriu caminho para o incontável número de rappers que, atualmente, não veem o sucesso completo sem ter uma marca de roupas.

Pharrell Williams x Billionaire Boys Club

Pharrell-El-hombre

O músico e produtor Pharrell Williams criou um nome com o seu elogiado senso de moda e colaborações com gigantes como Reebok e Louis Vuitton. Em 2005, porém, ele se uniu ao ícone japonês Nigo para criar a Billionaire Boys Club.

A marca traz roupas e acessórios em edições limitadas, que capturam o espírito da música e estilo de Pharrell. Mas, como o nome já indica, os preços são bem salgados. Ou seja, prepare o bolso.

Justin Timberlake x Tom Ford

justin-el-hombre

O estilo atual de Justin está longe, mas bem longe dos tempos de ’N Sync. Em grande parte, graças a Tom Ford.

Quando estava por lançar o seu terceiro disco, The 20/20 Experience, Timberlake convocou Ford como o seu diretor criativo. A parceria evoluiu e hoje é sinônimo de belos trajes, sapato e acessórios – alguns deles usados por JT no clipe de “Suit & Tie”.

Justin Timberlake e Tom Ford é o tipo de colaboração em que ambos lucram, e muito: Ford ganha uma excepcional cobertura na imprensa e Justin um guarda-roupas apropriado à música que faz hoje.

Amy Winehouse x Fred Perry

amy-el-hombre

A morte de Amy Winehouse ficou ainda mais pesada quando a (sempre ótima) grife britânica Fred Perry lançou a quarta e última colaboração entre os dois, em dezembro de 2011.

Inspirada no estilo anos 50 da cantora, a coleção vendeu como água. O que foi legal: segundo a Fred Perry, toda a renda foi revertida para a Amy Winehouse Foundation, dedicada a cuidar de jovens em situação de risco.