fbpx

9 dicas para melhorar seu orgasmo

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Parcerias

Transar é bom, todo mundo gosta. Mas quando a gente percebe que transar pode ser muito mais do que bom, então a gente passa a muito mais do que gostar.

Se o seu sexo está rondando em torno do “bom”, “ok”, “qualquer nota”, tenho uma boa notícia: sua vida pode ser muito melhor. Aqui vão algumas dicas que separamos para que você dê uma turbinada no seu orgasmo.

Isso também serve para quem está satisfeito com seus resultados. Afinal, a gente só descobre que existe o céu quando o vislumbra, certo, hombre?

1# Exercício de Kegel

O músculo pubcoccígeno – ou PC – é o músculo que está diretamente relacionado à ejaculação. Treiná-lo certamente fará você ter mais controle e sentir mais prazer na hora do orgasmo. E há, inclusive, exercícios para fortalecer o PC. Veja mais detalhes nesse texto.

2# Segure até o limite

Depois de ter treinado bastante o PC, você terá um bom controle sobre a ejaculação. Então utilize isso a seu favor e treine esse controle. Quando estiver se masturbando, vá até o limite, até aquele ponto em que se uma mosca pousar em seu pênis você cederá. Nesse momento pare tudo e relaxe. Quando estiver mais tranquilo volte à atividade e pare somente quando atingir o limite de novo. Quando, enfim, resolver ceder, perceberá que o resultado será muito melhor. Depois é só levar a prática para a “vida real”.

3# Mas não se masturbe muito

Pois é, treine, mas vá com calma. A conclusão de um estudo de 2005 é de que o sexo traz mais satisfação fisiológica do que a masturbação. Meio óbvio, não? Mas veja o resultado da pesquisa: o corpo libera 400% mais prolactina (hormônio relacionado à satisfação sexual) após a penetração do que depois de um 5 contra 1.

4# Expanda o foco de sua atenção

Sexo está relacionado apenas a pênis e vagina? Se você respondeu sim, é possível que seu orgasmo esteja bem longe de atingir a potência máxima. Se você foca sua atenção apenas no contato genital durante a transa, sua experiência com o orgasmo ficará limitada àquela área. Ou seja, será algo muito restrito.

Expanda isso, vá além. Se você se concentrar em tudo o que está acontecendo junto da penetração (contato das mãos, bocas, pernas, barriga, respiração da parceira, olhar e etc.) o seu orgasmo passará a envolver não somente seu pênis e a vagina dela – mas vocês dois por inteiro.

5# Mantenha o local o mais confortável possível 

É simples: para curtir uma boa transa você precisa estar relaxado, tranquilo. Se você estiver tenso, nervoso, ansioso, não dará certo. Pode ser que você consiga penetrar e até gozar, mas não será algo intenso, memorável. Será qualquer nota. É claro que exceções existem. Já falamos aqui de rapidinhas, de lugares proibidos. Mas, como falamos, são exceções. O ideal é que o ambiente faça com que vocês dois estejam confortáveis.

Então faça o que esteja ao seu alcance para promover um ambiente confortável para o sexo. É preciso que nesse momento você não esteja preocupado com mais nada além de se envolver com a mulher ao seu lado.

6# Fale com ela

Conheço um cara que sofreu nas mãos de uma menina. Literalmente. A garota estava masturbando ele com tanta vontade que quase arrancava seu pênis. Com vergonha, ele simplesmente deixou que as coisas acontecessem e agradeceu aos céus quando a tortura terminou.

Ok, esse é um exemplo extremo. As coisas podem até estar boas durante a transa – mas podem ficar muito melhor se vocês conversarem. Ela fez alguma coisa que você gostou? Avise. Pode ser que ela nem tenha percebido. Conte, mostre como você prefere, indique os lugares ideais, dê as coordenadas. Provavelmente ela não se incomodará com isso. Quem sabe melhor sobre o nosso corpo do que nós mesmos? Falar não é um problema – é uma solução.

7# Sincronize sua respiração com a dela

Sexo não é uma prática individual, envolve duas pessoas (geralmente). Então quanto mais você estiver conectado com a outra pessoa melhor será a experiência. E uma ótima tática para se entrosar com sua parceira é sincronizar suas respirações. O  sexo tântrico trabalha muito com a respiração. Você pode tirar ótimas lições de lá. De acordo com a educadora sexual Yvonne Fulbright para o site Health, “você pode usar a respiração para canalizar a sua energia sexual”. E, então, boom.

8# Peça-a para estimular outras partes do seu corpo quando você estiver quase lá

O orgasmo não precisa se limitar ao pênis. Peça para sua parceira estimular outras partes do seu corpo quando você estiver próximo ao êxtase sexual. Ela pode massagear seus testículos, seu peitoral, morder seus lábios ou mesmo acariciar seu ânus.

Problemas com isso? Ok, sabemos que esse é um tabu. Mas faz tempo que o anus como um foco de prazer para homens heterossexuais deixou de ser novidade. O prazer é fisiológico e não está relacionado à opção sexual. Talvez essa matéria do AskMen esclareça mais do que eu nesse pequeno item.

9# Interrompa o sexo

Essa é uma estratégia que está relacionada ao item 2# Durante a transa faça interrupções. Isso mesmo: pare de transar e vá fazer outra coisa por alguns poucos minutos. Depois retorne à atividade.

Mas faça essa interrupção quando a coisa estiver ficando boa. Assim, durante a pausa você só pensará em voltar a transar. E então, a cada vez que retornar ao sexo a coisa vai ficando mais interessante. Cada vez você vai desejar mais estar acoplado à sua parceira e ela à você. Quando, enfim, gozarem, não se arrependerão de ter perdido alguns minutos.