fbpx
Casablanca

A maior cena romântica da história do cinema | Clássicos ELH #012

O texto “A maior cena romântica da história do cinema” foi publicado originalmente em setembro/2012; veja aqui mais artigos da série “Clássicos ELH”, uma coletânea de textos atemporais em comemoração ao aniversário de 10 anos do El Hombre.

***

Qual sua cena romântica favorita no cinema?

Esta é a minha. A despedida entre Rick e Ilse em Casablanca, no aeroporto. Ela está indecisa entre o marido, um ativista antinazismo na Segunda Guerra, e Rick. Ela se apaixonou por Rick em Paris, quando imaginava que o marido tivesse morrido.

Quando ele reaparece, Ilse some da vida de Rick. Vão se reencontrar depois em Casablanca. É onde se arma um dilema cruel como um cossaco russo para os dois. Ela fica com o marido, e o ajuda em sua luta contra o mal, ou com Rick? Ele decide por ela. Cínico, bêbado, amargurado, tem um gesto grandioso e a convence de que era melhor, pela causa, que ela fosse embora no avião com o marido.

É uma cena que tem todas as virtudes imagináveis. Tem paixão, tem urgência, tem dor. Tem aceitação, tem grandeza, tem esperança. Tem a beleza doce de Ingrid Bergman, tem o charme viril de Humphrey Bogart.

E tem até Paris.

Sempre haverá Paris para Rick e Ilse.

Sempre há uma Paris para dois amantes que se despedem.

Não é pouco.

LEITURAS COMPLEMENTARES

Matérias do El Hombre relacionadas ao assunto que você pode gostar também:

Inscreva-se no canal do El Hombre no YouTube para vídeos diários de estilo, lifestyle e desenvolvimento pessoal.