fbpx
terça-feira, junho 18, 2024
InícioAtitudeAlém da empatia: Estratégias de sobrevivência para quem sente com profundidade

Além da empatia: Estratégias de sobrevivência para quem sente com profundidade

Você sente que o mundo é um pouco demais para lidar? Você sente a dor dos outros, e a sua empatia por vezes vai bem além do que é normal?

Acontece que você não está sozinho. Para algumas pessoas, os sons, visões e até mesmo as emoções dos outros podem ser esmagadoras. Mas não tenha medo; este artigo está aqui para ajudar aqueles que sentem mais profundamente a navegar pelas complexidades da vida.

O crítico interno e seu poder oculto

Todos nós temos aquela voz interior que critica e julga nossas ações. Mas, para pessoas muito sensíveis, essa voz pode ser mais alta e persuasiva. Aprenda a reconhecer quando seu crítico interno está tomando conta e desenvolva uma série de estratégias para silenciá-lo.

O absorvedor de emoções: entenda a hiperempatia

Para algumas pessoas, a empatia vai além. Elas sentem o que os outros estão sentindo tão profundamente que pode ser esmagador. Na ficção de Octavia E. Butler, esse fenômeno é chamado “Hiperempatia” – e, embora não exista correlato científico a ele, ele simplesmente abrage as pessoas que podem ser afetadas por emoções alheias, muitas vezes com consequências dolorosas. Se você se identifica, é crucial estabelecer limites e praticar o autocuidado.

Se defenda das pessoas que podem arruinar a sua energia

Sabe aquela pessoa que sempre vê o copo meio vazio? Pode ser desgastante estar perto delas. Aprenda a proteger sua energia e perspectiva ao lidar com os pessimistas em sua vida. Já alguns indivíduos adoram mostrar que são os mais inteligentes da sala. Embora possa ser tentador entrar em um debate com eles, a melhor defesa é simplesmente se afastar. Há aqueles que drenam a energia e são o tipo de pessoa parece sugar toda a sua força vital. Eles constantemente buscam atenção e validação. Reconheça os sinais e desenvolva táticas para manter sua energia intacta. E, por fim, para algumas epssoas, o conflito é o nome do jogo. Seja discordando constantemente ou buscando provocar, é vital saber quando se afastar de um antagonista para manter sua paz interior.

As águas da serenidade em meio ao caos

Navegar por um mundo cheio de diferentes personalidades nem sempre é fácil, especialmente para aqueles que sentem empatia e outras emoções mais profundamente. No entanto, armados com conhecimento e estratégias, podemos aprender a manter nossa paz e serenidade. Lembre-se de que está tudo bem se proteger e que sua sensibilidade é uma força, não uma fraqueza.

Camila Nogueira Nardelli
Camila Nogueira Nardelli
Leitora ávida, aficcionada por chai latte e por gatos, a socióloga Camila escreve sobre desenvolvimento pessoal aqui no El Hombre.