bitcoin criptomoeda blockchain

Bitcoin: o presente e o futuro dos pagamentos?

Em pouco mais de uma década, o Bitcoin passou de um projeto do qual a maioria das pessoas duvidava, para uma reserva de valor consagrada que está mudando todas as concepções de dinheiro:

  • A ideia de quem o controla, guarda e distribui;
  • A forma como são feitos pagamentos;
  • O potencial das divisas enquanto investimento.

Além de toda a revolução tecnológica que o Bitcoin está proporcionando, há ainda todo um potencial enquanto investimento que tem vindo ganhado, principalmente entre os mais jovens, que procuram cada vez mais investir em Bitcoin.

Afinal, não é assim tão comum ver um ativo valorizar praticamente do 0 até quase US$ 20,000 em menos de 10 anos.

Mas o que está por trás do sucesso da Bitcoin? De onde vem e para onde caminha essa criptomoeda que está revolucionando os pagamentos? É precisamente isso que abordamos neste artigo.

O que é o Bitcoin?

O Bitcoin é uma criptomoeda. A primeira criptomoeda. Foi criada em 2009 por Satoshi Nakamoto, o misterioso fundador do Bitcoin, cuja identidade é ainda hoje desconhecida. Ninguém sabe sequer se Satoshi Nakamoto é uma pessoa ou um grupo de pessoas.

Os seus planos para o Bitcoin foram apresentados no whitepaper da criptomoeda, onde ele elencou as suas principais características:

  • Digitalização: o Bitcoin existe apenas como uma moeda de troca digital, sem uma representação física;
  • Descentralização: não existe uma entidade central responsável pela emissão da criptomoedas;
  • Escassez: há um número limite de criptomoedas e nunca poderão existir mais do que 21 milhões de Bitcoins;
  • Segurança: não existe o perigo moral de corromper a rede, pois ninguém tem o poder de a controlar.

Você pode estar se perguntando: como é que se garante que as transações são processadas de forma correta? E que não há falhas de segurança?

É precisamente através de uma revolucionária criação que Satoshi Nakamoto chamou de blockchain. O que nos leva para o ponto seguinte.

Como funciona o Bitcoin?

De uma forma simples: o Bitcoin funciona graças à blockchain.

O mais fácil é pensar na blockchain como uma estrada e no Bitcoin como os carros que andam nela.

Ou seja: a blockchain é a rede que torna possível as transações em Bitcoin. Nela é guardada toda a informação sobre as transações feitas a cada momento e sobre os balanços de cada usuário.

Chama-se blockchain porque, traduzindo para português, trata-se de uma cadeia de blocos, onde a informação é progressivamente guardada. Essa rede é segura porque recorre a algoritmos criptográficos difíceis de resolver e porque ninguém tem verdadeiro acesso a ela – ao contrário, todos os usuários a tornam possível.

bitcoin criptomoeda blockchain

Em vez de existir um grande computador responsável por processar a rede, são os seus usuários que podem ceder o poder dos seus computadores para a tornar possível. Em troca, os usuários são recompensados com novos Bitcoins, através de um processo chamado mineração.

Assim, ao contrário do dinheiro convencional, que pode ser impresso sem limites de acordo com a vontade de um país, o Bitcoin não. Isso faz com que seja um bem não manipulável e progressivamente mais raro, pois enquanto o interesse sobre o Bitcoin cresce, o seu limite nunca vai ultrapassar os 21 milhões (sendo que atualmente já circulam mais de 18 milhões). Isso promove a sua valorização.

Qual a importância da blockchain?

O Bitcoin é um feito tecnológico incrível em grande parte por causa da inovação que trouxe ao mundo – a blockchain.

Essa tecnologia é cada vez mais usada em diversas áreas da sociedade. Na medicina poderá revolucionar a forma como são guardados os registros médicos em hospitais, seja para proveito dos próprios doentes, que acessariam mais facilmente seu histórico, seja para conveniência dos médicos, que conseguiriam acessar os dados dos doentes de uma forma mais simples e com menos erros.

No comércio, a blockchain também já está se tornando cada vez mais popular. A blockchain tem o potencial de tornar ainda mais eficaz o controle de produtos de forma a que todos os intervenientes do processo de venda sejam capazes de conhecer de forma transparente os processos de toda a cadeia de abastecimento. Isso traz grandes vantagens a nível de segurança e na redução do desperdício alimentar.

Por isso não é de estranhar que a blockchain tenha sido recentemente apontada como a competência mais requisitada no LinkedIn, a rede social para trabalhadores.

No mundo das finanças, em paralelo com outras iniciativas, é o Bitcoin que leva para a frente essa revolução, facilitando pagamentos e transferências monetárias a nível nacional e internacional com custos muito mais baixos do que o dinheiro convencional. É por isso que a adoção do Bitcoin no mundo tem subido.

Adoção da Bitcoin no mundo

Em todo o mundo, existem cada vez mais comerciantes aceitando Bitcoin como forma de pagamento.

O website Coinmap.org, que agrega locais onde é possível fazer transações com criptomoedas, registra a existência de mais de 19 mil locais disponíveis, sendo que a América Latina tem estado em forte expansão nos últimos anos.

bitcoin criptomoeda blockchain

Além disso, existem ainda todas as lojas online onde já é possível pagar com criptomoedas, sendo a Microsoft uma entre as várias empresas que já aceitam Bitcoin como forma de pagamento.

Permitir novas formas de pagamento, que fomentem a economia digital, é ainda mais importante em uma altura em que o mundo vive a pandemia da Covid-19, que terá um impacto imprevisível, mas que já está transformando os negócios digitais.

O futuro do Bitcoin

O mundo está assistindo a uma onda de mudança sem paralelo. A Covid-19 está impactando a economia e está trazendo consequências terríveis, o que já levou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) a baixar para praticamente a metade a sua previsão de crescimento global para este ano.

A desmaterialização do dinheiro é uma realidade com a qual convivemos: recebemos e enviamos dinheiro sem precisar ir a um caixa eletrônico ou a um banco. A Covid-19 fez com que isso deixasse de ser apenas uma opção, passando a ser cada vez mais uma obrigação.

A tecnologia blockchain e criptomoedas como o Bitcoin representam a próxima grande onda de inovação não só nas finanças, mas também em todo o ecossistema digital, sendo que grandes empresas estão atentas a essas tecnologias.

Ao mesmo tempo, o Bitcoin, enquanto investimento financeiro, também se mostrou muito sólido durante o pico da pandemia, tendo recuperado rapidamente o seu valor após a queda em março que afetou todos os mercados financeiros. Também por isso é cada vez mais visto pelos investidores como uma reserva de valor.

bitcoin criptomoeda blockchain

O mundo atual está mudando e é natural que os próximos meses/anos sejam muito favoráveis à disrupção digital. Se alguma vez tivemos dúvidas sobre como seria um mundo em isolamento, agora temos a resposta: será obrigatoriamente mais digital. E tecnologias como o Bitcoin e a blockchain podem ser fundamentais em um mundo assim.