Oscar

Pelo 22º ano seguido, Brasil fica de fora na disputa pelo Oscar de “Filme Internacional”

A “Academia” de Hollywood, responsável pela entrega do Oscar, divulgou uma lista com os filmes que estão no páreo em diversas categorias da premiação. O Brasil, pelo 22º ano consecutivo, vai ficar de fora da disputa na categoria de “Melhor Filme Internacional”.

O país tentava uma vaga com o documentário Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer Parou, de Bárbara Paz. O longa foi escolhido pela Academia Brasileira de Cinema, a ABC, para ser o candidato oficial do Brasil. O documentário conta a história de Hector Babenco, um cineasta que viveu e morreu realizando aquilo que fazia sua vida ter algum sentido: a sétima arte. Confira o trailer:

OS PRÉ-INDICADOS NA CATEGORIA DE “MELHOR FILME INTERNACIONAL”

Os filmes que aparecem nessa pré-lista ainda não estão indicados, oficialmente, ao prêmio da categoria dentro do 93º Oscar. Mas eles são os únicos que podem tentar uma indicação, da qual o Brasil já foi desclassificado. Confira:

  • “Quo Vadis, Aida?” (Bósnia-Herzegovina)
  • “Agente Secreto” (Chile)
  • “O Charlatão” (República Tcheca)
  • “Druk: Mais uma Rodada” (Dinamarca)
  • “Nós Duas” (França)
  • “La Llorona” (Guatemala)
  • “Better Days” (Hong Kong)
  • “Crianças do Sol” (Irã)
  • “Night of the Kings” (Costa do Marfim)
  • “I’m No Longer Here” (México)
  • “Hope” (Noruega)
  • “Collective” (Romênia)
  • “Dear Comrades!” (Rússia)
  • “A Sun” (Taiwan)
  • “The Man Who Sold His Skin” (Tunísia)

O CASO DO BRASIL COM O OSCAR

A última vez que o país disputou a estatueta foi com Central do Brasil, em 1999. Já em 2008, o filme O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias chegou a ser pré-indicado, mas não entrou na lista final de nomeados.

Com o anúncio, as expectativas brasileiras também acabaram frustradas em outras categorias, principalmente as destinadas a curtas-metragens, nas quais obras nacionais eram elegíveis. Tinham chances a animação Umbrella e os documentários Carne e Filhas de Lavadeira.

Bacurau, que não foi escolhido para concorrer em filme internacional, era cotado como uma possibilidade para estatuetas técnicas, mas ficou de fora das corridas anunciadas por enquanto. O filme de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho ainda pode aparecer em outras categorias, cujos indicados serão revelados no dia 15 de março.

Devido à pandemia do Covid-19, a cerimônia do Oscar deste ano está marcada para acontecer no dia 25 de abril, dois meses depois do que costuma acontecer.