Como escrever uma carta de apresentação? Veja 6 dicas

Muitas pessoas acreditam que escrever carta de apresentação é uma perda de tempo. Mas isso é um grande equívoco. Ela é uma das melhores maneiras de demonstrar a sua força como candidato a uma vaga, deixando a sua marca pessoal e passando a melhor primeira impressão possível. Você caprichou no seu currículo? Montou um um perfil atraente no LinkedIn? O próximo passo é escrever uma boa carta de apresentação — por email, claro, já que ninguém mais usa carta de papel. Confira a seguir as nossas dicas:

1# SEJA BREVE NA MENSAGEM

O intuito da carta de apresentação não é repetir tudo o que se encontra no currículo. Escreva apenas dois ou três parágrafos, de maneira direta e breve, com as informações mais relevantes sobre você.

2# MENCIONE ONDE DESCOBRIU A VAGA

Os recrutadores, de maneira geral, possuem a curiosidade de saber como os candidatos ficaram sabendo da vaga disponível. Assim sendo, é interessante você mencionar se a viu no LinkedIn, no site da empresa, em um anúncio ou num site especializado em vagas.

3# EXPLIQUE COMO IRÁ AGREGAR VALOR À COMPANHIA

Deixe claro o motivo pelo qual você será uma excelente aquisição para a empresa. Fale a respeito das experiências relevantes que teve ao longo da vida e que o ajudarão a agregar valor à empresa.

4# DEMONSTRE PERSONALIDADE

Se você soar como um robô, as chances do contratante se interessar por você serão muito menores. Procure mostrar a sua paixão e o seu entusiasmo, contanto que não soe piegas.

5# NÃO SEJA GENÉRICO

É fácil identificar uma carta de apresentação escrita especificamente para um trabalho ou para uma empresa. Quando a sua carta é genérica, ou seja, quando pode ser usada para qualquer companhia ou vaga, é provável que a pessoa encarregada de analisar os perfis dos candidatos o perceba. E, nesse caso, você estará passando uma impressão negativa.

6# VENDA A SI PRÓPRIO, MAS SEM ARROGÂNCIA

Vender a si próprio é essencial, mas a chave é fazê-lo sem excessos ou arrogância. Uma carta de apresentação consiste em uma excelente oportunidade de listar os seus talentos, as suas experiências e os seus interesses. Mas evite demonstrar prepotência. Mesmo que você acredite ser o candidato ideal, permita que o recrutador chegue ele mesmo a essa conclusão através de uma boa carta de apresentação e um currículo matador.

VÍDEO EM DESTAQUE