Como memorizar melhor as coisas que você aprende: 8 dicas

Aprender é algo maravilhoso, mas memorizar o conhecimento adquirido é ainda melhor. Visto que a capacidade de nossas mentes de armazenar informação é maior do que imaginamos, o importante é tirarmos o máximo de proveito desta. E, a fim de fazê-lo da maneira adequada, há muitos métodos que podem ser seguidos.

NÃO BASTA DECORAR, É PRECISO ENTENDER

Entender o que pretende decorar é essencial para que a sua empreitada tenha um bom resultado. E mais: tente gostar do que está querendo decorar. Isso nem sempre é fácil, especialmente quando estamos estudando para, por exemplo, a avaliação de uma matéria que odiamos. Ainda assim, dê o seu melhor para adquirir algum interesse pelo assunto com o qual está entrando em contato. Isso fará com que o memorize de maneira mais efetiva.

ALAVANQUE SUA MEMÓRIA VISUAL

Imagine, por exemplo, que você acabou de chegar em um lugar e é apresentado para cinco pessoas. O quão rapidamente você é capaz de memorizar os seus nomes? Pense em uma característica visual de cada uma delas e a conecte à representação de seu nome. E mais: quando colocar as suas chaves, os seus óculos escuros ou a sua carteira em algum lugar, pause por um momento e preste atenção no que está fazendo. Esse é um excelente modo de treinar a sua memória e de não perder mais esses itens.

ASSOCIE COM O QUE JÁ SABE

Quanto mais conexões mentais fazemos ao nos depararmos com uma informação, maior é a nossa chance de memorizarmos a mesma. Por exemplo: se você estiver estudando Dom Casmurro, associe o que aprender aos seus conhecimentos sobre Machado de Assis, sobre o Rio de Janeiro do século XIX, etc.

ESCREVA O QUE PRECISA MEMORIZAR…

Escrever os itens que você deve memorizar é uma das maneiras mais efetivas de fazê-lo. Em um primeiro momento, limite-se a copiá-los no papel. Em seguida, tente escrevê-los de acordo com a sua própria memória. Escreva-os quantas vezes for necessário.

Pode parecer muito trabalhoso copiar exaustivamente a mesma coisa, mas essa atividade tão simples faz milagres para a sua memória. Pesquisas indicam que listar os fatos ou as questões relativas ao que devemos memorizar é bem mais útil do que apenas lê-los passivamente. Em casos de texto, outra opção bastante útil é resumir cada parágrafo na margem.

…OU ENTÃO GRAVE

Outro método efetivo para decorar as coisas é pegar o seu celular e gravar, lendo em voz alta, os itens que pretende reter em sua memória. Logo em seguida, ouça ao áudio numerosas vezes, e de maneira atenta.

DURMA BEM E SE EXERCITE

Uma boa noite de sono consolida e retém as informações, dizem estudos. E uma pesquisa chegou à conclusão de que o exercício físico possui benefícios imediatos para as capacidades de cognição. Uma sessão de apenas 15 minutos diários já é o suficiente para cumprir tal objetivo.

FIQUE LONGE DO CELULAR

Nada mais comum do que pegarmos nossos celulares para responder a uma mensagem, ou para checar as nossas redes sociais, enquanto estamos no meio de outra tarefa. Em alguns casos, a habilidade de nos dedicar a diversas atividades ao mesmo é útil – mas no que se refere ao aprendizado de algo novo, o foco nessa única coisa é essencial.

ENSINE O QUE APRENDEU A OUTRAS PESSOAS

Compartilhar o seu conhecimento é uma maneira eficiente de solidificar a nova informação em seu cérebro. Ao transmitir tais ensinamentos a uma outra pessoa, você estará ajudando a ela e a si mesmo. Em primeiro lugar porque, para ensinar, você precisa se esforçar para compreender o assunto completamente. Em segundo, terá que exercer sua capacidade de sintetizar os fatos que estudo.

VÍDEO EM DESTAQUE