Entre as peças mais icônicas da moda masculina está a jaqueta de couro, um item atemporal e histórico em nossos armários. E assim como tantas outras peças, ela não foi originada com finalidades estéticas, mas funcionais, protegendo os pilotos de avião do frio das altas altitudes e os motoqueiros dos perigos de quedas. Então modelos de jaqueta de couro como as aviadores A1, A2, G1, B3 e a Perfecto/Biker já existiam nas décadas de 20, 30, 40, entre outras. E assim foi até mais ou menos metade do século XX, quando a peça passou a ser utilizada por ícones do mundo pop e invadiu o universo da moda.

Antes disso, contudo, ela passou a ser símbolo de rebeldia e aventura, e muito por conta de um episódio ocorrido em 1947 na cidade de Hollister, quando centenas de motoqueiros invadiram a pequena cidade na oportunidade de um evento e causaram bastante. A mídia da época deu muito destaque para os atos de rebeldia e os motoqueiros, que usavam jaqueta de couro, ficaram com essa imagem – assim como a peça.

Após isso, o item passou a aparecer em filmes como “The Wild” com Marlon Brando, nas composições de roupas de astros da música como Ramones e assim se popularizou, sempre passando uma imagem aventureira e rebelde. Aos poucos a jaqueta de couro passou a ser incorporada em outros contextos, se adequando também ao estilo de vida popular e cotidiano, mas sem perder o seu DNA de rebeldia. É muito importante considerar essa história da peça porque quando a vestimos carregamos isso conosco.

PRINCIPAIS MODELOS

Bomber

A jaqueta Bomber é um clássico também e pode ser construída a partir de vários materiais, inclusive o couro. Ela tem uma proposta minimalista e é uma herança das jaquetas aviadores. Suas principais características são os punhos, barras e gola com material elástico, bolso faca na parte inferior e fechamento em zíper. Mas é possível encontrar Bombers com algumas alterações, como, por exemplo, sem a presença dos elásticos.

Perfecto/Biker

A jaqueta Perfecto, que foi criada na década de 20, é uma das jaquetas de couro mais famosas e que mais vão imprimir personalidade. Famosa pelos detalhes, presença de vários bolsos, zíperes e principalmente pelo fechamento transversal, ela ficou muito famosa nas décadas de 50, 60 e 70 por ser muito utilizada pelos artistas.

Racer

A Racer é outro modelo mais discreto e versátil. Sua principal característica é o fechamento com botão na altura do pescoço. Um detalhe bem simples para que dá o tom para esse modelo.

Outros modelos

Ainda é possível encontrar vários outros modelos de jaqueta de couro menos tradicionais, como Field Jacket, jaqueta Trucker, Safari, Parka e etc.

TIPOS DE COURO

Os tipos de couro também darão aspectos variados à jaqueta. Couros de vaca e de cavalo, por exemplo, são mais pesados do que os de cordeiro e isso reflete na constituição do item. Além disso, também há a camurça, que é um animal capríneo. Mas não se engane, porque o termo acabou se popularizando não para as peças que levam o couro desse animal, mas para uma técnica de preparação de couro de qualquer animal. Quando falamos de camurça, portanto, estamos falando de um couro feito com a camada interior da pele de um animal, que deixa a peça com aquele toque e aspecto felpudo.

E também é importante mencionar que hoje há diversas alternativas de couros sintéticos, que não utilizam pele animal. Se a ideia é ser ecológico, contudo, é bom dar uma boa pesquisada porque muitos métodos de produção de couro sintético acabam prejudicando bastante o meio ambiente. Mas é uma opção válida também, apesar do material geralmente ser bem menos resistente do que o couro animal.

USABILIDADE

Assim como qualquer outra peça, há jaquetas de couro que oferecem uma proposta mais alinhada e há jaquetas de couro que oferecem uma proposta mais casual, despojada. Uma forma fácil de reconhecer isso é a partir dos detalhes: quanto mais detalhes na peça, mais casual, quanto menos detalhes, mais alinhada. Logo, uma Bomber é mais formal do que uma Perfecto. E em relação à versatilidade, o raciocínio também é simples: quanto mais detalhes, menos versátil.

Já no que diz respeito às cores, tanto o marrom quanto o preto são ótimas escolhas. Se for um marrom mais vivo, mais forte, aí provavelmente a peça vai perder um pouco em versatilidade. Agora, não podemos esquecer que há jaquetas de outras cores também, como azul, branco, vermelho e etc. Esses modelos são bastante chamativos, imprimem muita personalidade, mas perdem em versatilidade e seriedade, beleza?

Considerando isso, é possível utilizar uma jaqueta de couro em looks bem variados, da informalidade à formalidade. Claro que mesmo usando com peças bem sérias, como uma calça chino com modelagem social, sapato e camisa, a jaqueta de couro vai trazer aquele ar de casualidade rebelde, vai dar um toque de ousadia para o look. Um belo toque de ousadia, aliás. Então precisa pensar se é isso mesmo o que você quer. Se a ideia é manter a elegância, aí é melhor ir num blazer mesmo.

Agora é só pensar qual o modelo de jaqueta de couro combina mais com a sua personalidade e escolher a que seja ideal para o seu armário.

ARTIGO EM PARCERIA COM JAVALI

A Javali é referência na produção de jaquetas de couro e eles oferecem uma uma variedade enorme de modelos e cores. Para ver mais detalhes sobre as peças visite o site deles www.javalicouros.com.br. E também não deixe também de acompanhar o perfil @javalicourosoficial no Instagram para ficar por dentro das novidades da marca!