Como utilizar uma lista de tarefas (e render mais no trabalho)

Em 1918, Charles M. Schwab, magnata do aço e um dos homens mais ricos do mundo,  reuniu-se com o célebre consultor de produtividade Ivy Lee e perguntou-lhe a maneira mais eficiente de conduzir seus funcionários.

“Dê-me 15 minutos com cada um de seus executivos”, replicou Lee.

“E qual é o seu preço?”, perguntou Schwab.

“Nenhum, a menos que funcione. Dentro de três meses, você deverá me pagar a quantia que considerar adequada“.

Nos 15 minutos disponíveis, Lee explicou a cada um dos executivos a melhor maneira de atingir o máximo de produtividade em um dia de trabalho.

Três meses depois, o progresso alcançado por seus funcionários foi tão digno de nota que Schwab enviou a Lee um cheque de 25 mil dólares, o que nos dias atuais equivale a cerca de 400 mil dólares.

E qual seria o método adotado por Lee?

Ele envolveria 5 passos essenciais, através dos quais poderíamos construir um dia de trabalho super produtivo:

1# Ao final de cada dia, anote as seis coisas mais importantes que precisa fazer no dia seguinte. Não anote mais do que seis tarefas;

2# Priorize esses seis itens de acordo com a ordem de sua importância;

3# No momento em que chegar em seu ambiente de trabalho, concentre-se apenas na primeira tarefa. Trabalhe até encerrá-la antes de voltar-se para a seguinte;

4# Faça o mesmo com o restante da lista. Ao final do dia, se você ainda não houver terminado alguma das tarefas, passe-a para a lista do dia seguinte;

5# Repita esse processo todos os dias.

As táticas abordadas por Lee podem ser úteis em nossas vidas porque nos ensinam, entre outras coisas, a trabalhar de acordo com nossas prioridades, exercitando a capacidade de concentração e sem deixar-nos distrair por questões de menor importância.

Que tal experimentar esse esquema por três meses? Conte para a gente os resultados depois!

VÍDEO EM DESTAQUE