Women using mobile phone

Escrever errado está ferrando a sua vida nos apps de paquera

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

Hoje em dia o Tinder e os apps de paquera viraram o paraíso dos solteiros. Basta deslizar o dedo para o lado, mandar um papo bacana — e, pronto, você já está com meio caminho andado para se dar bem.

Mas existe um duro obstáculo capaz de sabotar, silenciosamente, o sucesso de um homem: o seu português.

Sabe aqueles erros gramaticais inocentes que, ao conversar com nossos amigos no WhatsApp, nem ligamos em cometer? Tipo pontuação, acentuação, ortografia, etc? Isso é um dos fatores que mais broxam as mulheres numa paquera online, segundo estudos.

Uma enquete do “Match.Com” com 5 mil solteiros nos EUA revelou que 88% das mulheres buscam parceiros com uma boa gramática, ficando à frente até de confiança (84%) e dentes bonitos (81%). O “eHarmony” também fez uma análise revelando que, ao vacilar duas vezes na escrita, a chance de recebermos uma resposta positiva cai em 14%.

Nós, homens, por outro lado, somos bem mais compreensíveis. Apesar das mulheres cometeram duas vezes mais erros de ortografia e pontuação do que nós, isso não tem impacto direto no sucesso da paquera.

Moral da história? Cabular todas aquelas aulas de português na escola enfim está cobrando o seu preço. Então comece a prestar mais atenção na hora de teclar em seu smartphone.