Conheça os drinks de chá e álcool do Gourmet Tea

Felipe Lex
Felipe Lex Head de Marketing

Como disse meu amigo Thiago Sievers numa matéria que fez quando foi conhecer o lugar, o The Gourmet Tea era uma loja de chás que virou um restaurante especializado em comidas vegetarianas pelo simples fato de as pessoas sentirem falta de algum tipo de tira gosto para acompanhar os chás.

Algo similar deve ter acontecido para que um pouco de álcool entrasse no cardápio.

Mas o motivo, na verdade, pouco importa. O que importa é que recebemos o convite: eu para conhecer o restaurante e experimentar os novos drinks e o Thiago, que já havia estado lá, apenas para provar as novidades do cardápio de bebidas.

Fomos, então. Chegando, não pude deixar de notar o quão agradável é o ambiente, sofisticado e colorido. Quando sentamos à mesa, o pessoal já tinha começado a degustação.

Bem, esqueci de dizer que chegamos um pouquinho atrasados. Na mesa havia algumas porções de bolinho que, pelo que nos foi dito, teriam entrado recentemente no cardápio. Provamos os três.

Eram bolinhos de tapioca com queijo, de tapioca com camarão e cream cheese e de quinoa com queijo. Pareciam que tinham sido fritos, mas eram bem sequinhos. Isso porque são feitos apenas no ar quente, em um método chamado Air Fryer.

Enfim chegamos aos drinks. Eram cinco opções bem diferentes e exóticas. Todos feitos com os chás da casa ou xarope de chá, algo bem exclusivo:

White Passion Bellini

  • Começamos pelo White Passion Bellini, uma mistura de espumante, chá White Passion e purê de pêssego branco. Um drink gaseificado, levemente amargo. É possível sentir o gostinho do pêssego bem no fundo. Indico, mas não para beber em grandes quantidades.

Citrus Ginger Mule

  • Em seguida experimentamos o Citrus Ginger Mule, uma ótima combinação de vodca, xarope de chá Rooibos Citrus Gingerk, suco de limão e água com gás. É, obviamente, uma bebida cítrica, mas suave e super refrescante.

Moroccan Mojito

  • O Moroccan Mojito foi o próximo e também o preferido de muitos que estavam na mesa, principalmente do nosso editor Thiago. É uma versão diferenciada da famosa bebida cubana, que na receita da casa é composta de rum, xarope de Green Moroccan Mint, limão, hortelã e água com gás.

Black Plumberry Punch

  • E então chegou a vez do Black Plumberry Punch, o drink mais controverso do cardápio. A maioria gostou no primeiro gole. Mas para mim ele se tornou levemente enjoativo quando tomei um pouco mais. Para os que gostam de bebidas mais doces, esse é uma boa pedida, com certeza. Trata-se de uma mistura de sake, chá Black Plumberry, martini e suco de lichia.

Azteca

  • Encerramos a rodada com o Azteca, um drink de tequila, com chá White Berry Iced Tea, suco de pera e licor Peachtree. Gostei deste particularmente por ser o mais forte dos cinco. O sabor da tequila pode ser facilmente notado.

Conclusão: os drinks foram super bem aceitos e aprovados. Se havia algo faltando no cardápio do Gourmet Tea para torná-lo completo, hoje não há mais.

Achei o preço dos drinks justo, R$ 17 para qualquer um deles. Até porque você não vai se sentar lá em uma tarde ensolarada e tomar até o sol se pôr.

Portanto, se você ainda não conhece o lugar, está perdendo tempo. Outra dica que deixo é, se está pensando em chamar uma garota para sair, o The Gourmet Tea deveria estar em sua lista de opções. As novas bebidas são um sucesso e sem dúvida alguma agradará grande parte das mulheres, se não todas.

Por fim, não poderia me esquecer da magnífica sobremesa, um delicioso Crumble de maçã com sorvete. Fica a dica.