Recebemos o convite da Jaguar para ir até Minas Gerais para conhecer e testar o F-Pace, primeiro SUV da marca.

A experiência, arquitetada nos mínimos detalhes pelo pessoal da Jaguar Land Rover e realizada com maestria pela 2Drive, foi nada mais do que um sucesso. Admito que o F-Pace teve grande participação neste resultado, mas deixo aqui meus parabéns a todos os envolvidos.

Comecei a jornada partindo de São Paulo para o aeroporto de Confins, em BH, e de lá para o hotel, onde pude, pouco antes do jantar, entender em teoria o que me aguardava no dia seguinte. E era muita coisa legal.

Após a apresentação, tivemos o jantar, que foi regado por cerveja Wäls de produção local e deliciosa. Ponto para a Jaguar.

Dia #1

IMG_2529

Crédito – Felipe Lex

Na manhã seguinte, um breve briefing dos trajetos e cronograma do dia antes de ligarmos os motores.

Foram duas pessoas por carro. Eu dividi o volante com o parceiro Gui Cury que pilotou no primeiro trecho, com direito a volta pela lagoa da Pampulha e parada no Museu de Arte da Pampulha. Eu dirigi pelo segundo trecho, chegando ao Topo do Mundo, a 1500 metros de altura, bem no alto da Serra da Moeda. Uma vista excepcional e o restaurante com comida muito boa.

Mas voltando ao F-Pace, a versão que pilotamos durante esses dois primeiros trechos era a de entrada, batizada de Prestige, com motor 2.0 a diesel que entrega 180 cv de potência e torque de 43,8 kgfm entre 1.750 3 2.500 rpm.

IMG_2530

Crédito – Felipe Lex

JAGUAR_F-PACE_PORTFOLIO_Studio 09

Crédito – Divulgação

Achou pouco para um Jaguar? Calma, por trás do volante não parece tão pouco assim. Devido ao alto torque, o modelo se mostra bem esperto, com um desempenho bacana e de quebra uma economia de dar inveja a muitos SUVs. Então ponto para a Jaguar de novo. Eles conseguiram agradar também aos que buscam conforto e autonomia nas viagens.

Tanto a Prestige quanto as versões mais apimentadas do F-Pace têm 80% de sua estrutura feita em alumínio, garantindo leveza e ao mesmo tempo rigidez, e trazem de série o câmbio ZF de oito velocidades com opções de trocas por meio de borboletas atrás do volante, tração integral, farois de neblina, bancos com ajustes elétricos, sensores de estacionamento traseiro e dianteiro e painel, portas, bancos e volante revestidos em couro.

Seu design é fantástico. A parte da frente lembra muito o XJ e o XE: um capô agressivo, bem característico da Jaguar, com grandes entradas de ar ressaltando esportividade e como assinatura da marca os faróis de LED em J. A parte traseira esbanja esportividade, trazendo as linhas do F-Type, inclusive as lanternas.

FEF_0889

Crédito – Divulgação

FEF_0935

Credito – Divulgação

Saindo do Topo do Mundo continuamos a jornada, agora a bordo da versão R-Sport, equipada com um V6 superchred de 340cv e 45,8 kgfm de torque que acelera de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos. E aí sim eu comecei a me divertir de verdade.

Mas o que mais me impressionou (uma vez que eu já esperava por uma performance digna de um esportivo) foi a capacidade offroad do F-Pace. Isso porque todas as versões vêm equipadas com o sistema All Surface Progress Control (ASPC) que controla o acelerador e o freio, aplicando pouco torque nas rodas, resultando em uma direção suave com quase nenhuma derrapada. Tudo o que o motorista tem que fazer é controlar o volante. O sistema é indicado para terrenos escorregadios como neve, gelo e grama molhada, mas se mostrou muito útil na terra também.

FEF_0943

Crédito – Divulgação

FEF_0972

Crédito – Divulgação

FFF_9351

Crédito – Divulgação

Diferente da versão de entrada, o R-Sport tem teto solar, painel de instrumentos TFT com várias opções para costumização e o sistema de entretenimento InControl Touch Pro.

Terminamos o dia na cachoeira da Toca de Cima, com um lindo pôr do sol e depois fomos para o hotel, nos arrumar para um jantar surpresa que aconteceu dentro de Inhotim, na residência de Bernardo Paz, dono do lugar. Um banquete delicioso marcado pela decoração composta por uma diversidade de obras de arte. Uma experiência única, assim como dirigir o F-Pace.

IMG_2574

Crédito – Felipe Lex

Dia #2

Começamos o segundo dia com um café da manhã reforçado com muito pão de queijo e depois fomos de van até Inhotim novamente. Desta vez metade do grupo iria passear pelo parque e conhecer algumas das obras e a outra metade iria testar a versão mais nervosa do F-Pace, a First Edition, com um motor 3.0 V6 de 380cv com os mesmos 45,8 kgfm de torque e que faz de 0 a 100km/h em 5,5 segundos

Eu fui com o primeiro grupo para os testes de performance e potência. Só para vocês entenderem, a S é a versão mais esportiva do modelo e a First Edition é uma edição especial criada para comemorar o lançamento do F-Pace e terá apenas 19 unidades disponíveis para compra no Brasil.

JAGUAR_F-PACE_LE_S_Studio 01

Crédito – Divulgação

Nos testes aceleramos de 0 a 100km/h acompanhando a velocidade pelo head-up display e pudemos testar também a frenagem do veículo. E o fato é que o F-Pace se comporta mesmo como um esportivo.

Com tecnologias do F-TYPE, como a vetorização de torque, o SUV é capaz de identificar automaticamente situações de instabilidade nas curvas e aplicar uma determinada força de frenagem nas rodas adequadas, proporcionando um maior torque às demais rodas, ajudando o motorista a manter o veículo na sua rota ideal. O sistema funciona predominantemente na roda interior traseira para tornar a intervenção do sistema imperceptível ao motorista.

IMG_2611

Crédito – Felipe Lex

Há ainda o sistema Adaptive Dynamics, também presente no F-TYPE, que monitora o movimento do veículo 100 vezes por segundo e das rodas 500 vezes por segundo, e proporciona amortecimento contínuo nas diversas condições que o carro pode enfrentar em um mesmo terreno.

É possível também através do Configurable Dynamics, selecionar manualmente o modo dinâmico ou normal para a estrátegia de transmissão, sensação de direção e modo de acelerar, da preferência do motorista, tudo feito na tela central touchscreen do F-PACE.

IMG_2612

Crédito – Felipe Lex

Minha conclusão é que esse carro tem torque, aceleração e estabilidade de sobra para um SUV, oferecendo tudo de melhor que um Jaguar pode oferecer como tecnologia, qualidade e design com bastante espaço e muito conforto.

Com este lançamento, junto ao crescimento do mercado de SUVs, a Jaguar pretende tornar o F-Pace o líder de vendas da montadora aqui no Brasil. E eu acredito que o modelo tem credenciais para isso.

IMG_2609

Crédito – Felipe Lex

Pra quem se interessou — assim como eu — a versão Prestige vai custar R$309.700, a R-Sport R$360.900, a S R$406.300 e a First Edition vai sair por R$416.400.

Agora deixa eu correr atrás das vendas do El Hombre para ver seu um dia compramos um.