Os 10 botecos mais hypes de São Paulo

Não sabemos dizer o que aconteceu. Mas, de repente, a cultura do boteco tornou-se algo cool. E convenhamos, não há nada mais hombre do que ir a um bar de esquina, pedir um torresminho com chope e conversar com seus amigos sobre a última rodada do Brasileirão. Sim, este é o nosso verdadeiro habitat. Por isso, o El Hombre selecionou os 10 botecos mais hypes de São Paulo para você curtir no final de semana. Aproveite.

São Cristóvão

São Cristóvão bar

Em meio ao burburinho da Vila Madalena, atrai público noturno um pouco diferente dos bares da região, nem tão jovem. A temática da casa é clara: o futebol está nas camisas, quadros, flâmulas e fotografias históricas que decoram as paredes. Para acompanhar o chope, há pratos como o filé à Oswaldo Aranha, ou petiscos, como o bolinho de bacalhau. Para os dias mais frios opte pelo bom caldinho de feijão, e uma das cachaças da carta. O bar funciona de segunda a domingo, sem intervalo entre almoço e jantar. facebook.com/saocristovao.bar

Bar do Luiz Fernandes

Bar do Luiz Fernandes

Dos botecos mais tradicionais da Zona Norte, o Bar do Luiz Fernandes é comandado pelo próprio há mais de quatro décadas – e por sua mulher, Dona Idalina, responsável por elaborar premiados petiscos, como o bolinho de bacalhau, o bolinho de carne e a Surpresa da D. Idalina, (carne moída, presunto e queijo), perfeitos para acompanhar as cervejas de garrafa 600 ml. Conta ainda com balcão de acepipes. bardoluizfernandes.com.br

Mercearia São Pedro

Mercearia São Pedro

Com jeito de pé-sujo, está sempre cheio de jornalistas, escritores, cineastas e boêmios que, quando a casa lota, não hesitam em bebericar as cervejas de garrafa em pé, na calçada. O bar, na Vila Madalena desde 1968, é também uma mercearia, com inúmeros livros, DVDs, pôsteres de filmes e até itens de limpeza, acomodados nas prateleiras junto das garrafas de bebidas. Para comer, sanduíches e porções típicas de bar. facebook.com/saopedromercearia

Empanadas Bar

Empanadas Bar

Outro boteco tradicional da Vila Madalena, atrai grupos de estilos variados, que escoltam as geladas com os diversos tipos de empanadas servidas, como as de carne-seca, frango com catupiry, palmito ou espinafre. Nas paredes, pôsteres de filmes antigos dividem a atenção com as televisões, sempre ligadas em canais esportivos. empanadasbar.com.br

Veloso

Veloso bar

A fila de espera, aos sábados, começa antes mesmo da casa abrir. Em uma esquina diminuta da Vila Mariana, o bar atrai pessoas de todas as idades atrás da feijoada, prato carro-chefe, e das saborosas coxinhas – impossível sair de lá sem provar uma. Outro destaque são as equilibradas caipirinhas, elaboradas pelo experiente barman Souza, como a de jabuticaba e a de tangerina com pimenta dedo-de-moça. velosobar.com.br

Ibotirama

Ibotirama bar

Um dos botecos mais concorridos do Baixo Augusta, serve pratos do dia para quem trabalha na região, mas tem como forte o horário noturno, à partir da happy-hour. Ampliou recentemente tanto seu espaço fixo – inaugurando salão anexo em estilo mais arrumadinho – quanto a carta de cervejas, que traz hoje, além das tradicionais marcas nacionais em 600 ml, rótulos como Erdinger, La Trappe e Franciskaner. ibotiramabar.com.br

Valadares

Valadares bar

Tradicional no bairro da Lapa, o bar de ambiente simples funciona há mais de 50 anos, servindo petiscos inusitados como testículos de boi. Quem não se arrisca pode optar pelas porções mais tradicionais, como a linguiça bragantina e o bom torresmo feito na casa, para acompanhar o chope ou as cervejas em garrafa. Oferece também cachaça com rotúlo próprio, produzida na cidade de Cambuí, em Minas Gerais. facebook.com/barvaladares

Botequim do Hugo

Em pleno Itaim, o boteco é a contraproposta dos bares elegantes que figuram no bairro. A decoração simples o torna muito acolhedor e a comida é típica de boteco, como os “buracos quentes” – carne moída no pão com queijo derretido. O único problema é o fato de fechar cedo, sendo mais um programa para o happy hour, e que funciona apenas de segunda a sexta. botequimdohugo.com.br

Veríssimo

Como o próprio nome já diz, este bar no Brooklyn homenageia o escritor gaúcho (o filho, Luis Fernando). Nas paredes há caricaturas de Veríssimo, fotos em estilo lambe-lambe das capas de seus livros e todos os pratos e drinks no cardápio recebem o nome de contos de sua autoria. Experimente o Chocojazz, com Vodca, sorvete de creme e licor de chocolate, um drink com cara de sobremesa. verissimobar.com.br

Bar da Dida

Esse é a opção mais moderninha e provavelmente o melhor boteco para levar uma garota. O Bar da Dida tem como principal charme ser ao ar livre, já que não cabe quase ninguém do lado de dentro. As mesas ficam espalhadas na calçada e a luz baixa traz uma atmosfera bacana, contando com música ao vivo aos fins de semana. O bar ainda abre espaço para interagir com os clientes, que podem enviar contos, desenhos e até curtas-metragens que são publicados no seu canal virtual. bardadida.com.br