fbpx
domingo, maio 26, 2024
InícioEntretenimentoCuriosidadesNa cozinha com Jane Austen: um banquete de outros tempos

Na cozinha com Jane Austen: um banquete de outros tempos

Tarefas domésticas costumam ser um fardo. Se não as procrastinamos, pelo menos as encaramos como um suplício. Eis que surge “The Household Tips of Great Authors” [Dicas Domésticas dos Grandes Escritores], uma coletânea criativa e humorística. Mark Crick, o autor nos conduz por uma jornada pelo mundo da cozinha, jardinagem e manutenção do lar, sob a tutela de ícones literários da história moderna. A essência do livro, claro, transcende as receitas e dicas. A precisão cômica de Crick, ao emular cada autor, rouba a cena.

Imagine isolar o sótão ao estilo de Edgar Allan Poe ou erguer uma cerca de jardim guiado por Hunter S. Thompson. Até mesmo plantar bulbos no outono ganha um novo sabor com Sylvia Plath. Crick atende as necessidades domésticas e as emergências de jardinagem com maestria.

Na cozinha, um festim literário nos aguarda.

Comece com os ovos com estragão a la Jane Austen:

OVOS COM ESTRAGÃO

40g de manteiga

4 ovos

Pimenta do reino moída

Uma pitada de sal

2 colheres de chá de estragão (fresco ou seco)

[…]

A possibilidade de seus ovos serem preparados com a aristocrática erva levou a Sra. B— a um estado de tamanha empolgação que Lady Cumberland teria se levantado para partir, não fosse pela promessa de almoço. Em vez disso, ela instruiu seu anfitrião a preparar o prato sem demora: ‘Sugiro que comece.’

Em seguida, parta para o risoto de cogumelos de John Steinbeck:

RISOTO DE COGUMELOS

Azeite de oliva extra virgem

25g de cogumelos porcini

3 cogumelos de campo

1 cebola

2 dentes de alho

200g de arroz para risoto

500ml de caldo de legumes

Sal e pimenta

60g de Parmesão

1 copo de vinho branco

Os porcini jaziam secos e enrugados, cada fatia torcida pela sede e com a cor da terra ressecada. Quando a água finalmente caiu, inicialmente apenas em respingos, eles absorveram o que puderam, mas logo estavam todos cobertos pelo líquido vital. Os fragmentos ressecados recuperaram uma forma anterior, suas contorções mudaram, pelo dom da água, em uma massa supina e reluzente. O que antes se assemelhava a uma tigela de casca de árvore agora tinha a cor rica de carne cozida, o marrom roxo da terra úmida havia substituído o gesso seco da terra do Arizona.

E finalize com o tiramisù de Marcel Proust:

TIRAMISÙ

12-15 biscoitos Savoiardi

4 ovos

100g de açúcar refinado

Amaretto di Saronno

500g de mascarpone

2 xícaras de café frio

Pó de cacau

[…]

Deste passado antigo — suas grandes casas desaparecidas e seus habitantes minguando, como as últimas criaturas de uma floresta mítica — surgiu algo infinitamente mais frágil e, ainda assim, mais vivo, insubstancial, porém persistente; as memórias de cheiro e gosto, tão fiéis, resistiram à destruição e reconstruíram por um momento o palácio onde morava a lembrança daquela noite e daquele tiramisù.

A narrativa transforma o cotidiano em uma experiência imersiva, pontuada por nuances literárias. Se você é um aficionado por literatura, um gourmet ou um faz-tudo contemporâneo, “Dicas Domésticas dos Grandes Escritores” promete encantar e ensinar — afinal, quem não gostaria de podar uma rosa como Pablo Neruda?

Camila Nogueira Nardelli
Camila Nogueira Nardelli
Leitora ávida, aficcionada por chai latte e por gatos, a socióloga Camila escreve sobre desenvolvimento pessoal aqui no El Hombre.