longevidade whisky

O segredo da longevidade, segundo este homem de 107 anos, é beber whisky

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

Muitas pessoas creditam a sua vida longa à boa alimentação, aos esportes e coisas do tipo.

Mas para Mariano “Pops” Rotelli, que deu uma entrevista a um jornal americano durante sua festa de 107 anos, o segredo da longevidade é beber whisky.

“Eu tomo uma dose toda manhã, com o meu café, há 100 anos”, ele disse no aniversário. “Fui ao médico três vezes no último século. Ele está morto. Eu continuo vivo.”

Se você fez a conta, deve ter percebido que Mariano é adepto do café irlandês, como chamam a mistura de café e uísque, desde os 7 anos de idade. Mas, ei, aqueles eram tempos diferentes, né?

A CIÊNCIA EXPLICA

Não pense você que ele é um caso único. O veterano da II Guerra Mundial mais velho dos EUA, Richard Overton, que completou 110 anos em 2016, também creditou sua vida longa ao whisky.

Ou seja, os caras sabem o que estão fazendo — e a ciência realmente está do lado deles.

Um estudo que demos aqui no El Hombre, pouco tempo atrás, revelou que quem toma de 1 a 2 drinks por dia envelhece melhor do que os não bebedores. Se você ultrapassa essa dose, no entanto, o seu corpo envelhece mais rapidamente.

Pelo jeito aquela velha máxima de que “se o whisky não consegue curar, é porque não existe cura” estava dizendo a verdade.