fbpx

O humor negro de Banksy deu vida ao parque temático mais sombrio do mundo

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Parcerias

Você deve conhecer Banksy. Ele é um dos grandes artistas da atualidade. Seus grafites estão espalhados pelo mundo todo, principalmente em Londres, e levam seus traços inconfundíveis.

Mas além da peculiaridade estética, o britânico é muito conhecido por conta do conteúdo de sua arte. Anarquista, propaga a luta contra a autoridade e o poder com obras sarcásticas, muito inteligentes e geralmente bem impactantes, apesar dos traços simples dos grafites.

Um dos fatores que tornou Banksy um fenômeno da arte moderna é a aura misteriosa que seu personagem ganhou. Ninguém sabe quem ele é. É um artista anônimo. Seus trabalhos costumam aparecer da noite para o dia nos muros das cidades sem ninguém saber de onde veio.

Por isso, novos trabalhos de Banksy são sempre muito aguardados.

E o que dizer então de sua nova obra, a Dismaland.

Há duas semanas, o britânico abriu as portas e deu vida ao seu parque temático. Isso mesmo, seu novo trabalho não é um grafite ou um filme – mas um parque temático.

Dismaland-3-el-hombre

O próprio nome já revela qual é a proposta do parque: Dismaland faz óbvia referência à Disneyland, mas usa a palavra “dismal”, que significa sombrio em inglês. O slogan do lugar é o seguinte: “A nova atração mais decepcionante do Reino Unido”.

Está dando para entender?

O parque, como você já deve ter concluído, não é para crianças – a não ser que elas queiram ver a carruagem da Cinderela capotada com a princesa caindo morta pela janela. Na verdade, chamam o negócio de parque, mas é mesmo uma grande exposição de arte.

Todo o espaço foi construído para fazer a gente se sentir um lixo, pois é assim que Banksy entende que a sociedade nos trata. “Mas quem vai querer ir em algum lugar para se sentir um lixo?”, você, eu e o mundo se pergunta.

A questão é que não podemos esquecer que estamos falando de Banksy – e o cara, desgraçado, é talentoso!

Ele consegue criar todo esse ambiente melancólico ao mesmo tempo em que nos prende e conquista com sua arte. Seu trabalho, repleto de humor negro, ao passo que nos afunda numa realidade desesperadora, liberta por levantar poeiras que geralmente são jogadas para debaixo do tapete.

Para você ter uma ideia, os balões vendidos no parque por uma mulher com orelhas tipo as do Mickey, esses mesmo da foto abaixo, vêm com os dizeres: “Eu sou um imbecil”. (Aliás, umas das obras mais famosas do artista envolve o rato.)

Dismaland-8-el-hombre

Além da já citada atração da Cinderela, há diversas outras. Uma delas é um pequeno lago com duas embarcações: uma de refugiados e outra de patrulha. Com um controle instalado do lado de fora, o visitantes podem controlar o barco para perseguir os pobres miseráveis. Outra é um banco fake que empresta dinheiro cobrando juros de 5000%.

O parque está sendo um sucesso desde sua abertura. Tem recebido cerca de 4 mil pessoas diariamente e os ingressos são esgotados rapidamente.

Banksy contou com a colaboração de mais 60 artistas para fazer rodar o negócio, que está instalado na cidade inglesa Weston-super-Mare. Como não é um parque temático, mas uma amostra artística, a estrutura ficará montada apenas até o final de setembro.

Ficou afim de dar uma visitada? Ótimo! Só deixe suas crianças fora do passeio, claro.

Dismaland-5-el-hombre

Dismaland-2-el-hombre

Dismaland-4-el-hombre

Dismaland-6-el-hombre

Dismaland-7-el-hombre

Dismaland-9-el-hombre

Dismaland-11-el-hombre

Dismaland-el-hombre

Dismaland-12-el-hombre

dismaland-10-el-hombre

dismaland-11-el-hombre

dismaland-12-el-hombre

dismaland-13-el-hombre