Pennywise está de volta em “It – Capítulo Dois”

Stephen King não é conhecido como o mestre do terror à toa. Ele já escreveu vários clássicos do gênero — como “O Iluminado” e “Carrie, a Estranha” — cujas adaptações para o cinema fizeram muito sucesso também. Em 2017, uma de suas principais obras teve um reeboot cinematográfico: “It – A Coisa”, estrelada pelo palhaço assassino Pennywise.

O filme chegou aos cinemas arrastando multidões. Se tornou a segunda maior bilheteria do gênero de terror no Brasil. Agora, a sua continuação acabou de estrear: “It – Capítulo Dois”. A convite da Warner, assistimos à pré-estreia do filme. E adoramos!

RECAPITULANDO A HISTÓRIA DE “IT – A COISA” (2017)

A história de “It – A Coisa” é a mesma do livro, que tem mais de mil páginas recheadas de suspense com pitadas de terror. Na pacata (e sinistra) cidade de Derry, crianças começam a desaparecer misteriosamente. Um grupo de adolescentes, intitulado como o “Clube dos Otários”, decide se reunir para descobrir o que está acontecendo.

[SPOILERS ADIANTE] Isso os leva a ficar frente a frente com o responsável pelos crimes. Eles descobrem o que o culpado é o palhaço Pennywise, que se alimenta do medos das pessoas. O embate contra o palhaço acontece — e o grupo sai vitorioso. Eles fazem, então, um juramente: se a “Coisa” voltar, eles lutarão juntos novamente.

pennywise

O ENREDO DE “IT – CAPÍTULO DOIS” (2019)

Vinte e sete anos depois da história original, Pennywise retorna para assombrar novamente a cidade de Derry. Um dos membros originais do clube, Mike agora já está adulto e percebe que o palhaço está de volta. Como somente ele continua morando em Derry , começa a ligar para os velhos amigos, para que possam honrar a promessa feita quando eram adolescentes — e acabar de vez com Pennywise.

O diretor Andy Muschietti, que dirigiu o primeiro filme, está de volta na continuação. Ele conseguiu de uma forma muito engenhosa adaptar a história, trazendo novos elementos e não perdendo a essência apresentada no livro.

O PENNYWISE DÁ MUITO MEDO?

O mais interessante em “It – Capitulo Dois” é que o terror se apresenta de forma diferente. Sem os famosos sustos e gritaria, o filme constrói um clima tenso através de cenas densas que certamente vão te deixar sem ar.

Se ele dá muito medo? Acredito que não. Trata-se mais de um suspense, eu diria, do que terror propriamente dito. (A não ser que você tenha medo de palhaços, claro.) O ponto forte dessa continuação é a maneira que ela retrata os medos dos personagens. A chave para derrotar Pennywise (interpretado de forma magnífica pelo ator Bill Skarsgard) é enfrentar justamente traumas mal resolvidos na adolescência. Que, inclusive, repercutem até hoje na vida adulta de cada um deles.

pennywise

Sendo assim, Bill (James McAVoy), Beverly (Jessica Chastain), Ritchie (Bill Hader), Ben (Jack Ryan) e Eddie (James Ransone) ganham cenas tensas no decorrer do filme. Cada um precisa superar seus medos pessoais para, assim, encontrar um caminho para a destruição definitiva de Pennywise.

O novo filme conta com elementos mais fantasiosos, dignos de uma ficção científica, para contar a origem do palhaço. Mas ele também debate assuntos bastante atuais, como abuso sexual e homofobia, para fazer o telespectador refletir sobre isso.

O FILME HONRA A HISTÓRIA DE STEPHEN KING?

Para os fãs apaixonados pelo universo de Stephen King, assistir “It – Capítulo Dois” será uma curtição à parte. O diretor Andy Muschietti inseriu diversas referências de outros livros do autor no filme, dando um toque bem especial a ele.

No final das contas, “It – Capítulo Dois” é um bom desfecho para a história. Entrega suspense na medida certa, mesclado com ótimas pitadas de comédia e ação. Com quase 3 horas de duração, ao final do filme você certamente ficará com uma vontade enorme de ser amigo de cada um dos membros do “Clube dos Otários” na vida real.