Não saber ouvir ou falar na hora certa pode te causar problemas

Quase todas as mulheres que já conversei nesta vida são ansiosas. Elas têm uma certa dose de ansiedade para encontrar o grande amor, algumas para casar e para dar a devida atenção que o relógio biológico merece. Mesmo as que já encontraram o amor, sentem aquela ponta de ansiedade por não saber se ou quando vão se casar.

As já casadas preocupam-se com traição. Tem mais: se já tiveram um filho, vivem em dúvida se terão o segundo ou não. E daí, claro, mais ansiedade.

Isso não quer dizer que você tem que seguir o mesmo caminho. Aliás, se seguir o caminho inverso e for calmo e paciente com a montanha de questões reais e imaginárias que ela te apresentar, vai ser ótimo. Para os dois.

Para os homens, quando as mulheres falam acende algum tipo um sinal na cabeça: “Isso é um problema e precisa de solução”. Porque os homens sendo mais objetivos e práticos, falam sobre problemas para achar uma solução.

As mulheres não. Na maior parte do tempo elas vão falar somente para desabafar. Ela não está procurando solução nenhuma.

Nós sabemos que muitas vezes falamos por falar. Falar alivia a tensão. Você pode até usar umas palavras simples de suporte neste tipo de conversa, porque vocês vão se perder.

Mantenha o contato com o olhar ou com alguma parte do corpo dela, pode ser as mãos ou a perna. Sabemos que vocês não estão tão interessados assim nos problemas da tia-avó da prima da manicure e todos aquelas outras questões insuportáveis de família.

Nada é tão fácil quanto você pensa. Tem um truque aí: se ela não falar nada sério, só escute, mas se ela te pedir uma solução, dê.

Quando ela tiver um problema de verdade, é sua hora de entrar em ação. Ajudá-la a achar uma solução para algo que não vê saída faz de você um herói instantâneo.

Considerando tudo isso, fica fácil concluir que você vai precisar de toda habilidade do mundo para saber a hora de ouvir e a hora de agir. Portanto, boa sorte.