2015, o grande ano cinematográfico dos últimos tempos

Todo ano, os cinéfilos esperam por filmes aguardados ansiosamente. Todo ano há aquelas produções que parecem causar furor nos fãs a cada nova informação lançada. Mas 2015 aparenta ser ainda mais especial, nesse sentido.

Sejam mais filmes aguardados, filmes mais aguardados ou aguardados por mais pessoas, ninguém pode negar que os grandes lançamentos dos próximos meses estão inundando as redes sociais.

Claro, o fato das próprias redes sociais estarem mais populares contribui para isso, mas não só. Provavelmente, o fato de que há cada vez mais adaptações e continuações chegando aos cinemas seja o fator mais importante nisso.

Inclusive, grandes sucessos do passado estão voltando cada vez com mais força. Entre as maiores bilheterias do ano, há cada vez menos obras com roteiros originais. Apenas Quentin Tarantino e Christopher Nolan conseguiram, mais de uma vez nos últimos anos, criar bastante expectativa no grande público sem recorrer a continuações ou adaptações.

Mas outro fator que pode ser determinante para isso é que, aparentemente, os grandes estúdios estão acertando cada vez com mais frequência nas superproduções. Parece que, cada vez mais, sabe-se fazer blockbusters que sejam também elogiados pela crítica, que sejam divertidos e de qualidade. Tanto é que filmes com grande potencial de público, mas muito criticados, como Transformers, não são tão envoltos em expectativa.

cinema-2015-3-el-hombre
“The Hateful Eight” é o novo filme de Tarantino

O GRANDE ANO DE 2015

Em 2015, entre os maiores candidatos a maior público do ano, por exemplo, estão Velozes & Furiosos 7, Vingadores: Era de Ultron, Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros, Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 2 e Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força.

A sempre tão criticada franquia Velozes & Furiosos começou a ganhar mais respeito a partir do quinto filme. Agora, o sétimo longa – o último do falecido Paul Walker – conseguiu, em um mês, quebrar seu próprio recorde de bilheteria – mais de 1 bilhão e 400 milhões de dólares, contra 788 milhões do sexto filme – e ganhar diversos elogios.

Jogos Vorazes é uma série de qualidade, agradando crítica e público, principalmente o segundo capítulo. Os três filmes lançados até agora ficaram entre as 3 maiores bilheterias estadunidenses de seus respectivos anos. E A Esperança – Parte 2 finalmente encerra a franquia, que mostrou-se bem superior a outras com público-alvo parecido, além de contar com Jennifer Lawrence, talvez a maior jovem estrela de Hollywood hoje em dia.

Jurassic World está de volta 22 anos após o incrível sucesso de 1993 e 14 anos após o terceiro capítulo. A esperança é grande de que, depois de tanto tempo, a série consiga recuperar a qualidade de seu original, perdida nos dois filmes seguintes.

Os super-heróis também são aguardados ansiosamente, este ano. Depois da Marvel já ter provado que, apesar de não ser imune a falhas, costuma acertar, trará o Homem-Formiga, enquanto Vingadores: Era de Ultron veio cheio de expectativa e já arrecadou mais de 600 milhões de bilheterias e vários elogios – embora dificilmente vá superar o 1 bilhão e meio do primeiro Vingadores ou sua boa recepção.

cinema-2015-4-el-hombre
“Homem-Formiga” será lançado em 16 de julho

E o aparente tom mais sombrio do novo Quarteto Fantástico também está fazendo os fãs confiarem numa obra bem melhor que o filme de 2005.

Mad Max: Estrada da Fúria traz vida nova ao sucesso de 1979, 30 anos após a última aparição do personagem nos cinemas, agora numa megaprodução estrelada pelo queridinho Tom Hardy.

E após mais de 10 anos, Arnold Schwarzenegger volta à série criada por James Cameron, em O Exterminador do Futuro: Gênesis. Provavelmente ninguém espera algo próximo da qualidade dos dois primeiros longas, mas há muita esperança de que supere os dois filmes posteriores.

Os projetos de Quentin Tarantino são sempre cercados de expectativa. Mas principalmente depois de Bastardos Inglórios e Django Livre, seu The Hateful Eight vem muito aguardado.

E a franquia de 007 que renasceu brilhantemente com Cassino Royale e decepcionou com Quantum of Solace, voltou a atrair expectativa do público ao incluir nomes como o do diretor Sam Mendes para Skyfall, que atraiu e muito o público, a crítica e prêmios. Assim, ao manter o diretor e ainda usar um título que remete a antigas histórias do personagem, Spectre faz com que o nome de James Bond permaneça cercado de muita expectativa.

cinema-2015-5-el-hombre
“Spectre” vai aos cinemas em 6 de novembro

STAR WARS VII, O MAIS AGUARDADO

Porém, obviamente, a produção mais aguardada do ano é o novo Star Wars. Não é só o fato de levar uma das mais queridas e bem-sucedidas franquias da história de volta aos cinemas após 10 anos. Junte a isso a decepção geral do público em relação à segunda trilogia; mais o nome de J.J. Abrams – que já revitalizou, com muito sucesso, a série Star Trek – comandando o novo projeto; e ainda a volta de Harrison Ford (Han Solo), Mark Hamill (Luke Skywalker) e Carrie Fisher (Leia). Além dos trailers já lançados.

O resultado é, provavelmente, a maior expectativa já gerada na sétima arte em muitos anos. E se o fraquíssimo A Ameaça Fantasma (consenso como filme mais fraco da saga) já arrecadou mais de 1 bilhão de dólares, o público deverá comparecer em peso para O Despertar da Força, em dezembro.

  • 2011

Todo ano conta com lançamentos muito aguardados. E a tendência é realmente que isso aumente a cada temporada. Recentemente, tivemos, por exemplo, o ano de 2011 com a volta de Os Muppets ao cinema; As Aventuras de Tintim pela primeira vez em tela grande; o misterioso Super 8 de J.J. Abrams; a volta dos Piratas do Caribe; os primeiros Thor e Capitão América; o recomeço de uma franquia aclamada com Planeta dos Macacos: A Origem; o X-Men: Primeira Classe; e o último Harry Potter.

  • 2012

No ano seguinte, MIB 3, após um hiato de uma década; Prometheus, com a volta do universo de Alien após 15 anos; Quentin Tarantino matando escravagistas em Django Livre; o último Crepúsculo (querendo ou não, foi bem aguardado por uma parcela bem significativa do público); o primeiro O Hobbit, contando com uma nova tecnologia para o cinema; o reinício de Spiderman com O Espetacular Homem-Aranha; o 007 de Sam Mendes, Operação Skyfall; o primeiro Jogos Vorazes; o último Batman de Christopher Nolan, com O Cavaleiro das Trevas Ressurge; e a primeira reunião dos super-heróis da Marvel, em Os Vingadores.

A verdade é que 2012 foi um ápice, fora da curva, como provaram os dois anos seguintes. E a disputa com 2015 é dura. Há até algumas semelhanças – Vingadores, James Bond, Jogos Vorazes, Quentin Tarantino -, mas, principalmente pela presença do novo Star Wars, parece que este ano é ainda mais interessante para o grande público dos cinemas.

E quanto tempo demorará para que 2015 seja superado? Bem, se Hollywood continuar nesse ritmo, e fazendo blockbusters de qualidade, provavelmente uns 3 anos, apenas.

cinema-2015-6-el-hombre
A última parte de “Jogos Vorazes” será lançada em 19 de novembro