fbpx

4 times onde gostaríamos de ver LeBron em 2014/15

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

Quando LeBron trocou o Cleveland Cavaliers pelo Miami Heat, em 2010, ele deixou claro que seu foco não era ganhar o máximo de dinheiro possível — e, sim, o máximo de títulos possíveis. King James quer ultrapassar os 6 anéis de Michael Jordan para, assim, brigar com ele pela honra de maior jogador da história.

Naquele momento o time da Flórida era uma ótima escolha, pois ele teria Dwyane Wade e Chris Bosh como escudeiros de luxo. Nas últimas duas temporadas a fórmula funcionou e eles foram campeões. Mas na decisão desta temporada, que terminou ontem, o Heat tomou uma surra do San Antonio Spurs, apesar do ótimo desempenho de LeBron, cestinha da série com média de 28,2 pontos por jogo.

Isso deixou claro: Wade e o Bosh não são mais os mesmos. Como o contrato de LeBron terminou, será que ele vai renovar, na esperança de seus colegas voltarem a dias melhores? Ou da equipe trazer novos parceiros? Ou ele vai mudar de ares, para continuar forte na sua luta por mais anéis da NBA? LeBron já deixou essa possibilidade no ar. Se isso de fato acontecer, há quatro times onde adoraríamos vê-lo jogando.

4# Los Angeles Lakers

ff34

Que tal unir os dois maiores jogadores em atividade num mesmo time? O sucesso do Lakers depende hoje exclusivamente de Kobe Bryant. A prova disso é que na última temporada, em que ele se lesionou, o time ficou na 14ª posição entre 15 times da Conferência Oeste.

Apesar de Kobe ainda estar jogando bem, ele já tem 35 anos e num futuro próximo deve se aposentar. O Lakers precisa pensar no futuro para manter seu legado. E quem melhor para tal tarefa do que LeBron James, que ainda está relativamente jovem (29 anos) e tem muito tempo de basquete em alto nível pela frente?

Esta dupla Kobe e LeBron seria, sem dúvida, uma das maiores da história — coisa do nível de Jordan e Pippen. A questão é se ela funcionaria. Ambos são jogadores acostumados a dar o arremesso na hora do aperto. Quem ficaria com a bola se o time estivesse perdendo por 1 ponto e 10 segundos faltando no relógio? É possível também, então, que o resultado seja um desastre completo.

3# Chicago Bulls

lebron-on-the-bulls

O Chicago está numa verdadeira encruzilhada. Todo o planejamento do time foi feito em torno de Derrick Rose, um dos armadores mais talentosos da história do basquete. O problema? Ele tem um joelho frágil. Ou, mais especificamente, dois joelhos frágeis.

Com um ótimo elenco, os Bulls morreram na praia nas últimas três temporadas devido às lesões de Rose. Uma das razões disso seja — talvez — que ele é a estrela solitário do time no quesito pontuação e precisa sempre dar 110% em quadra quando a equipe está no ataque. Joakim Noah é um ótimo jogador, sem dúvida. Taj Gibson, Jimmy Butler e companhia também são bons. Mas na parte ofensiva, apenas Rose garante 20 pontos por jogo.

Se LeBron fosse para Chicago, o peso nos ombros de Rose diminuiria muito. E não dá para negar que seria épico o mesmo time que abrigou Michael Jordan ter em seu elenco King James, o único jogador que ameça realisticamente o seu título de maior da história.

2# New York Knicks

lebron-in-ny2

Diga o primeiro time de basquete que vem na sua cabeça. Provavelmente você pensou no New York Knicks, a franquia mais valiosa da NBA, avaliada em US$ 1,1 bilhão. Agora tente responder quantos títulos eles já ganharam em sua história e quando foi o último.

Não lembra? É compreensível, pois foram apenas duas conquistas, em 1970 e 73. Ou seja? É um time gigante com um legado minúsculo. Phil Jackson foi contratado como presidente do clube para tentar mudar essa história. E, sejamos honestos, que não gostaria de ver o time mais popular da NBA como um title contender de verdade, para dar mais emoção ao campeonato?

Os Knicks já têm o estrelar Carmelo Anthony. Se as chances são grandes dele sair? São. Mas caso LeBron vá para lá, ele vai pensar duas vezes antes de ir embora. E, daí, teremos dois dos maiores cestinhas da liga juntos — e eles são velhos rivais, o que deixaria ainda mais interessante esta dupla.

1# Cleveland Cavaliers

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

LeBron tem uma dívida com os torcedores do Cleveland Cavaliers. Ele prometeu que levaria um título para a cidade e foi embora antes de entregá-lo. E deixou o time, por sinal, de uma maneira absolutamente questionável, fazendo o anúncio em rede nacional após muita enrolação.

Este episódio foi sem dúvida uma mancha na carreira LeBron. Se ele voltasse para lá e, enfim, ganhasse um título, sem dúvida contribuiria — e muito — para o seu legado.

Deixando a parte ética de lado, o Cleveland hoje é um time de potencial imenso: eles já têm Kyrie Irving, eleito o rookie do ano em 2012 e MVP do All-Star Game da última temporada. Não bastasse isso, a equipe ainda foi sorteada na loteria na NBA e terá a primeira escolha no próximo draft. Logo, um jovem talento vai unir-se a eles.

Se fosse para Cleveland, LeBron teria a chance de matar dois coelhos com uma cajadada só: colecionar títulos e redimir-se com a torcida. Boa ideia, não?