No Brasil, a gente nasce jogando futebol. Uma pesquisa realizada nos fundos de nossa redação concluiu que as mães brasileiras têm as barrigas chutadas 3 vezes mais do que qualquer outra mãe do mundo.

Os meninos fazem escolinhas quando pequenos, enfrentando aquela rotina entediante de dominar, tocar e chutar, aguardando desesperadamente os 15 minutos finais de coletivo. Mas a gente sabe que não é assim que aprendemos a jogar bola.

Futebol é sabedoria popular – se aprende na prática. Por isso, existem vários macetes que as escolinhas não ensinam. E viemos apresentar alguns deles para você elevar o nível do seu futebol descompromissado.

Veja, você não precisa se irreparável tecnicamente para mandar bem na pelada da galera. Para ser um bom boleiro, há fatores bem mais fundamentais do que a técnica.

Então tranquilizem-se, senhores: não virei fazer o papel do treinador mala, que manda você apoiar o pé ao lado da bola para garantir um chute seguro (o que é meio óbvio! Onde mais o pé seria apoiado?).

Como a maioria de nós costuma jogar salão ou society, vou considerar as dinâmicas nesses tipos de quadra. O jogo num campo de futebol funciona diferente, com as posições cumprindo papéis bem mais importantes.

Além disso, as partidas em campo costumam ter uma pegada mais séria, e a ideia aqui é focar os jogos da turma – aqueles em que a verdadeira motivação é a cerveja pós pelada.

Então, sem mais delongas, vamos às dicas. Elas podem parecer um pouco básicas, mas eu garanto: não é. E se você segui-las será respeitado pela galera – mesmo sendo tecnicamente suspeito.

— DEFENDENDO —

futebol-turma--2el-hombre

A defesa geralmente é bastante subestimada pela galera, mas é aí que está o segredo de um bom e modesto time – como os nossos das peladas semanais.

O time com uma marcação consistente evita que o adversário chegue ao gol. O pior dos cenários para esses caras, portanto, seria um empate em 0 x 0.

Então valorize esse aspecto – e garanta que seus companheiros valorizem também – e vocês não sairão de quadra.

1# A marcação é sua mina de ouro

Vamos chutar o balde e começar pela dica mais importante (só que leia o texto até o fim depois, beleza?): se dedique muito na marcação. Se você marcar bem o adversário, vai ganhar confiança de si mesmo e dos companheiros de time. Um cara que desarma, que mostra consistência na defesa, ganha vários pontos com a galera.

Sabe aqueles gritos típicos: “beeeem”? Geralmente é quando alguém desarma o adversário em momento de perigo. Conta muito, é sério!

Muitas vezes, um cara que defende bem mas tecnicamente é fraco, é mais valiosos do que outro que é tecnicamente forte mas que compromete na defesa. Em salão e society, se um não marca o time todo é seriamente comprometido.

2# Você vai ter que dar umas encoxadas, sorry

Geralmente a marcação que se faz em salão e society é homem a homem. É o famoso “cada um em um”. Se você perceber que seu time está usando esse esquema, quando vocês estiverem defendendo escolha um adversário e fique nele até vocês recuperarem a bola. Não desmarque-o por nada. E, se for preciso, avise sues companheiros que você está marcando aquele mané especificamente.

Mas a dica importante aqui é: marque atrás do cara. Nunca deixe que ele fique nas suas costas. Se isso acontecer, a chance dele te foder é grande. Opa, não pensem besteira, senhores: é que se o gol sair a culpa será sua.

Portanto, nas costas, você marca sempre nas costas do adversário para ter domínio de sua movimentação.

3# Deixe para dar bote na balada

Outra dica básica e essencial: quando estiver marcando, não vá com sede ao pote para recuperar a bola. A ideia aqui é “cercar” o adversário (é quando os caras gritam “só cerca, só cerca”, sabe?).

Você vai ficar na frente do rival para não deixá-lo passar por você e nem chutar a gol. Se ele tocar a bola, você foi bem sucedido. Por quê? Pense: se todos do seu time fizerem isso, vocês não tomarão gol.

Agora, se você der o bote no tempo errado, o adversário vai passar por você e terá o caminho livre. Aí é abraço! E a culpa vai ser sua.

4# Morra com dignidade na defesa (ou no gol)

Futebol da turma? Provavelmente você não tem mais o mesmo físico da sexta série, quando jogava bola no recreio, né? Então vai cansar. Possível que nos 10 minutos iniciais já esteja pensando na cerveja. Natural.

Mas só considere isso: descanse na defesa. Se você descansar no ataque, desfalcará absurdamente o time.

Não aguenta mais respirar, precisa morrer? Morra dignamente no gol, cara!

— ATACANDO SEM A BOLA —

futebol-el-hombre

Quando seu time estiver com a bola, mesmo que ela não esteja em seus pés, você tem função determinante na jogada: se apresentar para o passe ou puxar a marcação.

Vamos lembrar que estamos falando de salão e society, então se você se anular, seu time contará com um jogador a menos, o que vai prejudicar demais.

5# Pare de se esconder, hômi!

A primeira coisa que você precisa considerar quando seu time estiver atacando e você não estiver com a bola: não esteja no mesmo espaço que um outro jogador do seu time. Se você fizer isso, o cara da bola terá apenas uma opção de passe, em vez de duas.

Então é preciso que você observe a movimentação de sua equipe. Olhe a todos e perceba os espaços livres. Avistou algum? É ali que você tem que estar.

Ah, e nunca – nunca – se esconda no jogo. Seja sempre uma opção para seus companheiros. O jogador que se anula é a pior espécie em quadra. Já ouviu alguém dizer: “tá em choque?”. É tipo isso…

Se você estiver sem confiança, lembre-se: se destaque na marcação e ganhará moral.

6# Se remexa muito!

Futebol de salão e society é muito dinâmico – quanto mais o time se movimenta, mais o jogo flui.

Quando você estiver com a bola na defesa, o ideal é que toque e rapidamente se movimente para outro espaço da quadra. Fazendo isso você deixa livre a parte que estava habitando (quase criando raiz, porque não aguenta mais correr) para que outro jogador do seu time venha buscar jogo, confundindo a marcação e dando dinâmica à jogada.

Agora, se você estiver no ataque, não fique parado. Jamais. Assim será um peso morto. Busque jogo. Corra em direção ao seu próprio campo para dar opção de passe (quando alguém falar “quebra”, é isso que quer dizer). Se não tocarem para você, mais uma vez: não fique parado. Procure continuar com a movimentação (escolhendo os espaços livres) para ser uma opção de passe.

Sim, isso vai cansar. Bastante! E quando acontecer, converse com algum parceiro de equipe que esteja mais descansado para que ele faça o papel de movimentação na frente. Aí não tem jeito: você vai precisar recuperar o fôlego na zaga.

— ATACANDO COM A BOLA —

futebol-turma-4-el-hombre

Ficar com a bola nos pés é o objetivo de muitos e o terror para tantos outros. Isso vai variar conforme o seu nível de futebol. De qualquer forma, essa, geralmente, é a grande graça do jogo e onde está reservada a parte da criação – que, convenhamos, é o que encanta!

7# Jogue seguro

Se você não for lá um cara muito técnico, faça o básico: toque de lado e se movimente. Ou seja, o mais importante é: jogue seguro!

Muitos pensam que o pior erro no futebas é perder um gol na cara. Mas não – ledo engano! O pior erro é perder a bola na zaga e oferecer o gol ao adversário. Não seja esse cara. Se seus companheiros não tiverem confiança em você, não vão passar a bola – e você será um peso morto.

Jogando seguro, isso não acontecerá.

Agora, se você for um cara mais técnico pode ousar, afinal, se ninguém ousa dificilmente sairá gol. Só tome cuidado para não ser o mala fominha – o que nos leva ao próximo tópico.

8#Desapega!

Um time dinâmico funciona melhor do que outro que tem um funcionamento mais lento, como já falamos. Futebol é toque rápido: um, dois, pá, pum, passou, correu, chutou.

Portanto, não se demore muito com a bola nos pés. Como falamos, mesmo que você seja o cara da armação, não exagere na hora de ficar pensando a jogada. Isso vai truncar todo o time e facilitar a marcação adversária.

Sabe aqueles caras que recebem a bola do goleiro e ficam um minuto com ela nos pés se achando o Alex esperando para armar a jogada (como se o Alex pasmasse assim)? Insuportáveis! Mesmo a habilidade tem de ser usada em momentos rápidos e objetivos, e do meio para frente.

Lembre-se: futebol é um esporte coletivo. O objetivo não é você brilhar (por mais que você teime nisso).

9# Dica extra: ignore os malas

Independente de onde você for jogar, tenha certeza: haverá os malas. Sabe aqueles caras que não param de falar, reclamam com todos do time e conseguem fazer com que o que era para ser divertido se torne um pesadelo? Então, minha dica: ignore-os. Deixem falar o quanto quiserem e faça o seu jogo como entender seja melhor.

Na hora pode não ser tão fácil quanto soa agora – mas é isso ou ficar batendo boca como cara. Se bem que essa também é outra opção.

Só tenha certeza de uma coisa: os malas estarão por lá.