Airbnb para maconheiros: agora é possível ficar em hospedagens legalizes no Colorado

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Parcerias

Você deve conhecer o Airbnb. Se não, aqui vai um ligeiro resumo: é um serviço online de hospedagem em que as pessoas disponibilizam suas casas para alugar, geralmente para temporadas, para turistas do mundo todo.

Se você tem um espaço dando sopa em sua residência, por exexmplo, pode cadastrar no site e ganhar uma graninha recebendo viajantes.

E se você está indo curtir o mundo e não quer ficar em hotel ou pousada, pode visitar a página, procurar a residência de alguém que pareça legal, que tenha gostos semelhantes aos seus, e se hospedar por ali.

Boa ideia, não? Pois agora a ideia ficou ainda mais interessante.

Aproveitando a onda de legalização da maconha nos Estados Unidos, o pessoal resolveu criar o TravelTHC, que é tipo um Airbnb para maconheiros. O serviço disponibiliza casas no Colorado, em algumas partes de Washington e em breve no Alasca e no Oregon, lugares em que o uso recreativo da erva foi liberado.

O serviço foi lançado no começo do ano passado com o nome de AirTHC, mas agora que está começando a engrenar mesmo, ao que tudo indica.

maconha

Mas aí você pensa: “Oras, se a maconha é legalizada no estado eu posso me hospedar num hotel qualquer e fumar.” Pois aí é que não. Apesar da coisa ter se tornado legal, ainda não rola fumar em locais públicos e nem nos hoteis – é contra a lei.

Logo, o TravelTHC é um sonho muito útil!

O co-fundador do negócio Greg Drinkwater disse como surgiu a ideia:

“A ideia veio quando eu estava conversando com uns amigos num pub em Denver. A maconha recreacional foi legalizada recentemente no estado, mas as regras excluem as pessoas de fumar em locais públicos e na maioria dos hoteis. Havia uma lacuna evidente de hospedagens amigáveis para pessoas que fumam maconha – então nós preenchemos essa lacuna.”

Preencheram e pode ter certeza que as pessoas preencherão as casas.

O valor das diárias variam entre US$ 80 e US$ 1000 – fora o dinheiro da maconha. Se bem que, caso não tenha um beque, não deve ser difícil encontrar um nessas hospedagens – afinal, maconha se compartilha.

Há lugares bem simples e lugares bastante sofisticados, com vista para montanhas, jacuzzis, salões de jogos, jardins e etc. Opções variadas para todos os gostos.

Se você curtiu pode seguir os caras no Facebook, onde estão sempre postando notícias sobre o mundo da erva.

E se realmente curtiu, pode começar a juntar dinheiro, porque as férias estão logo aí.