fbpx
sexta-feira, julho 19, 2024
InícioEntretenimentoEsportesApós 100 anos, você poderá novamente nadar no rio Sena, em Paris

Após 100 anos, você poderá novamente nadar no rio Sena, em Paris

Imagina como seria incrível, numa manhã ensolarada de domingo, poder nadar nas águas do Rio Pinheiros ou do Rio Tietê — caso elas fossem limpas e seguras. Em breve, os parisienses poderão fazer exatamente isso no Rio Sena. Segundo uma reportagem da CNN Internacional, Paris está nos últimos passos para eliminar a poluição do seu icônico rio, que será usado para as provas aquáticas dos Jogos Olímpicos 2024, sediado na capital francesa. Aqui está o link para a matéria original em inglês da CNN. Para quem prefere ler em português, fizemos a tradução aqui no El Hombre. Vale a leitura.


[CNN] Paris planeja fazer do Sena o destaque dos Jogos Olímpicos de 2024, com esforços de longo prazo para limpar o rio permitindo que eventos de natação ocorram em suas águas. Quando a capital francesa sediou seus primeiros Jogos Olímpicos em 1900, as competições de natação aconteceram no rio. Parisienses costumavam se banhar no Sena em séculos passados, até que foi proibido em 1923 devido à poluição.

Mas agora, os esforços de limpeza, que começaram em 2018 como parte do que é conhecido como o “Plano de Natação”, estão se concretizando, e as autoridades locais dizem que os moradores poderão fazer uso do rio novamente como parte do legado das Olimpíadas, que está retornando à capital francesa após 100 anos.

A cerimônia de abertura, que tradicionalmente ocorre dentro do estádio olímpico da cidade-sede, acontecerá no rio, com pelo menos 600 mil pessoas esperadas para assistir das margens, segundo os organizadores. Em seguida, várias provas acontecerão no rio durante os Jogos Olímpicos.

“Nos Jogos Paris 2024, os atletas inaugurarão a natação no rio com os eventos olímpicos. É uma retomada que abrirá caminho para o lazer aquático”, diz um comunicado da prefeitura de Paris publicado em 10 de julho.Obras sob o plano de 1,4 bilhão de euros (7,8 bilhões de reais) para limpar o Sena estão em andamento há anos, mas os Jogos Olímpicos tiveram um efeito acelerador.

Duas unidades de desinfecção nas estações de tratamento de águas residuais, administradas pelo serviço público de saneamento da região de Paris, estarão operacionais a partir deste trimestre, e estruturas que ajudarão a melhorar a qualidade da água, como um reservatório de água da chuva, estão em construção. O reservatório reterá água da chuva e a liberará gradualmente na rede de esgoto, evitando poluição quando o esgoto transborda durante períodos de chuva.

De acordo com o chefe dos serviços de limpeza de água de Paris, Nicolas Londinsky, reduzir o principal tipo de poluição no Sena — poluição bacteriana das águas residuais — antes mesmo de atingir o rio é a prioridade.

A cidade obrigou os proprietários de barcos ancorados ao longo do Sena a se conectarem à rede de esgoto de Paris, evitando descargas diretas na água. As autoridades também trabalharam para corrigir a má instalação de encanamentos em toda a cidade, que em alguns casos viu águas residuais serem bombeadas para bueiros.

E os esforços existentes já melhoraram a qualidade da água. Análises realizadas no início de junho mostraram “resultados excelentes” em conformidade com a regulamentação europeia, de acordo com a prefeitura. Os testes nas partes do rio que serão usadas para eventos olímpicos atenderam aos padrões 91% do tempo entre 20 de julho e 11 de agosto de 2022.

Isso permitirá que eventos de natação em águas abertas, paratriatlo e triatlo ocorram perto da ponte Alexandre III.

Natação pública

A partir de 2025, o público poderá nadar no Sena em três locais de banho: Bras Marie, Bras de Grenelle e Bercy, segundo a prefeitura. “As áreas de natação serão delimitadas por bóias e um pontão para acesso, com espaços para trocar de roupa, tomar banho e guardar seus pertences no cais”, disse em um comunicado. Além disso, cerca de 20 outros possíveis locais de natação foram identificados na grande região de Paris.

No entanto, o clima tempestuoso ou mudanças locais na qualidade da água significam que garantir a natação no Sena todos os dias durante os meses de verão é quase uma impossibilidade, disse o oficial de água da cidade, Londinsky. E alguns moradores disseram à afiliada da CNN, BFMTV, que ainda têm dúvidas sobre entrar na água.

“Eu não vou nadar, não agora, nem em dois ou três anos”, disse uma mulher em um vídeo. “Olhe para a cor, não sabemos o que tem ali.” E um homem disse que ainda havia “coisas estranhas” flutuando no rio. “Eles realmente precisam fazer uma limpeza adequada rio acima”, ele disse.

Mas a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, disse à CNN que o plano também faz parte de esforços mais amplos para adaptar a cidade a desafios futuros. “O que pretendemos com essa limpeza do Sena é a adaptação da cidade às mudanças climáticas”, disse ela. “O Sena é um corredor de biodiversidade e uma fonte para se refrescar no verão”, disse Hidalgo, acrescentando que o número de espécies de peixes aumentou – devido à limpeza – de duas para mais de 30 nos últimos anos.

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira
Fundador e editor-chefe do "El Hombre" e do "Moda Masculina". Adora jogar tênis, ler livros e passear com seus pets.