Bugatti Chiron é revelado com 1500 cv e velocidade limitada a 420 km/h

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Vídeos

Finalmente chegou o dia tão aguardado. Há tempos que o burburinho sobre o sucessor do Veyron, o Bugatti Chiron, está circulando os papos de bar dos apaixonados por carros. E agora não há mais segredos.

A montadora revelou ontem seu novo bólido no Salão de Genebra, que logo se tornou a estrela do evento – e, senhores, que máquina!

Se alguns estavam preocupados, com dúvidas se o novo carro conseguiria manter a qualidade do Veyron – por muitos considerado o bólido a ser batido no mundo dos supercarros – essas preocupação certamente já foram amenizadas.

Comecemos pelos números absurdos. O Bugatti Chiron é animado com um gigantesco motor 8.0 W16 que gera os prometidos 1500 cv (alguns sites têm falado em 1520, mas a informação da página oficial da máquina crava 1500).

O torque é de 163 kgfm entre 2.000 e 6.000 rpm, que o faz alcançar os 100 km/h em ridículos 2,5 segundos, os 200 km/h em 6,5 segundos e os 300 km/h em 13,6 segundos.

Tudo é gerenciado por uma transmissão automatizada de dupla embreagem com sete marchas.

Por questões de segurança, os caras tiveram que limitar eletronicamente a velocidade do bólido em 420 km/h. Uma pena, não? Mas o velocímetro está lá marcando os 500 km/h. No entanto, parece que o Chiron não encontrará muita dificuldade em superar o recorde de carro mais veloz do mundo que atualmente pertence ao Venom GT, com 435,3 km/h. 20160301151327512978u

Quanto ao desing, que espetáculo! O Chiron traz o DNA do seu antecessor, uma aposta segura da montadora para agradar aos apaixonados pelo Veyron. Pequenos detalhes nos farois deixaram o carro com um aspecto mais agressivo.

Mas o grande destaque do exterior fica para o lindo desing compõe a vista lateral do carro, que dá a impressão de separá-lo em duas grandes partes em um arco em “C”, que muitos chamam de “Bugatti Line”. Essa estrutura também atua na aerodinâmica do carro, canalizando o ar para o super motor.

Internamente o carro também é de fazer suspirar. Tudo é feito de fibra de carbono, alumínio ou couro. Não é acaso que os caras querem liderar não apenas em potência, mas também em luxo. O Chiron pretende alcançar um patamar de luxuosidade que nenhum supercarro jamais alcançou.

Isso tudo fez a máquina ter um precinho bem salgado: €2.4 milhões – o que dá cerca de R$ 10,3 milhões. A produção do carro, que começará em outubro, será de apenas 500 unidades e a empresa informou que 150 Chirons já foram vendidos.

E aí, poupou a grana para esse dia?

2018-bugatti-chiron-11_800x0w

2018-bugatti-chiron-12_800x0w

2018-bugatti-chiron-13_800x0w

2018-bugatti-chiron-3_800x0w

2018-bugatti-chiron-15_800x0w

2018-bugatti-chiron-18_800x0w 2018-bugatti-chiron-26_1600x0w

2018-bugatti-chiron-28_1600x0w 2018-bugatti-chiron-25_1600x0w

2018-bugatti-chiron-31_1600x0w

2018-bugatti-chiron-30_1600x0w

2018-bugatti-chiron-35_800x0w

2018-bugatti-chiron-34_800x0w

2018-bugatti-chiron-37_800x0w

2018-bugatti-chiron-36_800x0w

*Imagens da topspeed.com