Chinelo slide masculino: como usar?

Nos meses de calor, o chinelo é um dos melhores amigos do homem. Nada melhor do que dar um refresco aos pés em dias quentes. O chinelo de dedo é um clássico nacional, que funciona muito bem em looks de bermuda e camiseta para relaxar no fim-de-semana. Mas tem outro modelo que, recentemente, virou tendência no universo masculino: o chinelo slide.

O QUE É CHINELO SLIDE?

Lembra aquele chinelo de borracha com tira horizontal, no peito do pé, que fez muito sucesso nos anos 1990? É dele mesmo que estamos falando. O seu ponto forte é o conforto. Fica uma delícia nos pés. E, se você souber usá-la na hora certa, pode também agregar muito ao seu look.

Praticamente toda marca entrou nessa tendência. A começar pelas esportivas – tipo Nike, Adidas e Fila. Mas as grifes fashion, tanto brasileiras quanto internacionais, também decidiram lançar seus modelos de chinelo slide. Para ficar em alguns exemplos? Ellus, Colcci, Lacoste, Reserva, Diesel… E, claro, a Rider também, que é um ícone quando o assunto é slide.

COMO USAR CHINELO SLIDE?

Com tantas marcas desenvolvendo seus slides, era de se imaginar que vários modelos de natureza distinta surgissem. Então há várias maneiras de incorporar a peça ao seu visual. Como essas aqui:

1# Urbano – O chinelo slide é um símbolo do streetwear. Então combiná-lo com peças como camiseta longline, bermuda de moletom e calça jogger fica bem interessante.

2# Esportivo – Nada como relaxar depois do exercício trocando o tênis por um chinelo. Sendo o slide confortável e de borracha, portanto fácil de lavar, é a opção perfeita para usar com roupas de esporte, seja depois ou antes do exercício.

3# Casual – Tá afim de relaxar de bermuda e camiseta? Ou, de repente, uma camisa de linho, que refresca bastante? O chinelo slide pode se encaixar bem no visual, substituindo o tênis.

Algumas pessoas gostam de usar o chinelo slide com meia junto. Mas honestamente? O resultado fica um pouco exagerado. Se você fizer o tipo fashionista, pode mandar bala. Caso contrário, é melhor evitar, porque a chance de dar errado é grande.

VÍDEO EM DESTAQUE