Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola

Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola?

Muitos empreendedores bem-sucedidos abriram seu primeiro negócio quando ainda estavam na escola. Nem sempre o projeto vingou, mas foi algo que os preparou — como uma espécie de treinamento — para criar uma grande empresa depois.

Quanto antes começamos a trilhar o caminho para conquistar nossos objetivos, melhor. Não é preciso (e nem aconselhável) que sacrifiquemos nossas juventudes em busca do sucesso. Porém, é sempre uma boa ideia darmos início cedo ao ato de plantar os frutos que um dia pretendemos colher.

E como fazer isso? Hoje reunimos 4 dicas importantes.

1# PRIORIZE OS ESTUDOS

Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola

Talvez isso pareça contraprodutivo, mas é justamente o contrário. A sua prioridade deve ser estudar, porque sem a base adequada de conhecimento, é improvável que uma carreira (ou um negócio) vá para a frente.

No início, plante a sementinha. Reserve algumas horas de seu dia para o business. Você terá a oportunidade de se dedicar mais a ele depois que se formar.

As aulas de matemática são essenciais, porque ter domínio dos números ajuda bastante os empreendedores em duas questões primordiais. Em primeiro lugar, nas finanças da empresa. Em segundo, na análise de dados.

E, é claro, as aulas de português são cruciais porque lhe ensinarão a comunicar as suas ideias com clareza, entre outras coisas.

Em um panorama geral, ter uma boa base educacional nos deixa mais inteligentes e, por consequência, inspira confiança nos outros. Esse é o tipo de perfil (e de imagem) que atrai clientes e financiadores em potencial.

2# CRIE UM PLANO DE NEGÓCIOS REALISTA

Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola

Para começar um negócio, você precisa de uma ideia boa e realista, acima de tudo. Ambição e planejamento devem andar juntos.

Talvez você se sinta tentado a buscar algo que lhe renda um lucro fácil, mas não se iluda. Quando um negócio faz sucesso do dia para a noite, depois ele tomba da noite para o dia. Desenvolver uma estrutura é fundamental

O ideal é buscar algo que desperta alguma paixão sua. É o senso de propósito — muito mais do que os lucros — que faz com que permaneçamos motivados diante das adversidades.

Portanto, faça uma lista de seus principais hobbies e interesses. Depois, pense em uma maneira de transformá-los em um negócio que lhe renda dinheiro.

Ao criar seu projeto, pense em diversos aspectos: o mix de produtos, o público que pretende conquistar, seu orçamento, plano de divulgação e assim por diante. Quanto mais detalhes, melhor.

3# DESENVOLVA SEU CONHECIMENTO TÉCNICO

Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola

Além da escola, você deve também desenvolver seu conhecimento técnico dentro do universo em que pretende atuar. Algumas ideias? Cursos presenciais ou online; seminários; webinários; workshops; palestras; livros; e todo tipo de material relativo ao business em questão.

E mais do que isso: busque coisas voltadas para o próprio mundo dos negócios. Gestão, contabilidade, marketing, etc.

Fora isso, leia o quanto puder sobre estes assuntos. Procure biografias ou autobiografias das figuras mais importantes da área no qual deseja se destacar, e tire delas o que for possível. Sites, canais no YouTube e revistas de negócios são úteis, também.

Lembre-se, ainda, de dar a devida atenção às redes sociais. Elas são uma ferramenta essencial para divulgar o seu trabalho e expandir o seu networking, encontrando mentores, clientes e sócios em potencial.

4# CULTIVE SEU NETWORKING

Como abrir um negócio enquanto ainda estou na escola

Há muitas pessoas que já atingiram certo grau de sucesso — e que estão dispostas a transmitir os conhecimentos, as lições e os insights que acumularam durante a sua jornada.

Estas são as pessoas que poderão lhe oferecer conselhos, treinamento e oportunidades. Cabe a você buscá-las.

Conectar-se com os outros estudantes é algo bastante útil.

Em primeiro lugar, você poderá encontrar um sócio ou um colaborador. Muitas startups, na verdade, foram iniciadas depois que seus idealizadores se conheceram no ambiente escolar.

E, ainda que decida seguir seu rumo sozinho, pode pedir a ajuda de seus colegas para responder as seguintes questões, como pesquisa de mercado:

  1. Você utilizaria o serviço que estou oferecendo?
  2. O que faz com que este seja desejável?
  3. Quais as mudanças que você faria?

A partir disso, você terá uma excelente base para julgar os interesses e as inclinações de seus clientes em potencial.