Como desenvolver um mindset de sucesso em 7 passos

É comum fazermos a nós mesmos a seguinte pergunta: o que diferencia uma pessoa de sucesso de uma pessoa que não consegue alcançá-lo?

Seriam características ou comportamentos inatos? Seriam determinadas habilidades ou talentos herdados de antepassados? Seria apenas questão de sorte? Ou qualquer outra coisa que somos incapazes de detectar?

De maneira alguma, diriam os especialistas. E acrescentariam de modo enfático: o nosso sucesso é devido, em grande parte, ao modo como pensamos, como agimos e como encaramos as mais diversas questões, entre elas o conhecimento, o aprendizado e o esforço.

Ou, em outras palavras, o indivíduo próspero não é necessariamente aquele inserido em um certo contexto — contexto este repleto de fatores positivos –, mas uma pessoa dotada de um arsenal de atitudes inteligentes e que possui a capacidade de responder a diversas situações, independentemente do grau de dificuldade nelas presente.

Está interessado em desenvolver um mindset de sucesso que aumentará – e muito! – as suas chances de alcançar a prosperidade? Permaneça conosco e aprenda a dar o passo inicial com as dicas que separamos. 

1# DÊ ADEUS AO CONFORMISMO

Muitos partem do pressuposto de que nascemos de uma certa maneira e que, bem, é isso o que temos para hoje.

Não seja uma dessas pessoas. Esteja ciente que, através do esforço e da perseverança, é possível expandirmos nosso intelecto, desenvolvermos nossos talentos, aperfeiçoarmos nossa personalidade e superarmos obstáculos.

O treinamento é imprescindível para o refinamento gradual do caráter e comportamento individuais, e este refinamento pode ser encarado como uma progressão de estágios que nos conduzem aos nossos mais preciosos ideais.

Ou, como diria Epicteto, um dos mais célebres representantes do Estoicismo: “Os nossos desejos e as nossas aversões, apesar de poderosos, não passam de hábitos. E nós temos a opção de treinar para ter hábitos melhores”.

2# SAIBA LIDAR COM OS DESAFIOS E COM AS ADVERSIDADES

Em vez de alimentar o sentimento de frustração que tende a nos tomar todas as vezes em que acreditamos que falhamos em determinada questão, busque encarar as adversidades que se colocarem em seu caminho como um estímulo para desenvolver a sua criatividade e para despertar em você uma nova capacidade de surgir com soluções inovadoras.

Não divida as coisas em termos de êxitos e derrotas, mas tente vê-las sempre sob uma luz mais positiva. Os obstáculos que ultrapassar o ajudarão a crescer e a se tornar alguém melhor.

Ou, como colocou Epicteto, “não podemos escolher as circunstâncias externas das nossas vidas, mas podemos escolher a maneira como reagimos a elas”.

Nem todos os eventos estão sob seu controle. As dificuldades aparecerão, e é necessário que as encaremos como oportunidades para voltarmos para dentro de nossas próprias pessoas e recorrermos a nossos recursos interiores ocultos ou mesmo desconhecidos. Sair da sua zona de conforto revelará quais são as suas forças.

3# ASSUMA O COMANDO, MAS ACEITE QUE CERTAS COISAS NÃO ESTÃO SOB SEU CONTROLE

A mais alta dose de autodomínio é esencial para levá-lo a assumir o controle no intuito de se certificar de que certas coisas aconteçam. Não se limite a esperar que as coisas boas ocorram, mas demonstre força de vontade e determinação, recusando-se a deixar que a sorte se encarregue de tudo.

No entanto, é importante que tenha em mente o fato de que certas coisas não estão sob nosso controle. Se você acreditar que possui o mais completo domínio sobre uma série de coisas que estão naturalmente fora do seu controle, você acabará se frustrando.

Novamente nas palavras de Epicteto, “apenas depois de aceitarmos esta regra fundamental e termos a capacidade de distinguir entre aquilo que podemos e aquilo que não podemos controlar é que a serenidade interior e a eficácia exterior tornam-se possíveis”.

4# NUNCA INTERROMPA SEU PROCESSO DE APRENDIZADO

Referindo-se ao seu ofício, a escritora brasileira Lygia Fagundes Telles disse: “A arte é uma busca e a marca constante dessa busca é a insatisfação… Na hora em que o artista botar a coroa de louros na cabeça e disser ‘Estou satisfeito’, nessa hora mesmo ele morreu como artista”.

Nesse sentido, a vida não é muito diferente da arte. No instante em que acreditamos que já  aprendemos tudo o que temos para aprender e que já temos todas as respostas, somos tomados por uma imobilidade preocupante.

Mantenha sempre a sua mente aberta, fresca e desprovida de preconceitos. 

5# MANTENHA-SE CERCADO DE INFLUÊNCIAS POSITIVAS

Diz-se que costumamos ser uma média das cinco pessoas com quem passamos a maior parte do nosso tempo, e se você pensar em si próprio provavelmente verá que, apesar de parecer extravagante, essa afirmação é surpreendentemente precisa.

Eu não pretendo sugerir que você se mantenha cercado de “boas influências” no sentido usual do termo em questão, mas de influências positivas cujos valores, princípios e senso ético estejam de acordo com os seus ou com aqueles que desejaria assimilar.

Lembro de ter sugerido a um amigo que estava passando por um momento difícil que se cercasse de pessoas racionais (pois a racionalidade não era o forte dele) que ressaltassem as suas melhores qualidades e o ajudassem a seguir o caminho que melhor se adequasse aos seus propósitos futuros.

Faço a mesma sugestão ao leitor.

6# CELEBRE OS SUCESSOS ALHEIOS

Quando estamos realmente felizes e satisfeitos com as nossas próprias vidas e sentimos orgulho e gratidão pelas nossas conquistas, temos muito mais facilidade de sentirmos (e expressarmos) contentamento diante das conquistas alheias.

Reconhecer e apreciar os êxitos daqueles que estão ao nosso redor nos ajuda a abandonar todos os sentimentos de amargura, de inveja e de ressentimento e faz com que foquemo-nos nas coisas boas que nós também obtivemos.

7# VIVA O MOMENTO PRESENTE

Qualquer pessoa que já projetou suas expectativas ou seus temores no futuro sabe muito bem que, exceto em raríssimos casos, acabamos nos deparando com as mais deploráveis frustrações e desapontamentos.

Mesmo no melhor dos casos, teremos desperdiçado um longo tempo que poderia ter sido empregado em coisas muito mais úteis.

Concentre-se inteiramente no presente, sabendo que a melhor preparação para o futuro consiste em formar bons hábitos pessoais.

Nada mais justo do que encerrarmos com mais uma das pérolas de Epicteto: “Mantenha o rumo com bom ou mau tempo. Seja o que for que aconteça ao seu redor, faça o melhor que estiver ao seu alcance e aceite o resto como vier”.

VÍDEOS EM DESTAQUE