fbpx
domingo, junho 16, 2024
InícioAtitudeDesenvolvimento PessoalTreine o cérebro para melhorar sua concentração com 8 dicas

Treine o cérebro para melhorar sua concentração com 8 dicas

O que dizer sobre a concentração?

Bem, poderíamos começar afirmando que ela é importante até mesmo para uma partida de Mario Kart.

A capacidade de se concentrar é imprescindível. Seja no trabalho, nos estudos, em um jogo de tênis ou mesmo em uma partida casual de War com os amigos, a concentração é essencial. Mas o grande número de estímulos externos aos quais estamos expostos, assim como a ansiedade generalizada que caracteriza nossos dias, a inviabilizam.

Quando nos concentramos, somos capazes de tirar o melhor de nós mesmos, realizando nossas funções da maneira mais efetiva possível. Nesse texto, mostraremos alguns dos meios mais simples e satisfatórios através dos quais a concentração pode ser obtida.

1# FAÇA PLANOS COM ANTECEDÊNCIA

Planeje suas ações antes de colocá-las em prática. Ter uma agenda é algo muito efetivo e possivelmente o impedirá de se distrair com outras coisas. E, para dar um passo adiante, trace também metas e objetivos, criando também uma lista de tarefas, conforme ensinamos nesse texto do site.

2# CUIDADO COM A TECNOLOGIA

Por mais útil que a tecnologia nos seja em determinados casos, ela tende a nos dispersar e a nos distrair.

E de que maneira podemos nos livrar de seus efeitos negativos? A possibilidade mais interessante consiste em limitar suas atividades, conferindo alguns horários específicos a elas.

Um exemplo? Cheque suas redes sociais só três vezes por dia. E, de preferência, mantenha as notificações no silencioso no horário de trabalho ou estudo. Se alguém tiver qualquer coisa urgente para falar com você, pode ficar tranquilo que ela vai ligar.

3# FAÇA PEQUENAS PAUSAS

Fazer pausas a cada meia hora ou quarenta minutos pode ser algo efetivo quanto tratamos de trabalho ou dos estudos. Isso vai te dar energia para você manter o foco total nas horas seguintes.

4# BUSQUE A PRIVACIDADE

Toques de telefone. Batidas na porta. Pessoas conversando sobre assuntos alheios àquele em que você está procurando se concentrar. Tudo isso pode atrapalhá-lo enormemente, causando o desaparecimento das ideias que se formavam em sua mente. Por isso a privacidade é uma aliada sua.

5# MAS SE ACOSTUME A AMBIENTES CONTURBADOS

Infelizmente, você não estará sozinho em uma biblioteca silenciosa sempre que precisar. Portanto, é conveniente nos esforçarmos para nos acostumar com um ambiente agitado e pouco propício à atividade mental. Ser capaz de ler um texto em uma sala apinhada é um talento muito útil.

6# POLICIE A SI MESMO

“A criatividade exige a solidão”, dizia a poeta Mary Oliver. No entanto, embora sejamos interrompidos com frequência por outras pessoas, é igualmente comum – isso se não for mais comum – que interrompamos a nós mesmos.

E no que pensamos? Que precisamos marcar uma consulta no médico, que o aniversário de alguém está chegando, que temos que comprar chocolate em pó no caminho de volta para casa… Quando seus pensamentos viajarem dessa maneira, se esforce para colocá-los de volta no caminho certo.

7# A MÚSICA PODE AJUDAR NA CONCENTRAÇÃO

Ou atrapalhar. Algumas pessoas estudam, trabalham ou dirigem melhor ouvindo música – em especial música clássica – mas outras sentem que isso as prejudica. Nesse sentido, cabe a cada um encontrar o seu próprio caminho.

8# DURMA DIREITO, SE ALIMENTE BEM E SE EXERCITE

Por mais desnecessário que esse item possa parecer, é impraticável falar de concentração sem levá-lo em conta. É raro conseguirmos nos focar sem dormirmos cerca de oito horas por dia e sem seguirmos uma dieta saudável. Fora isso, pesquisas indicam que o exercício físico regular aumenta a capacidade de concentração de uma pessoa.

LEITURAS RECOMENDADAS

Matérias do El Hombre relacionadas ao assunto que você pode gostar também:

Inscreva-se no canal do El Hombre no YouTube para vídeos diários de estilo, lifestyle e desenvolvimento pessoal.

Camila Nogueira Nardelli
Camila Nogueira Nardelli
Leitora ávida, aficcionada por chai latte e por gatos, a socióloga Camila escreve sobre desenvolvimento pessoal aqui no El Hombre.