Como pedir uma mulher em casamento?

Ao dar início a um texto sobre casamento – ou, mais especificamente, sobre os meios de fazer uma proposta de casamento – devemos alertá-lo para o básico: case-se somente pelos motivos certos.

E quais seriam os motivos certos? Em nossa opinião, uma ternura especial pela pessoa com quem está envolvido, um forte desejo de permanecer ao seu lado (não necessariamente para sempre, mas pelo máximo de tempo possível) e a certeza de que seus temperamentos, personalidades e preferências pessoais, ainda que entrem em conflito de tempos em tempos, não virão a causar grandes aborrecimentos a nenhuma das partes.

Portanto, se estiver pensando em casar por tédio, impulso, ambição, obrigação ou mera conveniência – e tome cuidado: muitas vezes confundimos tais coisas com amor – pense duas vezes antes de ler esse texto. Dito isso, vamos pensar, agora, em como fazer a proposta perfeita.

LEVE EM CONSIDERAÇÃO A PERSONALIDADE DELA (E A SUA TAMBÉM)

Coisas que se adequam à vasta maioria dos seres humanos podem não se adequar a você, a ela ou a ambos. Por mais valiosas que possam ser as orientações que receber de amigos, parentes ou conhecidos, elas não devem ser seguidas cegamente, mas adaptadas de modo sutil às circunstâncias e às personalidades dos envolvidos.

Vamos dar um exemplo.

Certas mulheres gostariam de ser pedidas em casamento em meio à multidão, com você ajoelhado e as pessoas observando, comentando e admirando a cena. Para outras, cenas desse tipo seriam um pesadelo.

como pedir uma mulher em casamento

Como diferenciá-las? Conhecendo o básico a seu respeito. Se a sua namorada for tímida, é preferível pedi-la em casamento com discrição. Se, por outro lado, for o tipo romântico e não se sentir facilmente incomodada com olhares ou comentários, você pode levar essa ideia em conta. Em suma, apenas tome cuidado para não fazê-la ter um ataque de pânico em um dia que deveria ser bastante especial.

Mas não pare por aí. Analise também as suas próprias limitações. Se você for tímido, como dará conta de um espetáculo público? Se vocês forem relativamente semelhantes em termos de gostos e preferências, sua tarefa será mais fácil. Se forem muito diferentes, será necessário encontrar um meio-termo, ou, em outras palavras, uma situação que não seja constrangedora a ninguém.

RELAXA, NÃO PRECISA FICAR NERVOSO

Sejamos honestos, ok? Os pedidos de casamento são importantes, mas não precisam ser superestimados.

Se vocês se amam e têm uma relação amadurecida, é 99% de certeza de que ela vai aceitar, independente de como você fizer o pedido. A questão aqui é simplesmente fazê-la se sentir especial.

Assim sendo, controle os seus nervos, não se sinta particularmente pressionado e não se desespere.

Agir com o máximo de perfeição não é necessário, e nem mesmo recomendável. No final, o que conta é sempre o sentimento que rege o relacionamento

Se a sua namorada estiver apaixonada por você, como esperamos que esteja, um pedido mais simples – ou mesmo um pedido ligeiramente desastrado – poderá ser encantador.

A SIMPLICIDADE SEMPRE FUNCIONA BEM 

A mais preciosa das declarações amorosas é aquela feita com simplicidade e sinceridade. Você não precisa necessariamente criar uma atmosfera fora do comum, mas apenas transmitir o que sente de maneira terna e direta.

Não pense em coisas demasiadamente excêntricas, como em uma visita ao aquário, onde mergulhadores seriam instruídos a erguer, em meio à multidão e aos pinguins um cartaz contendo um pedido.

Apenas planeje um momento favorável e faça o seu pedido. Diga algo sutil, que a faça sorrir de leve, corar e sentir-se ao mesmo tempo satisfeita, um pouco espantada e envergonhada.

como pedir uma mulher em casamento

APROVEITE O MOMENTO CERTO

Mesmo que você passe horas a fio planejando o seu pedido, o momento mais favorável – aquele em que ambos se sentem particularmente amorosos, carinhosos e satisfeitos com o seu relacionamento – pode chegar de maneira súbita.

Nesse caso, talvez você não possa colocar em prática o plano previamente estabelecido, mas o melhor será fazer uma rápida mudança estratégica e aproveitar a sua oportunidade.

EVITE CLICHÊS, A NÃO SER QUE SEJAM ESPONTÂNEOS

Enquanto clichês rigorosamente planejados e executados tendem a ser desnecessários (e por vezes até constrangedores), há uma exceção: os clichês inteiramente impulsivos têm a capacidade de ser impactantes e encantadores.

Tipo, sei lá, pedi-la em casamento durante um passeio de carruagem pelo parque.

Evite os primeiros, aceite os segundos quando a ocasião surgir. Ou, se necessário, planeje com antecedência momentos clichês que pareçam ter surgido de um impulso súbito. Mas só o faça se for um ator suficientemente competente.

INSPIRE-SE EM ALGUM MOMENTO DA SUA RELAÇÃO

Todos os relacionamentos possuem pequenas recordações, mementos e lembranças que, utilizadas no momento certo, podem obter um bom efeito. Lembre-se do que há de único na sua ligação e faça uso disso.

VÍDEO EM DESTAQUE