Números e curiosidade sobre a Copa das Confederações

A Copa das Confederações, um teste de luxo para a Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo, começou hoje com um resultado animador: uma vitória de 3×0 sobre o Japão. Ao longo do torneio, veremos um futebol de alto nível, com estádios modernos e uma nova forma de ver futebol. Será uma experiência não só para os comandados do técnico Luiz Felipe Scolari, como também para os apaixonados pelo esporte bretão.

Na abertura da competição, criada em 1992, vimos um duelo entre duas seleções que têm suas histórias entrelaçadas. O Brasil ajudou na construção do futebol japonês, sobretudo com Zico. O Galinho jogou no futebol local e comandou a seleção do país na conquista da Copa da Ásia em 2004 e na disputa da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Mas o cordão umbilical foi cortado e os nipônicos estão dispostos a mostrar que podem caminhar bem com as próprias pernas.

A seleção de Felipão, com o tempo de trabalho e a manutenção do time titular, tem conquistado uma qualidade: o entrosamento. Neymar, jogando aberto, similar ao período de Santos, tem tudo para incomodar e ser um dos destaques da competição. E ele começou bem, fazendo um golaço contra os japoneses; Paulinho e Jô completaram o placar. Nas próximas semanas, o torneio sem dúvida será a pauta preferida de qualquer grupo de amigos na mesa de bar. Se você quiser brilhar na conversa, o El Hombre fez uma lista de curiosidade sobre a competição. Divirta-se.

Os cinco jogadores mais velhos

1º Andres Scotti, do Uruguai – 37 anos e 6 meses

2º Xavier Samim, do Taiti– 35 anos e 5 meses

3º Gianluigi Buffon, da Itália – 35 anos e 5 meses

4º Juan Castillo, do Uruguai– 35 anos e 2 meses

5º Gerardo Torrado , do México – 34 anos e 2 meses

Os cinco jogadores mais jovens

1º Yohann Tihoni, do Taiti– 18 anos e 11 meses

2º Rainui Arota, do Taiti– 19 anos e 5 meses

3º Kenneth Omeruo, da Nigéria – 19 anos e 8 meses

4º Solomon Kwambe, da Nigéria – 19 anos e 9 meses

5º Francis Benjamin, da Nigéria – 20 anos

Média de idade dos times

Uruguai – 28 anos e 8 meses

Itália – 28 anos e 5 meses

Espanha – 28 anos

Japão – 27 anos e 2 meses

México – 27 anos

Brasil – 26 anos e 8 meses

Taiti – 26 anos e 1 mês

Nigéria – 23 anos e 1 mês

Média de idade dos jogadores participantes em todas as edições

1992 – 25 anos e 2 meses

1995 – 25 anos e 1 mês

1997 – 25 anos e 1 mês

1999 – 26 anos e 3 meses

2001 – 26 anos e 3 meses

2003 – 26 anos

2005 – 26 anos e 1 mês

2009 – 26 anos e 8 meses

2013 – 27 anos

Participações em outros torneios da FIFA 

Vinte e seis jogadores da Copa das Confederações 2013 já foram convocados para edições anteriores do torneio (14 da Espanha, seis da Itália, três do México, dois do Brasil e um do Japão). Três deles inclusive levantaram a taça: o mexicano Torrado, em 1999, e os brasileiros Júlio César e Daniel Alves, em 2009.  O japonês Endo (2003 e 2005) e o mexicano Torrado (1999 e 2005) participarão da sua terceira Copa. Para o brasileiro Júlio César, o torneio deste ano também será o terceiro (2003 e 2005), mas ele não disputou nenhuma partida na edição de 2003, pois era reserva.

Seis jogadores já balançaram as redes em edições anteriores do torneio: os espanhóis Villa e Torres marcaram três gols há quatro anos na África do Sul, enquanto o também espanhol Fàbregas, o brasileiro Daniel Alves e o italiano De Rossi marcaram um. Já o mexicano Salcido deixou o nome na súmula em uma partida do torneio de 2005.

Vinte e três jogadores já venceram a Copa do Mundo (cinco da Itália em 2006 e 18 da Espanha em 2010). Além disso, 71 estiveram no Mundial de 2010, 22 no de 2006 e sete no de 2002, enquanto somente Buffon integrava a seleção italiana que disputou a Copa da França em 1998.

Oito jogadores mexicanos (Aquino, Corona, Dos Santos, Herrera, Jiménez, Mier, Reyes e Salcido) integraram a equipe que conquistou a medalha de ouro no Torneio Olímpico dos Jogos de Londres 2012.

Seis jogadores já venceram uma Copa do Mundo Sub-20: os espanhóis Casillas e Xavi (1999) e os brasileiros Daniel Alves e Jefferson (2003) e Fernando e Oscar (2011). Enquanto isso, três atletas triunfaram no Mundial Sub-17: Diego Cavalieri com o Brasil em 1999 e os mexicanos Dos Santos e Moreno em 2005.

Número de jogadores em clubes do próprio país

95,7% (22 jogadores de 23 convocados) – Itália e Taiti

73,9% (17) – México

65,2% (15) – Espanha

47,8% (11) – Brasil

39,1% (9) – Japão

34,8% (8) – Nigéria

17,4% (4) – Uruguai

Clubes com mais atletas

Barcelona, da Espanha, e AS Dragon, do Taiti – 10

Juventus, da Itália – 9

Chelsea, da Inglaterra, e AS Tefana, do Taiti – 6

Lazio e Milan, da Itália, e Real Madrid, da Espanha – 5

Américo, Cruz Azul e Monterrey (todos do México) – 4