Ectomorfo, endomorfo ou mesomorfo: descubra seu biotipo corporal

Você já ouviu falar em ectomorfo? Ou endomorfo? Ou mesomorfo? Calma, não é nenhum vilão de Power Rangers, ao contrário do que talvez pareça.

Todo mundo tem aquele amigo que, apesar de comer como um urso selvagem, parece que nunca engorda uma mísera grama. Ele continua fino como um lápis. E em geral a turma também possui um exemplo oposto: o amigo que sempre está fazendo dieta, mas nunca emagrece.

A explicação deste mistério está na ciência. O corpo humano é dividido em, basicamente, três biotipos corporais: ectomorfo, endomorfo e mesomorfo, que possuem estrutura óssea e metabolismo diferentes.

Ectomorfo endomorfo mesomorfo

Qual é a importância de saber isso? Pois ao identificar a sua característica predominante, você pode montar um treino e uma dieta mais adequados ao seu caso, atingindo assim resultados na academia com mais eficiência. Então bora se aprofundar no assunto.

ECTOMORFO

É o típico magrão: peitoral mais reto, ombros estreitos e pouca barriga. Como um maratonista. Pessoas assim possuem metabolismo rápido e apresentam dificuldade em ganhar peso ou massa muscular.

Para ter bons resultados na academia, ou seja, dar uma trincada legal no corpo, aconselha-se que um ectomorfo foque bastante na musculação e maneire nos exercícios aeróbico, porque queima calorias com excessiva facilidade.

Desenvolver um six-pack é relativamente simples para os ectomorfos, porque a porcentagem de gordura corporal fica lá embaixo, deixando os músculos do abdômen em evidência. Essa é a boa notícia. Por outro ladro, crescer os braços e peitoral leva algum tempo…

O personal trainer Scott Laidler, famoso por treinar vários atores britânicos, sugeriu numa entrevista à “Men’s Health UK” uma rotina 3 treinos curtos por semana, para dar bastante tempo dos músculos se recuperarem.

Quanto à alimentação, Laidler recomenda um consumo alto de calorias, incluindo proteína e carboidrato, para ganhar massa muscular. Caso contrário, seu corpo não terá capacidade de recuperar a energia gasta no treino — e realizar com eficiência o processo de hipertrofia.

MESOMORFO

Estes são os camaradas abençoados pela genética. Os mesomorfos costumam ter os músculos mais definidos e estrutura óssea grande, além de facilidade em ganhar massa muscular e queimar calorias.

Dessa forma, é referência de um corpo atlético. Sabe aquele cara que, depois de um mês na academia, já está com o corpo em formato de “V” e destruindo no supino? Pois é, estamos falando dele mesmo. Agradeça a Deus se você for assim, porque facilita bastante a vida.

Praticamente qualquer treino é eficiente para um mesomorfo, diz Laidler, porque o corpo responde bem a todo tipo de estímulo. A única coisa que você não pode fazer? Malhar e comer com displicência. Tendo dieta e treino balanceados, você ficará trincado em pouco tempo.

ENDOMORFO

No extremo o oposto dos rapazes ectomorfos, nós temos os endomorfos, com uma constituição corporal que lembra a de um jogador de rugby: ombros largos, ossos grandes — e geralmente uma barriga proporcional.

Pois é. Os endomorfos ganham músculos com certa facilidade, mas infelizmente apresentam uma tendência de acumular gordura, com baixa definição muscular. Para atingir um six-pack, precisa ralar muito nos treinos.

O conselho do personal trainer Scott Laidler? Fazer bastante cardio e treinos de musculação de alta intensidade, mandando ver nas repetições. Mas só isso não é o suficiente: é essencial prestar atenção à dieta, diminuindo o consumo de carboidrato e focando mais em proteína.

PALAVRAS FINAIS

Esses três biotipos — ectomorfo, mesomorfo e endomorfo — não são 100% absolutos. Você pode estar na metade do caminho entre ecto/meso ou ecto/endo, apresentando uma combinação das características de ambos.

E como eles são um resultado somado da genética e dos hábitos, você pode mudar de categoria ao longo da vida. Leva tempo e demanda esforço, mas é possível.

Aqui no texto apresentamos alguns conceitos básicos para identificar seu biotipo dominante e direcionar seu treino/dieta para um caminho mais adequado a ele.

Mas se você quer resultados sólidos, é indispensável montar um treino específico com algum personal trainer da academia e visitar um nutricionista para desenvolver um cardápio que atenda às suas necessidades.

VÍDEOS EM DESTAQUE: