Joias masculinas: como, quando e o que usar

Quando falamos em “joias”, a palavra está quase sempre associada à moda feminina. Mas nos últimos tempos, a tendência cresceu entre os homens.

Se você usar os acessórios corretos, pode elevar a sua aparência. Se cometer um equívoco, por outro lado, vai matar o visual.

Por isso hoje vamos explorar o assunto com a merecida atenção. Afinal, essas pequenas peças de metal têm um grande efeito sobre a imagem que passamos às pessoas.

Se você quiser passar uma boa imagem, basta seguir os conselhos que daremos a seguir.

E, acima de tudo, preste atenção a uma dica que será repetida exaustivamente ao longo de todo o texto, para não deixar espaço para dúvida: o exagero e a ostentação devem ser evitados a qualquer custo. Menos é mais, como diz a etiqueta fashion.

TUDO COMEÇA COM O RELÓGIO

Hugo Boss

No futebol das joias masculinas, o relógio é o camisa 10, uma estrela capaz de definir o destino do jogo. Dá para o time entrar em campo sem ele? Dá, mas a chance de sucesso diminui bastante.

Ok, ok. Analogias esportivas à parte, vamos ao papo reto.

O relógio não ganhou o apelido de “a joia do homem” à toa. Assim como uma mulher fica mais bonita com um belo par de brincos ou um anel de brilhantes, o mesmo se aplica ao homem quando usa um relógio elegante no pulso.

É simples. É eficiente. É matador.

Ao pensar em joias masculinas, toda a coordenação dos acessórios que você usará deve partir deste ponto: o relógio. Ele vai dar o tom que o resto seguirá.

E o tom, de preferência, deve ser um tom elegante, harmonioso, discreto. O relógio é uma extensão da sua personalidade, não o contrário. Você quer as pessoas olhando para o seu rosto durante a conversa, não seu pulso.

Nada de relógios ostensivos e excessivamente chamativos, portanto. É melhor apostar num modelo que sussurra – e não grita – a sua mensagem.

O ideal é ter opções de relógio para cada lugar e ocasião. Fizemos um post explicando como começar uma coleção de relógios (link), com dicas de combinação entre os modelos e a roupa. Não deixe de dar uma olhada.

COMBINE A PULSEIRA COM O RELÓGIO

Lifestyle for Men by Vivara

Atualmente, as tendências apontam para as pulseiras de metal (prata ou aço) com couro. O design pode ser trançado ou liso. Temáticas abstratas, náuticas e de caveira estão em alta.

Se você tiver experiência com pulseiras – ou se estiver disposto a assumir um risco – é possível combinar diferentes estilos no pulso. Mas tome cuidado, pois o exagero em geral mais atrapalha do que ajuda.

E lembre-se do que falamos anteriormente: o relógio é o maestro dessa ópera. Escolha sempre uma pulseira ou bracelete que combine com ele.

OPTE POR COLARES E OS PINGENTES MINIMALISTAS

Colares Mott, à venda na Vivara

Falemos agora dos colares. Opte por modelos discretos com pingentes medianos. Evite colares muito longos ou muito curtos, assim como coisas exageradamente reluzentes, extravagantes e brilhantes.

Se você não quiser errar, aposte num colar de prata, ou couro fino, que chegue mais ou menos à altura do peito, não muito grosso e com um pingente interessante, e tudo ficará bem.

Sempre que pensar em utilizar vários colares juntos, lembre-se de que você não é um sacerdote xamanista ou Johnny Depp. Se for, está liberado.

PASSE OS SINAIS CORRETOS COM OS ANEIS

Aneis Mott, à venda na Vivara

Antes de mais nada, os anéis são acessórios que chamam a atenção para os nossos dedos. Em hipótese alguma seja relaxado com suas unhas, portanto. Elas precisam estar sempre curtas e impecáveis.

E quanto ao estilo? Em primeiro lugar, deixe o dourado para a aliança. Melhor usar um modelo em prata ou aço. Pedras preciosas também não são aconselháveis, a não ser que você saiba muito bem o que está fazendo.

Além disso, é importante mencionar que anéis podem enviar mensagens, sejam elas diretas ou nem tanto. Por milhares de anos, homens utilizaram-nos para expressar alguma coisa: poder político ou militar, riqueza, compromisso ou algum tipo de associação.

Leve em consideração o fato de que poderá expressar algo que deseja através de um tipo específico de anel. O contrário também é verdadeiro: evite um modelo que transmita um recado que não lhe convém.

No dedo indicador, normalmente o anel diz respeito a algum tipo de associação. No anelar, como bem sabemos, a um compromisso romântico. Já os outros três (dedinho, dedão e o dedo médio) podem ser usados mais livremente como uma declaração de personalidade ou estilo.

PALAVRAS FINAIS

Hugo Boss

O exagero e a excentricidade são efeitos que raramente funcionam. Como um estilista italiano certa vez falou: “Ser notado sem se esforçar para ser notado, isso é o que significa elegância.”

Por isso o ouro é mais difícil de combinar com o look do que a prata e o aço. Ele é chamativo, então fica fácil errar na mão. A não ser que você aposte no ouro branco, que é mais discreto.

Além disso, faça do uso de joias uma progressão natural. Comece sempre com o relógio. Depois insira, por exemplo, uma pulseira no visual. Aí experimente um colar. E, então, um anel.

Tenha muita paciência no momento de incorporar acessórios ao seu visual. Mudanças bruscas não são recomendáveis.

E, acima de qualquer outra coisa, tenha confiança em si mesmo. Leve em consideração o que considerar uma crítica positiva ou construtiva, mas não permita que as opiniões dos outros o afetem demais.

Dependendo do conteúdo da crítica, lembre-se que talvez o problema esteja mais na pessoa do que em você. Afinal, ela não leu esta matéria do EL HOMBRE. Você leu.

POST OFERECIDO POR RELÓGIOS HUGO BOSS & VIVARA

O história da marca Hugo Boss teve início em 1924, levando o nome do seu fundador o empresário alemão Hugo Ferdinand Boss. Ele começou seus empreendimentos em Metzingen, uma pequena cidade ao sul de Stuttgart. É atualmente uma das empresas mais bem sucedidas do mundo da moda. Hugo Boss é autêntica, luxuosa e discreta, oferecendo desde looks modernos e refinados até looks mais casuais e sofisticados.

Hoje, em seu portfólio de relógios no Brasil, à venda nas lojas físicas e online da Vivara, a marca apresenta duas linhas complementares: a BOSS para o homem clássico e elegante e a BOSS Orange para o homem contemporâneo e cheio de atitude. Os relógios Hugo Boss são desenvolvidos sob um acordo de licenciamento exclusivo com o grupo Movado.