Meia branca masculina: por que você NÃO deveria usar

A meia branca é, provavelmente, uma das maiores polêmicas da moda masculina – e muitos homens comentem, todo dia, um deslize ao usar essa peça da maneira errada.

Já discutimos aqui, no El Hombre, sobre o dilema entre combinar a sua meia com calça ou sapato. Ambas opções são válidas, assim como apostar também numa meia colorida ou com padronagem, para transformá-la num ponto focal do seu look.

Mas e a meia branca? Ela combina com calça jeans? Ou de sarja? Ou bota? Ou sapato marrom? A resposta é “não” para todos os casos. Em geral ela vai criar uma quebra abrupta de cor entre seu calçado e a sua calça, o que não traz harmonia ao visual.

Esse é um erro até que compreensível. Afinal, nada mais comum do que termos uma gaveta cheia de meias brancas. Aí, na correria do dia, acabamos pegando qualquer uma delas, mesmo.

Só que as meias brancas são para praticar esportes, não para serem incorporadas em looks casuais. Elas combinam com sneaker esportivo e bermuda – ou se você for numa linha mais athleisure, calça jogger.

E no caso de um look com calça jeans e sneaker branco, tipo o Adidas Stan Smith? O que fazer? O ideal é usar uma meia sapatilha, neste caso, daquelas que não aparecem no tornozelo, servem apenas para controlar a transpiração dos pés. Isso vai modernizar o seu visual.

No limite, até seria possível usar calça jeans com meia branca, caso o seu tênis seja um sneaker esportivo. Isso vai dar um toque de anos 1990 no look que virou tendência recentemente. Mas aí é uma questão de moda temporal que, provavelmente, vai passar em breve. Outra possibilidade aceitável? Combinar com calça creme, bem clarinha, dando um toque marítimo ao look.

O mais seguro, então, é usar meia escura – que vai harmonizar com o jeans – ou então a meia sapatilha que não aparece, dobrando a barra da calça para mostrar um pedaço do tornozelo.

VÍDEO EM DESTAQUE