Estudar

Melhores dicas para usar a tecnologia em prol da educação em sala de aula

Você acredita no poder de mudança contido nas inovações tecnológicas? Acredita no poder de mudança inerente à educação? Pois bem, falaremos neste texto justamente sobre como estas duas áreas de conhecimento podem estabelecer pontes entre si. Afinal, será que a tecnologia pode contribuir para o desenvolvimento da educação dentro das salas de aula? Vejamos alguns pontos chave a serem considerados para que a tecnologia possa ser usada para fins positivos dentro da sala de aula:

1. O problema deve vir antes da solução

É imprescindível definir com clareza qual é o desafio educacional a ser enfrentado a curto, médio ou longo prazo antes de escolher a solução tecnológica que ajude a resolvê-lo.

2. Os conteúdos devem ser sempre os protagonistas, e não a tecnologia

Dispositivos integradores para uso de professores e alunos sem intenção pedagógica, ligados ao desenvolvimento de conteúdos curriculares específicos, costumam ser um dos erros mais frequentes que afetam o baixo impacto de alguns casos de implementação de recursos digitais na educação. Assim, por exemplo, os módulos didáticos contribuem para oferecer novas e melhores oportunidades de aprendizagem de enriquecimento.

3. Formação de professores

Não basta garantir o acesso dos professores aos dispositivos, é necessário conceber cuidadosamente a estratégia de formação dos educadores que irão utilizar as tecnologias, de forma que lhes permitam reconhecer as vantagens na utilização dos novos recursos, bem como das estratégias de acompanhamento durante o processo de adoção das inovações consideradas na integração de tecnologias.

4. Comunicação clara e transparente

É imprescindível que os diversos componentes da comunidade escolar estejam devidamente informados sobre os processos de adoção de recursos digitais, quando estes estão ligados a um processo de inovação ou melhoria educacional. Os detalhes da implementação, a justificativa para a decisão e, especialmente, as expectativas que se espera que sejam atendidas e a forma como o progresso será medido devem ser comunicados.

Benefícios do uso da tecnologia na educação

O mundo evolui e a educação também, o modelo educacional atual (aprender apenas nos livros e no quadro-negro com giz) acabou. Já se passaram vários anos desde que a tecnologia entrou em vigor para melhorar a educação e agora ela já é uma parte vital dela.

As crianças e adolescentes de hoje são nativos digitais e não seria lógico retirá-los do seu dia a dia no mundo acadêmico. O uso da tecnologia na escola aumenta o interesse dos alunos pelas atividades acadêmicas e ajuda a desenvolver a aprendizagem das crianças ou de jovens adultos elaborando seu TCC, por exemplo.

Considerando os pontos que citamos acima, a implementação de novas tecnologias na sala de aula têm o potencial de trazer os seguintes benefícios aos alunos e professores:

– Compreensão facilitada

O uso de ferramentas tecnológicas motiva e facilita a manutenção da atenção do aluno. Por consequência, os conteúdos são assimilados mais rapidamente. Com a revisão de textos nas plataformas digitais, além de tudo, os erros ortográficos vão sendo corrigidos de forma mais fácil.

– Mais autonomia

O uso de tecnologias incentiva a proposição de estudos de caso e seu envolvimento na administração e gestão do conteúdo. É uma metodologia onde o aluno é ensinado a aprender a aprender, a construir o seu próprio conhecimento. Além disso, a Internet permite um número infinito de fontes de informação e promove a capacidade de selecionar e gerenciar a mais adequada.

–  Mais trabalho em equipe

A tecnologia gera interação entre os alunos e estimula o trabalho em equipe. No campo profissional, a maioria dos projetos que se desenvolvem são em equipe e requerem a colaboração de diferentes profissionais, desenvolvendo a capacidade de trabalhar em equipe desde a infância é essencial.

– Pensamento crítico

A Internet e as mídias sociais necessariamente nos obrigam a compartilhar pontos de vista e opiniões. O debate é muito importante quando os cérebros estão se desenvolvendo. Além disso, a enorme possibilidade que a tecnologia oferece de quebrar o paradigma espaço-tempo, permite interconectar infinitas fontes de conhecimento em todo o mundo, conectar-se com pessoas de outros países e culturas e trocar informações.

– Maior flexibilidade

Os alunos podem seguir ritmos diferentes em sua aprendizagem, tendo conteúdo adicional ou materiais de apoio, dependendo das necessidades.

A penetração da tecnologia na educação traz benefícios não só aos alunos, mas também aos profissionais. O uso da tecnologia auxilia na otimização das tarefas dos professores e torna seu trabalho mais atraente, tornando-se muito mais eficiente. Crianças e adolescentes nascem com a tecnologia e gostam dela, devemos aproveitar esse fato para orientá-los a aprender com ela.

Quais os rumos da educação daqui para frente?

Tradicionalmente, o objetivo da educação era transferir conhecimento, preparar os alunos para o trabalho e ocupar seu lugar na sociedade. No entanto, o futuro da educação é cada vez mais visto como uma oportunidade para desenvolver e fortalecer nossas qualidades individuais. É aqui que reside a verdadeira mudança.

No futuro, graças à tecnologia, a educação não consistirá apenas em adquirir os conhecimentos necessários para o desempenho desta ou daquela função, mas permitirá também contribuir para o desenvolvimento da personalidade dos alunos, focando sobretudo nas suas qualidades, adaptando a quantidade de tempo gasto estudando de acordo com suas necessidades e habilidades, medindo os resultados do processo de aprendizagem e quais métodos de ensino podem ajudar melhor no desenvolvimento pessoal e profissional.

Os desafios do futuro para a educação

Como as instituições de ensino devem consolidar suas vantagens competitivas em um contexto relativamente fragmentado que oferece oportunidades significativas de desenvolvimento e inovação? A experiência educacional em si, associada a uma determinada marca, continuará a fornecer a principal vantagem competitiva para as universidades?

Dado que o acesso à informação hoje em dia é virtualmente ilimitado, com uma grande quantidade de conteúdo educacional distribuído por meio de softwares abertos ou plataformas gratuitas, o conteúdo irá reinar e as empresas capazes de criar conteúdo devem deslanchar a partir de agora. Além disso, considerando a rápida evolução das tecnologias, é difícil prever datas exatas para quando determinadas evoluções irão acontecer. A verdade é que tudo tem avançado muito rápido, mas nem sempre os sistemas de educação acompanham o ritmo desse avanço, principalmente em países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil.

Cabe a nós confiar e acreditar no potencial que as novas tecnologias têm de revolucionar os sistemas educacionais possibilitando uma real democratização do conhecimento. Aumentando a geração de demanda por uma educação cada vez mais tecnológica e antenada às inovações.